Globo Esportes

treino_palmeiras02_alexandrelozetti_15

Foram mais de 15 horas em aeroportos e aviões até a delegação do Palmeiras chegar a Tijuana, pouco mais de 24 horas antes da partida. A equipe ainda teve de reconhecer a temida grama sintética do estádio Caliente, onde vai atuar nesta terça-feira. De quebra, desfalques importantes ficaram no Brasil, como o artilheiro Leandro, que não está inscrito, e meia Valdivia e o goleiro Fernando Prass, que estão lesionados. Por fim, o Verdão ainda terá pela frente um time que, apesar de ter terminado em segundo no seu grupo, fez mais pontos na fase anterior, e impôs ao campeão Corinthians sua única derrota na Libertadores nas últimas 20 partidas.

Num clima de “contra tudo e contra todos”, o Palmeiras aposta na tradição para conseguir um bom resultado diante do Tijuana no primeiro jogo das oitavas de final da competição continental. Tradição de um clube que já participou da competição 15 vezes, e foi campeão em 1999, enquanto o adversário desta noite foi fundado apenas em 2007. São 99 anos de história contra seis. Fator que pode não decidir, mas o técnico Gilson Kleina e seus comandados querem fazer pesar dentro de campo.

Mesmo na Série B do Campeonato Brasileiro, fato ressaltado pela imprensa mexicana, o Palmeiras é respeitado como um grande no país do primeiro duelo. Até porque, segundo os jornais locais, “os clubes brasileiros estão acostumados a colocar fim ao sonho dos mexicanos”. Além do bom time do Tijuana, o Verdão terá de superar uma viagem desgastante. Após conseguir marcar os jogos para as datas que gostaria, a diretoria não conseguiu reservar lugares em vôos com maior antecedência, chegando ao local somente na tarde de segunda-feira.

A grama sintética também será inimiga. Fernando Prass, goleiro titular, já havia tido uma experiência com esse tipo de piso quando atuava em Portugal. E nem com isso o Verdão poderá contar, já que ele teve uma luxação na clavícula e será substituído por Bruno. Por fim, o retrospecto negativo fora de casa é mais um trauma a ser superado. Até agora, foram três derrotas em três jogos como visitante na Libertadores: contra Tigre na Argentina, Libertad no Paraguai, e Sporting Cristal no Peru. A partida diante do Tijuana terá início às 22h30 (horário de Brasília), 18h30 no fuso horário da cidade mexicana.