Ibahia

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-BA) marcou para a próxima segunda (18) o julgamento de Albino Leite, presidente do Atlético, em virtude da agressão ao assistente Alessandro Álvaro Rocha Matos na partida entre o Carcará e o Bahia, em Alagoinhas. A sessão está marcada para começar às 18h30.

Albino Leite foi enquadrado em seis artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e pode pegar até um ano de suspensão. Além da agressão, o presidente do Atlético vai responder por invasão de campo e prejuízo a sua equipe.

O lance ocorreu aos 29 minutos do segundo tempo, quando o assistente levantou a bandeira e assinalou impedimento do lateral Carlos Alberto. O cruzamento resultou em gol de Robert, para o Atlético. Na sequência, após reclamação dos jogadores, Albino Leite de uma trombada em Alessandro pelas costas, que o fez cair no gramado. O assistente sofreu um trauma no pescoço.

“Foi uma agressão covarde. Ele vai responder por isso”, bradou Alessandro, que prestou queixa logo após a partida, ainda em Alagoinhas. Albino Leite rebateu. “Não foi agressão. Apenas tentei empurrar ele para perguntar o que aconteceu”.