Gazeta Esportiva

t_133455_em-2008-e-2013-contra-o-atletico-nacional-rogerio-ceni-deixou-medellin-com-dois-empates-1-a-1-e-0-a-0

A missão quase impossível de tirar o título brasileiro do Cruzeiro leva o São Paulo a – ainda de forma tímida – transferir sua prioridade à Copa Sul-americana, sabidamente a maior chance de ser campeão nesta reta final de ano. Em desvantagem na competição nacional, a equipe brasileira parte de novo em igualdade de condições no torneio mata-mata continental às 22 horas (de Brasília) desta quarta-feira, quando abre a semifinal contra o Atlético Nacional, em Medellín.

O time colombiano, que também disputa paralalemante outro campeonato,é um rival de campanha mais modesta na Sul-americana, tendo vencido em casa só em duas fases (na primeira e nas oitavas de final, em que conquistou a classificação apenas nos pênaltis, diante do César Vallejo). Antes de eliminar o desconhecido clube peruano, o Nacional deixou para trás o Vitória e os nada tradicionais General Díaz-PAR (para qual perdeu por 2 a 0, dentro do Estádio Atanasio Girardot) e La Guaira-VEN.

Além disso, vem com moral abalada pela derrota para o Santa Fé, no fim de semana, em confronto pelo quadrangular final do Colombiano. O São Paulo, ao contrário, apesar das chances reduzidas de superar o Cruzeiro na liderança, acaba de derrotar o rival Palmeiras, na sétima rodada consecutiva de invencibilidade no Brasileiro.