Globo Esportes

t_140771_em-jogo-polemico-o-fla-empatou-por-1-a-1-com-o-macae-na-1-rodada-foto-gilvan-de-souza

O Flamengo bateu o pé, brigou com a Ferj, fez acordo e, finalmente, poderá fazer sua primeira partida do ano no Maracanã. O duelo com o Barra Mansa, nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), pela segunda rodada do Campeonato Carioca, começou nos bastidores, com a guerra pelo preço dos ingressos. E os números justificam tanta força feita pelo Rubro-Negro para voltar ao estádio, em decisão que resultou até mesmo com a ruptura com o vice de marketing e homem forte da gestão, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, contrário ao trato com a Ferj: desde 2009, o clube não perde para um rival de menor expressão no estado jogando em seu palco tradicional – que ficou fechado para obras da Copa do Mundo -, com dez vitórias e três empates.

A expectativa para a partida não se dá somente pelo reencontro do Fla com o Maracanã após quase três meses – o último jogo foi o 3 a 2 sobre o Coritiba, em 16 de novembro, pelo Brasileirão. Depois de todo o imbróglio envolvendo o valor dos ingressos, há dúvidas a respeito da presença de público. Somente o setor Norte será aberto, e o acordo com a Ferj previa mil bilhetes com preço promocional (R$ 10 e R$ 20) e o restante com os números que agradam o Rubro-Negro (R$ 20 e R$ 40).

Confira todos os confrontos desta quarta:
16:00
Bonsucesso x Bangu
Nova Iguaçu x Fluminense
Resende x Tigres do Brasil
19:30
Volta Redonda x Botafogo
21:00
Flamengo x Barra Mansa