R7

O Flamengo esteve muito perto de contratar o meia Diego, do Wolfsburg (ALE), mas esbarrou nos altos valores pedidos pelo clube alemão e pelo jogador. No entanto, se não tinha dinheiro em caixa para reforçar a equipe na janela de transferências que foi fechada na sexta-feira (20), a diretoria agora terá de desembolsar milhões para pagar ex-treinadores.

Ao demitir Joel Santana na segunda-feira (22), o Flamengo terá de pagar R$ 2 milhões de multa ao técnico, que comandou o time por cinco meses e meio. Seu contrato ia até dezembro deste ano. Joel havia assumido a equipe em fevereiro, no lugar do também demitido Vanderlei Luxemburgo. Para o agora treinador do Grêmio, pela quebra de contrato, o Rubro-Negro terá de pagar aproximadamente R$ 4 milhões.

Com isso, as dívidas apenas com os dois ex-treinadores desta temporada chegam a R$ 6 milhões, algo que compromete o orçamento flamenguista e obriga a diretoria a travar contratações mais caras. Além disso, o clube terá de pagar por um novo comandante, que deve ser anunciado ainda nesta terça-feira (24). A dívida com os dois antigos técnico deve fazer a diretoria evitar loucuras na hora de oferecer salário ao futuro profissional que vai dirigir o time.

Dorival Júnior, demitido do Internacional, surge como favorito ao cargo. Porém, o nome de Dunga, que já recebeu sondagem no começo do mês, não está descartado, assim como o de Renato Gaúcho, ex-jogador do próprio clube. Levir Culpi, desempregado, chegou a ser oferecido, mas dificilmente será o escolhido.