WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte




vitoria da sorte

maio 2015
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  



drupal counter

:: 1/maio/2015 . 10:44

Arbitragem Campeonato da Zona Rural

Por Luciano Pina
Foto Eliezer Oliveira

Cláudio Rocha apita Lazio e Itaipu, no Simão

Cláudio Rocha apita Lazio e Itaipu, no Simão

Confira a escala de árbitros pars os jogos que serão realizados neste domingo (3), válidos pela segunda fase do Campeonato de Futebol da Zona Rural, promovido por Reinaldo Freitas.

Em São Sebastião
09.15
Gremio x Portuguesa (asp)
Árbitro: Marcelo Carvalho
Em Itapirema
13.45 –
Serrano x Pradoso (asp)
Árbitro: Ricardo Ferreira
No Cota Lote
Corta Lote x Lazio (asp)
Árbitro: Delanio Monteiro
Na Cachoeira das Araras
Cachoeira Das Araras x Cabeceira (asp)
Árbitro: Marcos Roberto Lima
Em São Sebastiao
São Sebastião x Juventus (asp)
Árbitro: Marcelo Carvalho
Na Caiçara
Caiçara x Volta Grande ((asp)
Árbitro: Marildo Queiroz
No Pau Ferro
14.30
Pau Ferro x Cruzeiro (asp)
Árbitro: Milton Marinho
Na Choça
Choça x Xavier (asp)
Árbitro: Ednilson de Oliveira
No Batuque
Batuque x Flamengo (asp)
Árbitro: Leandro David
Na Lagoa Suja
Lagoa Suja x Baixa do Cedro (asp)
Árbitro: Gilson dos Santos
No São Joaquim
São Joaquim xInternacional (asp)
Árbitro: Jose Carlos dos Santos
Na Cachoeira das Araras
15.30
Cachoeira Das Araras x Portuguesa (tit)
Árbitro:José Luiz Pereira Lima
Na Cabeceira
Cabeceira x Baixão (tit)
Árbitro: Marcos Roberto Gonçalves
Na Gameleira
Cruzeiro x Flamengo (tit)
Árbitro: Ocimar Freitas Rocha
Em Itapirema
Itapirema x Lagoa Suja (tit)
Árbitro: Jaimilton Oliveira
Em São Sebastião
São Sebastião x Batuque (tit)
Árbitro: Germinio Vieira
Na Caiçara
Caiçara x São Joaquim (tit)
Árbitro: Manoel Messias Lemos
Em Itapirema
Serrano x Pradoso (tit)
Árbitro: Nildiomar Almeida
No Corta Lote
Corta Lote x Baixa do Cedro (tit)
Árbitro: Wanderlei Porcena
Em Veredinha
Veredinha x Gremio (tit)
Árbitro: Ednilson Santos
Em Inhobim
Internacional x Volta Grande (tit)
Árbitro: Armando Prado
No Simão
Lazio x Itaipu (tit)
Árbitro: Claudio Rocha

unimarc-modelo-4

Conquista: Começa a 2ª edição da Copa Universitária da Uesb

Blog da Rodrigo Ferraz

11188156_888561331167414_8107036087609223389_n

Incentivar e desenvolver a prática do esporte aliado à educação é o objetivo da 2ª Copa Universitária da Uesb, que teve abertura na noite dessa quarta, 29, no ginásio de esportes do campus de Vitória da Conquista. A atividade, que terá continuidade até o dia 11 de junho, é uma iniciativa do Diretório Central dos Estudantes (DCE), com apoio da Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (Proex) e da Federação Baiana de Futebol (FBF).

O organizador do evento, estudante do curso de Filosofia, Luís Augusto, falou do intuito de se promover esse evento que proporciona a socialização e o lazer para os alunos e funcionários da Instituição. “O nosso principal objetivo é realizar uma integração entre todos os segmentos que formam a comunidade acadêmica. São 14 times e 11 cursos envolvidos daqui da Uesb, e um time de funcionários. Então, a cada dia que passa a competição tá aumentando”, conta Augusto, que ainda completa: “Alunos de vários cursos se juntaram em equipes, justamente para aumentar o nível do campeonato”.

Éric Aráujo, estudante do curso de Matemática e jogador do time Selemat, ressalta a importância da promoção desse evento dentro da Universidade. “É um torneio que vai integrar todos os cursos, é sempre bom juntar estudo com esporte e lazer. Pelo menos pra mim está sendo muito proveitoso, porque você vê a interação dos times e a torcida presente aqui até o final”, afirma.

O primeiro jogo da noite foi do futsal masculino com o time Selemat, que enfrentou o Boleiros de Plantão. No futsal feminino, a disputa foi entre o time “Chute na Pelota A. C” e Gladiadoras. A final do campeonato acontece no dia 11 de junho com as equipes vencedoras dos grupos A e B. Os jogos acontecerão sempre nas segundas, quartas e sextas, a partir das 19 horas até as 21h30, no ginásio de esportes. Toda comunidade acadêmica é convidada a prestigiar os jogos e torcer pelas equipes de seus respectivos cursos.

Coordenação de Esportes realizou reunião com os participantes do Campeonato da Zona Rural

Por Luciano Pina
Fonte Ascom PMVC

SC1_3246-597x399

Aconteceu na tarde da última quarta (29), no Teatro Carlos Jehovah, o primeiro árbitral para discutir os preparativos para o Campeonato de Futebol da Zona Rural, promovido pela Coordenação de Ersportes da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista.

Na ocasião, o gerente municipal de Esportes, Danilo Rodrigues, falou sobre a importância do Campeonato da Zona Rural – uma opção de lazer para os mais de 300 povoados existentes no interior do município. “É uma competição de extrema importância pois integra todas as comunidades. Estamos aqui passando alguns informes para os representantes das equipes para que, mais uma vez, o Governo Municipal e todos os envolvidos consigam abrilhantar ainda mais esse evento”, disse.

Na oportunidade, também foram entregue aos representantes dos times os formulários de inscrição da competição que deverão ser decolvidos até o dia 20 de maio à Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, contendo a relaçao dos times titulares e aspirantes.

A próxima reunião acontece na quarta-feira, 6 de maio, às 9h30, no mesmo local

Árbitro Jaílson Macedo foi alvo de criticas do diretor de futebol do Bahia em duas oportunidadees neste Baianão

Por Luciano Pina

161522

Escalado para apitar a final do Baiano, entre Bahia e Vitória da Conquista, na tarde deste domingo (3), na Arena Fonte Nova, o árbitro Jaólson Macedo de Freitas, já foi duramente criticado pelo diretor de futebol do Bahia, Alexandre Farias (foto), em duas oportunidades na competição deste ano.

Farias, não poupou críticas ao árbitro que apitou o clássico Ba-Vi no Barradão, no último dia 1º de março. Para o dirigente, a “atuação desastrosa” do juizão prejudicou o andamento da partida.
“Um juiz que deixou o Vitória fazer pequenas faltas o jogo inteiro. No lance do Pittoni, ele perdeu a cabeça, mas tinha que ter dado o cartão amarelo em Neto Baiano. O Vitória abusando das faltas, Kieza tomou uns 30 chutes no tornozelo. A gente lamenta, porque é um árbitro de primeira linha, mas eu achei a arbitragem dele desastrosa. Ele teve influência direta no andamento da partida, talvez não no resultado, mas no andamento”, declarou. (Varela Noticias)

A segunda vez que o dirigente criticou Jaílson aconteceu na partida do tricolor diante da Juazeirense, no último dia 04 de abril, pela semifinal do Campeonato Baiano. Logo após o confronto, o dirigente criticou a atuação do juiz e do seu auxiliar Djalma Silva Ferreira Junior, além de mandar um recado para o presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF). “Foi uma brincadeira o que aconteceu. O que esse cidadão fez não é brincadeira. Impedimento que ele inventou do Souza, inventou falta do Titi, eles cobraram a falta e saiu o gol. O pênalti não marcado para a gente. Quero deixar claro para o Jailson e falar para o Ednaldo Rodrigues, que tem gente séria aqui trabalhando. Não tem otário não. Estamos vendo o que acontece”, disse. O que o Jailson fez foi brincadeira. E olha que estou reclamando depois de uma vitória”, disparou o dirigente. (Galaticos Online)

Resta saber qual será o comportamento de Jaílson Nacedo no confronto que será realizado neste domingo (3).

468x60_simonassi127

Fora da Série D apesar de finalista, presidente do Conquista diz não ter lido regulamento

Bahia Notícias

ederlane amorim

São 10 anos de Esporte Clube Primeiro Passo Vitória da Conquista. Neste período, o clube criado pelo atual presidente Ederlane Amorim conseguiu de forma meteórica várias façanhas, entre elas, a consolidação como terceira força do futebol baiano.Tetracampeão da Copa Governador do Estado e atual número 76 do ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o time do interior está próximo da máxima glória. Após vencer o Bahia por 3 a 0 na primeira partida da final do Baianão, no estádio Lomanto Júnior, o bode enfrentará o tricolor neste domingo (3), na Arena Fonte Nova, podendo perder até por dois gols de diferença. Em entrevista ao Bahia Notícias, Ederlane Amorim destacou as dificuldades para manter a viabilidade do clube, o desejo de tornar a equipe forte para as competições nacionais e a decepção de não poder participar da Série D deste ano, por uma falha com o regulamento.

Bahia Notícias: Este ano o Conquista completa 10 anos. É uma realização, por ser um projeto seu desde o início, ver o Conquista chegar a final do baiano invicto e com a vantagem conquista em casa, independente do resultado que aconteça no próximo domingo?
Ederlane Amorim:Tenho certeza que sim. Pela maneira que o clube começou, pelos resultados que nós conquistamos com o passar dos anos, nós fizemos um quadrangular final em 2008, fizemos uma semifinal com o Bahia em 2012, fizemos semifinal no ano passado, então, com o limite financeiro que nós temos, são resultados consideráveis. Temos uma estrutura física funcional, um quadro de sócio-torcedor, além de revelar jogadores para o mercado estadual e nacional. Vencemos uma marca forte do futebol nacional e estamos muito confiantes, mas isso passou. Sabemos que vamos enfrentar um jogo difícil no domingo, pois o Bahia é favorito em qualquer competição que dispute no estado.

BN: Quais os principais desafios que você enfrentou neste período?
EA: Sempre financeiro. No primeiro semestre, nós até conseguimos ficar equilibrados. Mas no segundo semestre, perdemos praticamente 80% da receita, prejudicando a equipe em disputas nacionais. São vários aspectos: O público não comparece pois o time não é competitivo, o clima, que é muito frio na época, a falta de divulgação dessas competições. O problema financeiro é a principal dificuldade. Clubes tradicionalíssimos estão fechando as portas. No segundo semestre, esse elenco será desfeito, pois não temos competição para disputar e ficaremos distantes de torcida, imprensa e patrocinadores. Enfim, é uma realidade não só do futebol, é também do nosso país atualmente.

BN: O Conquista já é um time respeitado estadualmente, sempre formando equipes com boas campanhas no baiano. O que falta para se fixar nacionalmente como times do interior de outros estados? (Icasa no Ceará, Salgueiro em Pernambuco)

EA: Falta um calendário. Quando eu tive esse calendário, disputei quatro vezes seguidas a série D. (2011,2012,2013 e 2014). Não tivemos recursos para manter a logística da competição. Como formar um elenco competitivo se não conseguimos cobrir estas despesas? É difícil contratar bons jogadores para a disputa. Joguei a série D por dois anos com alguns jogadores da divisão de base. Participamos nestes caso só para não ficar marcados por ter desistido. Mesmo representando o estado não tivemos apoio, pois as atenções estão voltadas para o Bahia e Vitória. Nunca tivemos incentivo. Como fazer o futebol sem calendário e dinheiro? Eu vejo essa situação com muita dificuldade e não vejo um horizonte para resolver isso. Concorremos com estruturas muito mais fortes. O Vitória da Conquista na final do baiano não irá acontecer sempre.

BN: Você ficou frustrado de não poder dar a esta equipe, especialmente se ela for campeã baiana, a chance de conseguir o acesso para a Série C do Brasileiro?
Muito. É um prejuízo muito grande, perderemos sustentação de marca. Mas é regulamento e ele foi feito sempre achando que haverá um BaVi na final, não sendo observado outras possibilidades. Colo Colo ou Juazeirense poderão disputar a Série D, e eu, podendo ser campeão do estado, não vou participar. Poderia ter uma cláusula no artigo abrindo uma oportunidade para o Vitória da Conquista, neste caso. Agora, só poderei trabalhar a equipe na Copa Governador, pensando já em 2016.

BN: Nisso, como você observa o regulamento feito pela FBF, que não beneficiou a melhor equipe e não deu a vocês a vaga na Série C? Realmente você concordou com aquela formula na época? As equipes do interior não acreditam na chance de serem campeões?
EA: Na verdade, quando você começa o campeonato, não se lê artigo por artigo no regulamento. Se fala de uma maneira muito rápida. Nós achamos que íamos disputar terceiro ou quarto lugar, embora sempre participamos da competição pensando no título. Que fique de lição para os clubes do interior para a próxima competição. Quem ia imaginar que o Vitória estaria fora até de uma semifinal? É uma situação atípica, mas vamos nos alertando.

BN: Você diria que faltou atenção dos clubes em relação a este regulamento?
EA: Não se lê regulamento. É como você assinar um convênio de plano de saúde. Não vai se ler aquelas 500 folhas no contrato. Se fala apenas nos pontos mais importantes do regulamento. Nos outros anos tivemos essa situação, mas com Bahia e Vitória nas finais. Agora, serve de lição. Devemos ter mais atenção, como você pontuou. Hoje, para Colo Colo e Juazeirense, o regulamento está perfeito (risos). Vamos esperar a Federação e quem sabe conseguir essa vaga para a gente.

BN: O senhor acha que a cidade de Conquista realmente dá o apoio que a equipe podia receber?
EA: A cidade apóia. Neste ano, os torcedores tem prestigiado pois a nossa campanha é fantástica. Nos últimos vinte jogos, nós perdemos apenas dois. A cidade acaba gostando, vai atrás do time. Temos jogadores conhecidos (Fausto, Viáfara, Paulo Almeida, Tatu), que tem muita história no futebol e que ajudam no marketing e na divulgação do nosso clube.

“Tudo está conspirando” para título do Conquista, diz presidente antes de viagem

Blog da Resenha Geral

IMG_1567-300x201

O Vitória da Conquista partiu às 13h30 desta quarta-feira (30) para Salvador levando na bagagem o sonho do seu primeiro título no Campeonato Baiano. Antes de partir, o presidente do clube, Ederlane Amorim, concedeu entrevista ao repórter Elias José, da Rádio clube (FM 95,9).

Para o dirigente, tudo está conspirando para o título do Conquista neste domingo (3 de maio). “Bahia de Feira e Colo-Colo provaram que isso é possível, sendo campeões dentro de Salvador. Tudo está conspirando pra que esse momento possa ser do nosso time. A campanha, a regularidade que estamos mantendo nessa competição, temos 23 pontos, o Bahia tem 22, temos a melhor defesa do campeonato, o melhor ataque. Então está tudo convergindo para que a gente para que as coisas possam acontecer”, disse Amorim.

Náutico não precisou de muito esforço para eliminar Jacuipense fora de casa

Globo Esportes

6

Num duelo de pouca criatividade, o Náutico conseguiu o que queria no estádio Valfredão, em Riachão de Jacuipi. O Timbu cometeu erros, mas venceu o Jacuipense, por 2 a 0, e garantiu classificação à próxima fase da Copa do Brasil sem a necessidade do segundo jogo.

Os gols da partida foram marcados pelo atacante Josimar e o meia Patrick Vieira, ambos na etapa complementar da partida.

Na próxima fase, o Timbu encara o Flamengo-RJ. A data do confronto ainda será confirmada pela CBF.

outdoor_pq

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia