Globo Esportes

img_9805_1

Um jogo de Série A em meio à final de Libertadores e à disputa da terceira fase da Copa do Brasil. Chapecoense e Atlético-MG duelam em partida atrasada nesta quarta-feira, às 21h, em Santa Catarina, pela 10ª rodada do Brasileirão. O confronto, que seria o primeiro das equipes na volta da Copa do Mundo, foi adiado porque Galo disputou a decisão da Recopa em Minas, onde sagrou-se campeão em cima do Lanús.

Líder no quesito ocupação de estádio na Série A, com 59% da Arena Condá preenchida nos jogos, a Chapecoense conta com sua torcida para levar os três pontos da partida contra o Galo e abrir uma boa distância da zona de rebaixamento. O time do Oeste catarinense conta com o bom retrospecto nos últimos confrontos em casa para tal feito – são três vitórias nos últimos compromissos em Santa Catarina (contra Palmeiras, Bahia e Flamengo). Além das arquibancadas, a esperança segue em Bruno Rangel, artilheiro da Segundona de 2013 e que ainda não balançou as redes no seu retorno ao Verdão do Oeste após seis meses no Catar.

O Atlético-MG, que já não iria ter Ronaldinho Gaúcho por conta da rescisão contratual do meia, também não terá o atacante Jô, que faltou ao treino de segunda-feira e foi cortado da viagem. Mas o clima no clube não é dos piores por conta da indisciplina do camisa sete. Pesa mais o retorno das vitórias com o triunfo sobre o Atlético-PR, na última rodada e a possibilidade de dar um salto na tabela – um triunfo em solo catarinense representaria um salto na tabela, de 11º para a quinta colocação -, quando a classificação do Brasileiro será colocada em dia – este é o único jogo atrasado na competição. Os jogadores do Galo corresponderam ao voto de confiança do treinador ao abolir concentrações antes das partidas em Belo Horizonte e voltaram a exibir um belo futebol, principalmente no primeiro tempo. O objetivo é contabilizar mais três pontos para se aproximar do G-4 e recuperar os perdidos em casa para Goiás, Criciúma e Bahia.

10363571_400533933422057_6760002703095188692_n