WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

agosto 2014
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  



drupal counter

:: 20/ago/2014 . 18:31

Ex-Corinthians, zagueiro Wanderson chega ao Treze para jogar a Série C

Globo Esportes

dsc_0068_1

Um reforço de nível de Série A. Foi com esse currículo que o Treze apresentou na tarde desta segunda-feira, no Estádio Presidente Vargas, o zagueiro Wanderson, que estava jogando pelo Corinthians, atual terceiro colocado da primeira divisão nacional, e chega para ser mais uma opção para o treinador Givanildo Oliveira na sequência da disputa da Série C do Campeonato Brasileiro de 2014.

Em sua apresentação, Wanderson disse que encara a responsabilidade de defender a camisa do Alvinegro paraibano da mesma maneira com que sempre encarou quando estava jogando no time corintiano.

– Eu sei que o Treze tem uma grande tradição aqui na região, é um clube muito grande, e por isso a responsabilidade que eu tenho é a mesma que tinha quando estava no Corinthians. Espero ganhar um ritmo de jogo o mais rápido possível para tentar ajudar meus companheiros na disputa dessa Série C e que a gente quer conseguir o acesso para a Série B – comentou o novo reforço trezeano.

Wanderson chega para ajudar o Treze no momento em que o time passa pela maior dificuldade na competição nacional. Com três derrotas, o Galo estacionou nos dez pontos e está bem próximo da zona de rebaixamento do Grupo A. No próximo domingo, o Galo recebe o Cuiabá, no PV.

468x60_simonassi127

OPINIÃO: Lomantão assombrado ou diretoria incompetente?

Por Gabriel Oliveira

577286_675496465813804_1925180823_n

Vitória da Conquista sempre foi uma cidade extremamente carente no quesito futebol profissional. O Conquista Futebol Clube e o Serrano começaram bem mas caíram no desgosto da população conquistense pela falta de resultados. Em 2006 então surgiu uma luz no fim do túnel: o Esporte Clube Primeiro Passo de Vitória da Conquista, o bode, que despontou como a terceira força do futebol baiano, desbancando, em várias oportunidades, o Vitória, que foi, por algum tempo, o principal representante do futebol baiano no cenário nacional.

Eu, na época, ainda na adolescência, me apaixonei pelo Vitória da Conquista. Comprei camisas, enfrentei filas enormes para trocar notas fiscais por ingressos e mobilizei toda a família para que juntassem as notas com esse objetivo, e quando não podia ir ao estádio, ouvia as narrações de Luiz Alves na 96 FM, de forma que deixava de assistir clássicos de Vasco x Flamengo para acompanhar o bode do sudoeste baiano, principalmente contra o Itabuna, afinal, aquilo é que era rivalidade; lamento por quem não teve o prazer de acompanhar. O Lomantão nunca esteve tão vivo: foram algumas das maiores médias de público da história do campeonato baiano. Vitória da Conquista x Itabuna, Vitória e Bahia, se tornaram importantes registros para a história da cidade.

Em 2005 o Vitória da Conquista foi fundado enquanto time de futebol profissional e em 2006 foi campeão da Série B do baiano invicto. Em 2007, se minha memória não falha, foi 7º colocado, mas com uma campanha de destaque. Em 2008? Ah amigos, foi o ápice. Para que se tenha uma ideia, teve um 5×5 com o Vitória da Salvador, um dos jogos mais emocionantes de minha vida, o qual assisti pela TV Aratu. Nesse ano, o Conquista chegou ao último jogo da última fase em 1º lugar, dependendo apenas de si para ser campeão baiano e se sagrar como o time mais jovem a ganhar um baianão. Dependia só de si, mas perdeu, por motivo de suspensão, o herói do time: o atacante Tatu, um dos artilheiros do campeonato daquele ano. A adrenalina volta às veias só de lembrar como foi bom. Foi bom, mas se foi!

O Vitória da Conquista chegou então à Série C do campeonato baiano e eu fui em todos os jogos realizados no Lomantão. Ainda se tinha a desculpa de ser um time iniciante, com pouca experiência em competições daquele porte, mas a campanha não foi de todo ruim. Junto com o Itabuna, o time avançou até onde pode, ficando atrás de ASA e Confiança e sendo eliminado do campeonato, sendo classificado uma posição abaixo daqueles que se manteriam na série C no próximo ano. A diretoria entrou com um processo no STJD contra o Duque de Caxias, com o objetivo de ficar com a vaga que o time carioca ocupava, alegando a escalação de um jogador suspenso em um jogo da segunda fase. Foi um sopro de esperança logo frustrado.

No ano seguinte, o caminho rumo à ascensão do time no cenário nacional foi caindo, principalmente com a implantação da Série D, um obstáculo a mais para times pequenos. A freguesia do Vitória acabou e o Conquista passou a ser mais um time do interior, que se destacava ganhando dos pequenos, mas sempre decepcionando quando se chegava a disputas importantes com o Bahia e o Vitória. Nos anos seguintes os times de Feira de Santana foram se destacando, o Bahia de Feira surgiu e foi logo campeão baiano. Para quem amava o bode foi uma facada no peito, afinal, com uma administração de sucesso, o time conseguiu rapidamente aquilo que nós desejávamos e batíamos na trave a algum tempo.

Para encurtar a história, e não tirar alguns méritos do clube, hoje, o Conquista, é o maior ganhador da história da Copa Governador do Estado da Bahia, com três títulos consecutivos, algo que ainda serviu para animar os torcedores. Porém, mesmo com tudo isso, o Lomantão vê, mais uma vez, suas arquibancadas esvaziarem. Mas porque? Pela vergonha que se passa toda vez que o time sai para uma competição maior. É destaque da Copa Governador, chega próximo do título no baianão, mas treme as pernas toda vez que joga com o Vitória e o Bahia, e sai, como já vimos algumas vezes, sem, sequer, uma vitória na Série D.

Não basta ganhar competições em que os times grandes não estão. O torcedor quer ver a raça do time é quando ele está em desvantagem. É difícil entender os motivos que levam a diretoria, mesmo após sucessivas decepções, apostar sempre nos mesmos jogadores e na mesma comissão técnica. Vitória da Conquista respira futebol. Basta ir a qualquer campo de várzea aos sábados, domingos ou até dias de semana para ver as competições sérias que se travam e as estrelas que se revelam. O Lomantão não é assombrado, mas a teimosia de não se procurar alternativas e investimentos para superar a mediocridade não permite que o time cresça.

Um time que leva o nome de uma cidade em seu nome, tem com ela uma responsabilidade diferenciada. Do que adianta ser considerada a terceira força do futebol baiano se bate na trave todos os anos? Eu nasci em Vitória da Conquista, sou torcedor do Vitória da Conquista e quero voltar a sentir a emoção e o frio na barriga mesmo antes de entrar no estádio.

*Gabriel Oliveira é estudante de Direito da UESB, servidor efetivo da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, diretor de jornalismo do Blog da Bia Oliveira e amante dos esportes, da fotografia e da vida.

Semifinais do municipal reúne vários ex-profissionais conquistenses

Por Luciano Pina
Fotos Eliezer Oliveira

310201173131futebol amador

Neste final de semana serão conhecidos os finalistas do Campeonato Municipal de Futebol, promovido pela Liga Conquistense de Desportos Terrestres.

Os quatros times que disputam o tão cobiçado título da elite do futebol conquistense tem nos seus elencos vários jogadores que já brilharam no futebol estadual, nacional e europeu.

Beira-Mar e Kadija disputam neste sábado (23), a primeira vaga na final. O Beira-Mar joga pelo empate.

DPP_0012

O Beira-Mar tem o zagueiro Aureliano (foto) e o atacante Buba que defenderam os times do Vitória da Conquista e o Serrano.

DPP_0016

O Kadija conta com o atacante Pena (foto) com passagens por grandes times a exemplo do Palmeiras-SP, Botafogo-RJ, Porto-POR e Serrano. Além dele ainda tem o meia Adson e lateral esquerdo Lelé que atuaram no Serrano.

No domingo (24), as 10h30, será a vez de Maru e Santos decidirem a outra vaga. Assim como o Beira-Mar, o Maru precisa apenas de um empate.

DPP_0029

O Maru tem o volante Adriano e o meia Juleone que jogaram pelo Vitória da Conquista. Além do lateral direito Duda que atuou no Icasa-CE, o atacante Kim que jogou no Conquista e Serrano e o volante Bruno Gago (foto) que jogou no futebol do Paraná.

FOTO 05

Já o Santos tem o meia Oseias (foto) que vestiu as camisas do Vitória da Conquista e Serrano, o zagueiro Júnior que jogou no Vitória da Conquista e o lateral direito Danilinho que atuou no Serrano.

Com tantas feras na disputa os jogos das semifinais já são com certeza sucessos garantidos

FBF divulga tabela da Copa Governador do Estado

Por Luciano Pina

2999,fbf-divulga-regulamento-e-tabela-da-copa-governador-do-estado-2014-3

Na manhã da última sexta (15), a FBF e os clubes realizaram o Conselho Técnico da Copa Governador do Estado de 2014.

A competição será realizada entre os dias 19 de outubro e 30 de novembro. Oito clubes disputam mais um título estadual. Além da taça de campeão, estão em jogo as vagas na Copa do Brasil 2015 e Série D do Brasileirão 2015.

Participarão desta competição as seguintes equipes Bahia, Catuense, Colo Colo, Galícia, Jacuipense, Serrano, Vitória e Vitória da Conquista.

Estas equipes foram divididas em dois grupos com jogos apenas de ida, dentro dos respectivos grupos, classificando-se para as Semifinais as duas primeiras colocadas de cada grupo.

Grupo I: Colo Colo, Serrano, Vitória e Vitória da Conquista – Grupo II: Bahia, Catuense, Galícia e Jacuipense.

Confira a tabela da 1ª fase
19/10/14
Serrano x Colo Colo – Estádio Roberto Pereira de Almeida
Vitória x Vitória da Conquista – Estádio Manoel Barradas
22/10/14
Bahia x Galícia – Arena Fonte Nova
25/10/14
Catuense x Jacuipense – Estádio Antônio Carneiro
26/10/14
Colo Colo x Vitória – Estádio Mário Pessoa
Vitória da Conquista x Serrano – Estádio Lomanto Júnior
02/11/14
Jacuipense x Bahia – Estádio Alberto Oliveira
Galícia x Catuense – Arena Fonte Nova
09/11/14
Vitória x Serrano – Estádio Manoel Barradas
Vitória da Conquista x Colo Colo – Estádio Lomanto Júnior
16/11/14
Bahia x Catuense – Arena Fonte Nova
Jacuipense x Galícia – Estádio Alberto Oliveira

outdoor_pq

Em campeonatos “diferentes”, Fla e Atlético-MG se enfrentam no Maraca

Globo Esportes

Índice

Os números não mentem na tabela do Campeonato Brasileiro. A diferença entre os dois extremos já abre disputas paralelas dentro de uma mesma competição. Flamengo, com 16 pontos, e Atlético-MG, com 23, já estão separados por sete pontos depois de apenas 15 rodadas e se enfrentam nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), no Maracanã, com promessa de grande público – mais de 25 mil ingressos foram vendidos até a noite de terça-feira.

O discurso do Flamengo é justamente o de disputar uma competição para sair da “confusão”, como gosta de dizer o técnico Vanderlei Luxemburgo. Ainda que tenha saído da zona de rebaixamento depois da vitória sobre o Coritiba, o time está apenas dois pontos à frente do Palmeiras, primeiro da lista de clubes que estariam rebaixados neste momento.

Já o Atlético-MG vem em um momento de ascensão. Com duas vitórias e dois empates nos últimos quatro jogos, o time cresceu na tabela e já está na sexta colocação. São apenas três pontos atrás do Fluminense, quarto colocado, último da zona de classificação para a Taça Libertadores do ano que vem.

Confira todos os jogos
19:30
Sport x Palmeiras
Santos x Atlético-PR
Figueirense x Botafogo
21:00
Bahia x Criciúma
Coritiba x Vitória
Chapecoense x Fluminense
Internacional x São Paulo
Flamengo x Atlético-MG
Quinta
19:30
Corinthians x Goiás
20:30
Cruzeiro x Grêmio

Avaí derrota Portuguesa por 3 a 1 e ocupa a terceira posição

CBF

Campeonato_Brasileiro_s_rie_B

Dez jogos foram realizados nesta terça-feira, pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Fora de casa, o Avaí derrotou a Portuguesa por 3 a 1 e chegou à terceira posição, com 30 pontos. A equipe de São Paulo, com 13, ocupa o 19º lugar. Diego Felipe, Revson e Roberto foram os artilheiros catarinenses. Djalma fez o da Portuguesa.

O ABC foi a Fortaleza e contou com dois gols de Renato para vencer o Ceará por 2 a 1. Marlon, contra, fez o gol dos cearenses, que, mesmo com a derrota, permaneceram na liderança, com 31 pontos. Somando 24, os potiguares estão em nono.

Em Brasília, o Vila Nova derrotou o Vasco por 2 a 1. Mesmo com a vitória, os goianos, que marcaram com Jheimy e Júnior Xuxa, seguem em 20º, com 11 pontos. Já os cariocas, que fizeram seu gol com Carlos Cesar, permanecem na vice-liderança, com 31 pontos.

Jogando em seus domínios, o Joinville derrotou o Boa por 2 a 1. Fabinho e Marcelo Costa fizeram os gols dos catarinenses, que estão em quinto lugar, com 29 pontos. A equipe de Varginha-MG, que teve Fernando Karanga como seu artilheiro, ocupa o décimo lugar, com 24.

O quarto colocado, com 29 pontos, é o América-MG, que, em casa, venceu o Luverdense por 2 a 0, gols de Mancini e Obina. A equipe de Mato Grosso está em sétimo, com 27. O único 0 a 0 da rodada aconteceu em São Luís, entre Sampaio Corrêa, 12º colocado, com 24 pontos, e Santa Cruz, 14º, com 23.

Em Curitiba, o Paraná Clube precisou apenas do gol de Tiago Alves para superar o Icasa por 1 a 0. O resultado deixou os paranaenses na 15ª posição, com 19 pontos. Os cearenses estão logo abaixo, em 16º, com 18.

Na Arena Pernambuco, o Náutico venceu o Oeste por 3 a 2, com gols de Mario Risso, Crislan e Cañete, e chegou ao 11º lugar, com 24 pontos. Roger Gaúcho e Everton Dias anotaram para os paulistas, que estão em 18º, somando 16. Fora de casa, a Ponte Preta venceu o América-RN por 2 a 0. Adrianinho e Rafael Costa marcaram para a equipe de Campinas-SP, que chegou ao sexto posto, com 28 pontos. O clube de Natal está em 13º, com 23.

Em casa, o Bragantino venceu o Atlético-GO por 2 a 1. Luisinho e Vítor, contra, fizeram os gols dos paulistas, que estão na 17ª posição na tabela, com 16 pontos. Andre Luís marcou para a equipe de Goiânia, oitava colocada, com 25.

pmvc




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia