Diário de Pernambuco

20140105204512863943e

Faltam exatos 28 dias para o centenário do Santa Cruz. Porém, a festa, que poderia ser no dia 1º de fevereiro contra o Bahia, em partida válida pela Copa do Nordeste, foi manchada há um ano, no dia 6 de fevereiro de 2013. Após três dias do 99º aniversário do clube, a principal torcida uniformizada coral deu o seu presente antecipado. Um presente de grego. Após promoverem uma pancadaria generalizada no Estádio Rei Pelé, em Maceió, no jogo contra o CRB, pela Copa do Nordeste, um número pequeno de membros da facção conseguiu deixar toda a torcida tricolor longe da equipe que tanto veneram. Porém, poderia ser pior.

A punição inicial era de quatro jogos e multa de R$ 25 mil, mas o clube entrou com recurso no STJD e conseguiu redução para três jogo e a multa foi de “apenas” R$ 10 mil. Muito para uma equipe que teve média de mais de 20 mil torcedores por partida e obtinha renda de cerca de R$ 200 mil. A festa do centenário, que poderia ser com um Arruda lotado, no dia 1º de fevereiro em partida contra o Bahia, será a 120 km do Recife, assim como os outros jogos que o clube realizará em casa no Grupo B da Copa do Nordeste.

Além de prejudicar o centenário, a classificação do Santa Cruz à segunda fase da Copa do Nordeste pode sofrer reflexos por não jogar no Arruda. O técnico Vica vislumbra dificuldades na 1ª fase do Nordestão. “Todo mundo sabe a diferença que faz o Arruda. Claro que vai ser uma dificuldade para nós. Sei que vamos jogar em casa, pois nossa torcida é apaixonada e vai lotar o estádio onde jogarmos”, opinou o treinador, sem antes lembrar as diferenças que enfrentarão. “As condições não são as mesmas em termos de estrutura. Não estou criticando o estádio de Caruaru, onde devemos jogar. Mas certamente lá não tem um gramado do nível do Arruda, nem a estrutura do nosso estádio.”