Fonte: Metropole

O Campeonato do Nordeste deste ano ficou marcado pela desorganização. E assim deve continuar sendo para a próxima edição. Até agora, não foi definida a fórmula de disputa do Nordestão de 2011 nem quais clubes irão participar da competição.

As três principais equipes de Pernambuco e o Bahia já confirmaram que não irão participar da disputa. Icasa e Asa de Arapiraca seriam convidadas para substituir os desistentes, formando o campeonato com 14 clubes.

Só que a decisão, ainda não confirmada, pode acarretar grandes prejuízos para a Liga do Nordeste. O Estatuto do Torcedor proíbe a utilização de convites em competições profissionais. “O critério tem de ser exclusivamente técnico. Se isso acontecer, qualquer um poderá dizer que a Liga está descumprindo a lei”, afirmou o presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues.

Na visão dele, a escolha para substituir os desistentes deveria levar em conta o desempenho nos estaduais. “Para a vaga do Bahia, no meu entendimento, o correto seria colocar o terceiro colocado do Baiano do ano passado. O mesmo deveria ser feito em Pernambuco”, comentou.

Outro ponto alertado por Ednaldo Rodrigues quanto ao descumprimento da lei é na fórmula de disputa. Há a intenção de se mudar o regulamento para 2011. Mas, novamente recorrendo ao Estatuto do Torcedor, o presidente da FBF lembrou que há a obrigatoriedade de manter o modelo por, no mínimo, dois anos. “Nós, no Baiano, não gostamos do modelo deste ano, mas teremos que manter para o próximo”, exemplificou.

O dirigente lembrou que em junho deste ano se reuniu com Alexi Portela e um dos representantes da empresa Top Esporte, responsável por organizar o torneio, propondo a realização também de uma Segunda Divisão. O torneio seria dividido em dois grupos e os campeonatos estaduais dariam acesso a esta Série B do Nordestão.

Ao ser questionado se iria pleitear para o futebol baiano a vaga deixada pelo Bahia, Ednaldo Rodrigues lembrou da indecisão do futuro político da Liga. Eduardo Rocha, o atual presidente, não vai permanecer no cargo. Alexi Portela foi apontado como um substituto, mas confirmou. “Eu não sei nem a quem me dirigir com relação à Liga do Nordeste”, lamentou.