WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

agosto 2014
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  



drupal counter

:: 13/ago/2014 . 10:26

Madureira festeja 100 anos com Série B como meta: “Está de bom tamanho”

Globo Esportes

madureirabolosidneiparrarofp

Nem sempre é preciso um título para comemorar. A torcida do Madureira, por exemplo, está em festa pelo centenário do clube, completado na última sexta-feira. Com 100 anos de história, o time se orgulha de ter revelado nomes como Jair Rosa Pinto, Evaristo de Macedo e Marcelinho Carioca, e mantém os pés no chão ao falar do futuro. Na Série C do Campeonato Brasileiro, o time sonha em chegar à Série B, mas as pretensões param por aí, segundo o presidente Elias Duba. Conseguir o acesso à segunda divisão nacional já seria considerado um presentão (assista ao vídeo).

– O objetivo, você vai me perguntar, é para a Série A? Nunca. Pelo número de torcedores que nós temos, pela grandeza do Madureira, a Série B está de bom tamanho – considerou.

Em 100 anos, a maior conquista do clube foi a “Taça Rio”, o segundo turno do Campeonato Carioca, em 2006. Para o clube, que não está entre os grandes do Rio de Janeiro, foi um feito e tanto. O presidente diz até que o Madureira, clube do bairro de mesmo nome, no subúrbio carioca, nem se importa em não ser protagonista.

– Pelo contrário, nós gostamos de ser coadjuvantes – disse.

O que também enche Elias Duba de orgulho, após 22 anos no comando, é a situação financeira do Madureira. No momento em que os clubes buscam alternativas para pagar dívidas, ele garante que por lá os salários são pagos em dia.

– O mês aqui tem 30 dias. O Madureira tem sua folha de pagamento rigorosamente em dia, não precisa de futebol para sobreviver – afirmou.

Em crise financeira, Crac anuncia a desistência da Série C

Futebol Interior

728x479

O Crac está fora do Campeonato Brasileiro da Série C. Em crise financeira, o Leão, que já estava em maus lençóis na tabela de classificação, optou por desistir da competição. A situação, porém, ainda pode ficar pior, pois o clube de Catalão pode ser punido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) com dois anos de suspensão de qualquer disputa profissional da entidade, ou de suas respectivas Federações.

A desistência foi confirmada pelo próprio presidente do clube, Elson Barbosa, e pelo técnico Moisés Egert. O mandatário garantiu que tomou a decisão, pois a situação estava incontrolável. O Crac não pôde contar com o apoio prometido da prefeitura e acabou criando uma dívida com o atual elenco de mais de dois meses de salários atrasados, que acabou deixando a situação insustentável.

“Isso já está decidido. Nós não vamos mais disputar a Série C, porque não temos recursos para isso. Falta o apoio que recebíamos antes da Prefeitura e que não recebemos mais. Os jogadores estão com os salários atrasados há dois meses e não quiseram esperar até a próxima terça-feira para dar um prazo ao clube. Então, vou informara à CBF amanhã (quarta-feira) que infelizmente estamos fora da competição”, afirmou o presidente.

Com a desistência da Série C, o Crac será enquadrado no Artigo 21 do Regulamento Geral da competição que diz que: um clube poderá desistir de disputar o Campeonato Brasileiro da Série C de 2014, desde que o faça com uma antecedência mínima de 30 dias do início da competição, explicando os motivos através de ofício dirigido à sua federação”

Punição: 2 anos sem disputar competições oficiais organizadas pela CBF ou suas respectivas Federações

Grand Prix de Voleibol em Vitória da Conquista

Blog da Resenha Geral

Volei-BB-224x300

O professor Ronaldo Oliveira (Ronaldão) que foi atleta de vôlei nas décadas de 70 e 80 continua firme no propósito de manter o esporte em Vitória da Conquista. O poder público sempre ausente obriga o professor a buscar parceiros na iniciativa privada para continuar com o voleibol em Conquista.

Nos dias 16 e 17 de agosto na AABB – Associação Atlética Banco do Brasil será realizado um Grand Prix de voleibol que poderá atrair várias equipes de outras cidades da Bahia e de Minas Gerais. Iniciativas como esta precisam continuar contando com os empresários que podem deduzir do IR todo investimento feito no esporte amador. Incrições pelo telefone (77) 8149-8983 ou 3422-8753.

unimarc-modelo-4

Pelo topo da América: San Lorenzo e Nacional decidem a Libertadores

Globo Esportes

piatti-sanlorenzo-reu

A glória tão aguardada diante da glória inesperada. San Lorenzo e Nacional-PAR chegam ao dia mais importante de suas histórias centenárias. Para o Ciclón, será a chance de deixar de ser o único grande da Argentina sem o título da Libertadores. Para os paraguaios, é a oportunidade de dar um passo à frente e tentar se firmar entre os grandes do país. O time azul-grená e o Tricolor se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h15, no estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires, no jogo decisivo da Libertadores da América. O GloboEsporte.com acompanha a partida em Tempo Real.

No jogo de ida, empate por 1 a 1 no Defensores del Chaco, em Assunção, com gol obtido no derradeiro minuto pelos donos da casa. O resultado deixa o título nas mãos de quem vencer nesta noite. Um novo empate leva a decisão para a prorrogação e pênaltis. As duas equipes nunca estiveram em uma final antes – os paraguaios sequer tinham avançado da primeira fase – farão um campeão inédito pela terceira vez seguida na Libertadores, algo que também nunca ocorreu. É a primeira decisão sem times brasileiros dos últimos nove anos.

A arbitragem será do brasileiro Sandro Meira Ricci, auxiliado por Emerson de Carvalho e Marcelo Van Gasse.

COPA DO BRASIL: São Paulo e Fluminense favoritos por vaga nesta quarta-feira

Futebol Interior

20140502145844

A Copa do Brasil terá mais cinco classificados às oitavas-de-final, nesta quarta-feira. São Paulo e Fluminense tentam confirmar seu favoritismo para passar de fase. Já o Internacional precisará inverter a vantagem, após perder para o Ceará em pleno Beira-Rio, na partida de ida.

Às vésperas do Choque-Rei com o Palmeiras, que acontece no domingo, o São Paulo recebe o Bragantino, no Morumbi. Após vencer na partida de ida, por 2 a 1, o clube paulistano pode até mesmo perder por 1 a 0. Ao clube do Interior, resta vencer por dois gols ou por um gol, desde que marque no mínimo três vezes. Se vencer por 2 a 1, a disputa irá aos pênaltis.

A situação do Fluminense é bem mais confortável. O time carioca poderá até mesmo perder por dois gols de diferença para o América-RN, no Rio de Janeiro. Na ida, o clube potiguar levou, por 3 a 0, em Natal, e terá de ganhar por quatro gols de diferença ou vencer por 3 a 0 e levar a disputa aos pênaltis.

O Internacional, por outro lado, terá de inverter a vantagem conquistada pelo Ceará, em Fortaleza. Na ida, no Beira Rio, os cearenses venceram por 2 a 1, e jogam até por uma derrota por 1 a 0. Se os gaúchos vencerem por um gol e marcarem, no mínimo, três, avançarão.

Nas outras duas partidas, o Santa Cruz recebe o Santa Rita-AL, em Recife, enquanto o Paysandu encara o Coritiba, em Marabá, no interior paraense. Na quinta-feira, o Santos recebe o Londrina, para a disputa da última vaga às oitavas.

Os classificados desta semana se juntarão nas oitavas a outros dez clubes. Na terceira fase, já passaram ABC, Vasco, Palmeiras e Corinthians. Além deles, há os seis clubes que disputaram a Copa Libertadores: Atlético-MG, Atlético-PR, Botafogo, Cruzeiro, Flamengo e Grêmio. os confrontos serão determinados por sorteio.

Vasco fura a muralha Júlio César, bate o Náutico e, enfim, volta ao G-4

Globo Esportes

dakson_jogovasco3_marcelosadio_85

Demorou 11 longas rodadas, mas enfim o Vasco está de volta ao G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta terça-feira, em jogo adiado da quinta rodada, o Cruz-Maltino venceu o Náutico e a estreia inspirada de Júlio César, que evitou uma goleada na Arena Pernambuco. O placar final de 1 a 0 foi magro, o gol marcado por Dakson foi meio que sem querer – numa jogada com furadas e desvio no chute -, mas foi o suficiente para o time de Adilson Batista alcançar sua primeira trinca dentro do torneio, pegar o elevador, ultrapassar Joinville, América-MG e Luverdense e virar o vice-líder, com 28 pontos, só três atrás do Ceará. Já o Timbu não dá folga à crise e, apesar de permanecer em 15º lugar, com 18 pontos, entrará em campo na próxima rodada sob o risco de cair para a zona de rebaixamento. Já anunciado como o novo técnico da equipe, Dado Cavalcanti acompanhou o duelo do estádio e viu que vai ter muito trabalho.

O público de 9.417 pessoas na Arena Pernambuco viu um jogo de pouca inspiração e muita truculência: foram 12 cartões amarelos ao todo aplicados pelo árbitro paraense Dewson Fernando Freitas da Silva, sendo dois para o expulso Cañete – outro estreante da noite. Com o resultado, o Timbu segue com aproveitamento ruim na Arena Pernambuco, de 39,8% em 36 jogos disputados: 13 vitórias, quatro empates e 19 derrotas. Além disso, o time mantém um jejum de seis anos (ou seis jogos) sem derrotar o Cruz-Maltino.

O Vasco volta a campo para enfrentar o líder Ceará, às 16h20 (de Brasília) deste sábado, em São Januário. No mesmo dia e horário, o Náutico visita o Luverdense, na Arena Pantanal.

10363571_400533933422057_6760002703095188692_n

América-MG perde para o Avaí fora e vê catarinenses entrarem no G-4

r7

12_1

Apagado, o América-MG sucumbiu diante da força do Avaí e deixou a Ressacada com revés por 2 a 0, em jogo realizado nesta terça-feira, em Florianópolis. A sequência de resultados ruins parece ter gerado pressão no Coelho, que mostrou falta de equilíbrio com os jogadores reclamando muito da arbitragem e apresentando pouco futebol.

O primeiro gol do jogo foi anotado pelo volante Diego Felipe, que subiu mais que a zaga americana e testou para as redes, desviando cobrança de escanteio. Na etapa final Willen marcou o segundo fechando o marcador. O resultado foi muito comemorado pelos avaianos que ultrapassaram o América-MG na classificação, chegando aos 27 pontos no quarto lugar, contra 26 do Coelho que cai para a quinta posição.

A partida entre América-MG e Avaí quase não foi realizada em função da falta de energia elétrica e das fortes chuvas na Ressacada. Depois de 37 minutos de atraso, o árbitro carioca Marcelo de Lima Henrique entendeu que existia condições de jogo com a volta da eletricidade, e deu início a partida no Sul do Brasil.

Na sequência da Série B do Brasileiro, o América-MG terá compromisso contra o Luverdense na próxima terça-feira, no estádio Independência, em um confronto importante para o G4. Já o Avaí vai visitar a Portuguesa, jogo também na terça-feira, no Canindé.

Na Arena das Dunas, Lusa arranca empate, mas segue em penúltima

Gazeta Esportiva

adsc07204

A Portuguesa segue na penúltima posição do Campeonato Brasileiro da Série B. Na noite desta terça-feira, em partida válida pela 16ª rodada, a Lusa visitou o ABC, na Arena das Dunas, em Natal-RN, e empatou sem gols.

Com a igualdade, os rubro-verdes continuam no 19º posto, com apenas 13 pontos, à frente somente do Vila Nova (5). Por sua vez, o Mais Querido figura em posição intermediária, somando 21 unidades.

O próximo compromisso dos paulistanos ocorre na terça-feira (19), às 21h50 (de Brasília), diante do Avaí, no Canindé. Já os nordestinos terão pela frente o Ceará, no mesmo dia, mas às 19h30, na Arena Castelão.

Brasil empata com Qatar na estreia: 1 a 1

CBF

20140812214721_0

A Seleção Brasileira Sub-20 estreou com um empate por 1 a 1 contra o Qatar pela estreia no Torneio de Cotif. A equipe brasileira saiu atrás no marcador, mas buscou o empate com gol de Gabriel.

Contra uma forte marcação do Qatar, a Seleção buscou no primeiro tempo furar o bloqueio com toques em seu campo, invertendo o jogo e acionando, principalmente, o lado esquerdo de seu ataque com jogadas entre Yuri e Pará, ao mesmo tempo em que buscava adaptar-se ao gramado sintético do estádio de L’Alcúdia.

Aos 22 minutos, a equipe conseguiu chegar com perigo ao gol do Qatar. Em tabela de Pará e Yuri, o camisa 11 do Brasil chegou à linha de fundo e chutou cruzado, a bola passou por Thalles e foi afastada pela zaga.

Para o segundo tempo, Gallo promoveu duas alterações na equipe. Lorran e Nathan entraram no lugar de Pará e Boschilia. Com o jogo mais aberto, as oportunidades apareceram e as equipes aproveitaram.

O Qatar abriu o placar aos nove minutos de jogo em cobrança de pênalti convertida por Hassan Afif. Dois minutos depois, em jogada pela direita, Thalles recebeu dentro da área e conseguiu passar para Gabriel completar para o gol.

Brasil: Marcos; Auro (Gerson), Lucão, Eduardo e Pará (Lorran), Danilo, Matheus Biteco e Boschilia (Nathan), Gabriel, Thalles e Yuri (Kenedy).
Técnico: Alexandre Gallo

Gols: Hassan Afif (9′), Gabriel (11′)

468x60_simonassi127

Brasil perde para Alemanha por 5 a 1 e se despede do Mundial

CBF

20140812233919_4

A tarefa da Seleção Brasileira Feminina Sub-20, na terceira rodada da fase de grupos do Mundial, para se classificar, não era fácil: derrotar as atuais vice-campeãs por dois ou mais gols de diferença. No final, o Brasil perdeu por 5 a 1, mas não sem lutar um minuto dentro de campo.

O jogo começou com uma sequência de quatro escanteios a favor da Seleção. O Brasil pressionava a saída de bola e não deixava a Alemanha jogar. Depois dos primeiros cinco minutos, a Alemanha equilibrou a partida.

Apesar de conseguir chegar ao ataque, a Seleção não era eficiente na finalização. A Alemanha, por outro lado, aproveitava suas chances. A sorte do Brasil é que Letícia está sempre atenta: a goleira fez duas belíssimas defesas.

No contra-ataque, Djenifer achou Byanca que driblou dentro da área e tocou para Gabi. A volante chutou forte, mas a bola raspou na trave e saiu.

No lance seguinte, Andressa tocou para Gabi, que chutou para fora, Dessa vez, a bola passou pelo lado esquerdo da goleira e saiu.

Com a pressão do Brasil, o gol saiu aos 41 minutos da primeira etapa. Em jogada ensaiada de escanteio, Andressa cruzou e Carol cabeceou para abrir o placar.

Nos acréscimos, Bremer foi derrubada dentro da área e,penalidade marcada. Ela mesma cobrou e bateu na trave.

Nos primeiros minutos da segunda etapa, a Alemanha veio para cima e conseguiu o empate com Daebritz.

A Sub-20 precisava vencer por dois gols de diferença para se classificar. E por isso não desistiu, apesar do empate. Andressa, Gabi e Carol tocaram a bola na entrada da grande área até que a capitã viu Patrícia e passou.A camisa 11 chutou por cima do gol.

A Alemanha fez mais um com Bremer. As alemãs quase fizeram outro, não fosse a goleira Letícia fazer duas difíceis defesas consecutivas. Daebritz fez mais um para a Alemanha; e Bremer fez mais dois e fechou o placar: 5 a 1 para as europeias.

Brasil: Letícia, Letícia Santos, Nágela (Thayanara), Julia, Camila; Djenifer e Gabi; Byanca, Andressa (c) e Patrícia (Gabi Portilho); Carol.

pmvc




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia