WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte




vitoria da sorte

junho 2015
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  



drupal counter

:: 22/jun/2015 . 16:25

Seleção usa apenas 10% dos jogadores do Mundial Sub-20 em Copas do Mundo

Globo Esportes

oscar-brasil-reu

Disputar um Mundial Sub-20 não é, nem de longe, garantia de sucesso na Seleção principal. E os números comprovam. Dos 244 jogadores utilizados pelo Brasil até 2011, apenas 33 foram para a Copa do Mundo, cerca de 10,2% do total. O número é inferior ao da Argentina, único país que supera os brasileiros em conquistas do torneio, que teve 38 em 240 jogadores convocados (15% do total).

Entre os destaques, estão os tetracampeões mundiais Taffarel, Jorginho, Dunga, Bebeto, Leonardo e Müller, e os pentacampeões Ronaldinho Gaúcho, Kaká, Luizão e Denílson. Há também, nas listas, jogadores que não disputaram Copas do Mundo, mas tiveram sucesso.

Três dos jogadores mais importantes revelados pelo futebol brasileiro nos últimos 30 anos não participaram do Mundial Sub-20: Romário, Ronaldo e Neymar. O primeiro foi cortado da edição de 1985 por indisciplina, e os outros dois já defendiam a seleção principal antes dos 20 anos e ficaram de fora por opção.

Entre os que disputaram, há também jogadores que não foram convocados para Copas do Mundo, mas fizeram muito sucesso em clubes. A lista, extensa, tem nomes como Alex, Fernandão, Paulo Nunes, Marcelinho Carioca, Pedrinho, Bismarck, Sandro e Ganso, entre outros. Na Seleção que disputa a Copa América, sete jogadores participaram do Mundial Sub-20: Jefferson, Daniel Alves, David Luiz, Filipe Luís, Fernandinho, Casemiro e Diego Tardelli. Da equipe campeã mundial sub-20 em 2011, apenas Oscar disputou a Copa do Mundo de 2014.

O número é pequeno e deixa duas impressões: a primeira, otimista, é de que jogadores surgem aos montes no Brasil e não necessariamente estão maduros aos 20 anos, ou não foram vistos por estarem em times pequenos. É o caso, por exemplo, de Thiago Silva, que atuava no RS Futebol em 2003, quando tinha idade para o torneio. O segundo, preocupante, é que a integração entre base e profissional da Seleção tem sido quase inexistente nas últimas quatro décadas. E só um trabalho contínuo de muitos anos pode mudar essa realidade.

Conquista: Artistas regionais animam terceira noite do Forró Pé de Serra do Piripiri

Blog do Rodrigo Ferraz

onildo-1

Valorizar a cultura popular e os artistas regionais. Esses são alguns dos objetivos do Forró Pé de Serra do Piripiri, que este ano está em sua sétima edição. Durante os dias da festa, mais de 60 artistas da terra sobem aos palcos montados no Centro Glauber Rocha – Educação e Cultura e na Praça 9 de Novembro. Na noite desse domingo, 21, quem abriu a programação do palco principal no Centro Glauber Rocha foi o cantor e compositor Paulo Barros. Com o show “Alma Nordestina”, o forrozeiro fez uma homenagem ao mestre Luiz Gonzaga e ao Trio Nordestino. Em sua apresentação, o artista também tocou músicas de sua autoria. Para Paulo Barros, cantar no Forró Pé de Serra do Piripiri, no espaço que leva o nome do cineasta Glauber Rocha é sempre uma satisfação. Em seguida subiu ao palco o forrozeiro e repentista Onildo Barbosa. Com um forró tipicamente “gonzagueiro”, o poeta levou os casais a arrastarem o pé. O show também teve espaço para repentes e aboiadas, além da participação da dupla Celso e Genivaldo. Presença marcante no Forró Pé de Serra do Piripiri, Onildo falou da satisfação em mais uma vez participar do evento: “É sempre muito bom estar na minha terra e cantar para minha gente”.

Sobre a valorização das raízes do forró e dos artistas regionais o forrozeiro destacou: “É em iniciativas como o Forró Pé de Serra do Piripiri que a gente tem a sensação e a convicção que a nossa cultura não acaba, pois temos ainda quem dar valor, como é o caso da Prefeitura de Vitória da Conquista, que também está sempre pronta a abraçar os artistas da terra”. O público presente aprova a oportunidade dada pela Prefeitura Municipal aos artistas regionais. A professora Cristália Gusmão, que pela primeira vez esteve no evento, destacou: “a qualidade musical é excelente e o resgate cultural aliado ao ambiente familiar é perfeito”. Também professora, Elaine Caetité, falou: “Hoje em dia, com a influência da música moderna, o resgate da cultura nordestina, que de algum modo está esquecida é muito importante e temos isso aqui, com todos esses artistas”.

unimarc-modelo-4

MEC divulga resultado da primeira chamada do Prouni

Blog da Resenha Geral

prouni21-300x225

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta segunda-feira (22) o resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) referente ao segundo semestre deste ano. As informações estão disponíveis na página do programa na internet.

O candidato deve verificar o horário e o local em que deve comparecer. O prazo para que isso seja feito vai até o dia 29. Caso perca a data, o candidato é automaticamente retirado do processo.

Entre os documentos a serem apresentados estão o de identificação, comprovante de residência, comprovante de rendimento e comprovante de conclusão do ensino médio. A lista completa está na página do ProUni .

Íris Sport e Flamenguinho vencem na rodada do Guarani

Por Luciano Pina
Foto Esportes do Sudoeste

sobrado-420

Duas partidas foram realizadas na manhã deste domingo (21), válidas pela quinta rodada do Campeonato de Futebol Society do Bairro Guarani.

No primeiro confronto o Íris Sport derrotou o Sobradinho, pelo palcar de 3 a 2. Lucas e Rodrigo duas vezes marcaram para o Íris. Rafael e Alan descontraran para o Sobredinho.

Com a vitória o Íris assumiu a liderança do Grupo A, com seis pontos. Já o Sobrinho permanece na penúltima colocação com apenas um ponto.

Na outra Partida o Flamenguinho bateu o Simonassi, também pelo placar de 3 a 2. Erivelton e Eraldo duas vezes fizeram para o Flamenguinho. Jefferson e Gilsimar descontaram para o Simonassi.

Com o resultado o Flamengo assumiu a segunda colocação com quatro pontos. Enquanto o Simonassi caiu para a terceira colocação com três pontos.

Confira os jogos das quartas de final da Copa América

Galáricos Online

IMAGEM_NOTICIA_2

Após a última rodada da primeira fase da Copa América ser encerrada ficaram definidos os jogos das quartas de final da competição. Neste último dia da etapa inicial Brasil, Peru e Colômbia garantiram vaga para a próxima fase.

Às quartas de final começam na quarta-feira com Chile e Uruguai. Na quinta-feira a bola vai rolar para Bolívia e Peru. Sexta-feira será a vez de Argentina e Colômbia. E o último duelo envolve Brasil e Paraguai.

Para às semifinais, o vencedor do duelo Chile e Uruguai encara o ganhador de Bolívia e Peru. Já no outro lado da chave, quem avançar de Brasil e Paraguai enfrenta Argentina e Colômbia.

Flamengo e Lazio vencem e estão na final do Campeonato da Zona Rural

Por Luciano Pina
Foto Eliezer Oliveira

11539655_651616701607164_7115450318203217721_n

Foram definidos na tarde destte domingo (21), os finalistas nas categorias aspirantes e titulares do Campeonato de Futebol da Zona Rural, pomovido por Reinaldo Freitas.

Na categoria de aspirantes, na Lagoa das Flores, o Flamengo goleou o Xavier, pelo placar de 4 a 1, e vai fazer a final contra o Cruzeiro da Gameleira, no próximo domingo (28), as 13h40, no estádio Edvaldo Flores.

Já nos titulares, no Simão, o Lazio venceu o Corta Lote, pelo placar de 2 a 0, e vai decidir o título contra o Baixão, também no domingo (28), as 15h30, no estádio Edvaldo Flores.

468x60_simonassi127

Primeira decisão do Baianão Série B termina empatada

FBF

3478,primeira-decisao-do-baianao-serie-b-termina-empatada-3

Ainda em festa pela conquista do acesso, Flamengo e Fluminense entraram em campo neste domingo (21) e começaram a disputa pelo título da Série B do Baianão 2015. E na primeira partida, realizada no estádio 02 de Julho, o empate por 0x0 prevaleceu nos 90 minutos.

Com o resultado, o Touro do Sertão, pode sagra-se campeão com um novo empate, enquanto a equipe de Guanambí precisa vencer o próximo confronto por um placar mínimo para levantar o caneco.

A partida decisiva, quando será conhecido o grande vencedor, será realizada no próximo domingo (28), às 15h30, no estádio Alberto Oliveira, em Feira de Santana.

Após nove partidas das duas equipes, o tricolor do interior possui cinco vitórias, dois empates e duas derrotas, além do ataque mais positivo da competição (15 gols), enquanto os rubro-negros possuem quatro vitórias, quatro empates e somente uma derrota, além da defesa menos vazada (6 gols).

São Paulo leva empate do Avaí no fim e deixa liderança escapar

CBF

728x481

Mais quatro jogos agitaram a rodada na Série A do Campeonato Brasileiro neste domingo. O São Paulo não retomou a liderança ao ficar no empate em 1 a 1 com o Avaí, em casa. O Sport segue como líder. O Joinville deixou a lanterna para o Vasco ao vencer sua primeira partida na competição, contra o Goiás, por 2 a 1, de virada. No clássico do dia, Atlético-PR e Coritiba empataram por 2 a 2.

A oitava rodada será encerrada na próxima quarta-feira, quando o Fluminense recebe a Ponte Preta.

No jogo das 11 horas, no Mineirão, o Cruzeiro foi surpreendido pelo Chapecoense. A equipe de Santa Catarina venceu por 1 a 0 mesmo fora de casa com gol marcado por Camilo, de falta. Com a vitória, o Chapecoense sobe para a oitava posição, com 12 pontos. O Cruzeiro cai para 11º, com dez.

Mesmo jogando em casa contra o Avaí, o São Paulo não conseguiu retomar a liderança do Brasileiro. No Morumbi, as equipes ficaram no 1 a 1. O primeiro gol do jogo foi marcado por Souza, já no segundo tempo. O Avaí só empatou aos 43, com André Lima. Enquanto o São Paulo é vice-líder, com 17 pontos, o Avaí fica na nona colocação, com 12.

No clássico do domingo, na Arena da Baixada, o Atlético-PR conseguiu buscar duas vezes o empate contra o Coritiba por 2 a 2. Os visitantes saíram na frente com Wellington Paulista, no primeiro tempo. Poucos minutos depois o Atlético empatou com Walter. Na etapa final, Ruy deixou o Coritiba na frente de novo, mas a equipe da casa conseguiu empatar com Edigar Junio. O Atlético está na terceira posição, com 16 pontos. O Coritiba está na zona do rebaixamento, com quatro.

O Joinville conquistou sua primeira vitória na competição ao derrotar o Goiás por 2 a 1, jogando em casa. O time goiano saiu na frente com Wesley, mas Kempes, duas vezes, virou para o Joinville. A equipe catarinense foi para a 19ª colocação, com quatro pontos. O Goiás está em 15º com nove.

Sem Neymar, Brasil vence Venezuela e encara o Paraguai nas quartas

Globo Esportes

2015-06-21t225356z_1290580370_tb3eb6l1rlm6c_rtrmadp_3_soccer-copa-m18

O Brasil está classificado. A ausência de Neymar não impediu que a equipe fizesse sua melhor partida na Copa América – ou a menos pior – e vencesse a Venezuela por 2 a 1, gols de Thiago Silva, Roberto Firmino e Miku. Longe de ser brilhante, muito longe, mas organizada. O Paraguai, invicto, será o adversário nas quartas de final, no próximo sábado. Há quatro anos, na mesma fase, o mesmo rival eliminou a Seleção numa bizarra disputa de pênaltis. Neymar estava em campo. Não estará dessa vez. Dunga aproveitou a vitória tranquila para fazer teses. Terminou com David Luiz e Daniel Alves no meio, Marquinhos na lateral direita. Willian, autor do passe para o segundo gol, foi o destaque. Agora, cinco dias para o futebol melhorar. Será preciso.

Miranda foi capitão da seleção brasileira pela primeira vez. Dunga elegeu Neymar seu capitão quando assumiu o cargo. Nos outros dois jogos em que o atacante não havia sido titular, David Luiz herdou a faixa. Dessa vez, com o cabeludo no banco, o técnico teve que escolher entre Thiago Silva e Miranda. Capitão da Copa do Mundo, Thiago ficou sem a faixa dessa vez. Miranda é o único que começou os 13 jogos com Dunga. Cada vez mais, jogador de confiança.

Robinho não era titular da Seleção desde o dia 10 de agosto de 2011, quando Mano Menezes ainda era o técnico e o Brasil perdeu da Alemanha por 3 a 2. Foi a primeira partida logo depois da Copa América daquele ano. Desde então, o atacante só havia entrado durante os jogos. Contra a Venezuela, ele tentou clonar Neymar no posicionamento. Ao lado de Firmino no ataque, se movimentou, voltou para buscar o jogo, atuou mais centralizado do que costumava fazer antigamente. Foi bem na função de organizador, mas o ritmo com ele no lugar do camisa 10 ficou mais lento.

O gol de Thiago Silva foi o sexto de bola parada dos 24 que a Seleção marcou desde a volta de Dunga, após a Copa do Mundo. O zagueiro aproveitou cruzamento de Robinho e abriu o placar. O último gol dele pelo Brasil havia sido marcado contra a Colômbia, nas quartas de final da Copa do Mundo. Justamente no jogo em que ele recebeu o cartão amarelo que o tirou da semifinal diante da Alemanha.

David Luiz entrou no segundo tempo no lugar de Philippe Coutinho. Testado pela primeira vez por Dunga como volante, posição em que já atuou no Chelsea e no PSG. Ele atuou bem próximo aos zagueiros Thiago Silva e Miranda. Os laterais e Elias ficaram mais soltos com sua presença em campo.

Neymar chegou com a Seleção, mas não pôde ficar no vestiário durante a partida. Era uma regra da Conmebol. Assistiu de uma cabine do estádio ao primeiro gol e viu a homenagem de Thiago Silva. Voltou no segundo tempo e curtiu a classificação. Quando o telão mostrou sua imagem, foi vaiado por venezuelanos e chilenos. Não pelos brasileiros, que torcem para que sua suspensão caia de quatro para três jogos, na terça-feira, e ele possa disputar uma eventual final.

Pela primeira vez, a seleção brasileira teve mais apoio do que “secadores” nesta Copa América. Na estreia, em Temuco, os peruanos eram maioria. Na segunda rodada, já em Santiago, foi um passeio colombiano, e o estádio Monumental se transformou em Bogotá. Dessa vez, os brasileiros conseguiram se equilibrar aos venezuelanos, mas fizeram mais barulho. Para o bem e para o mal. Em determinados momentos do primeiro tempo, não perdoaram os toques laterais sem velocidade e vaiaram o time de Dunga. Foram 33.284 pagantes.

Em jogo equilibrado, Austrália elimina Brasil e avança no Mundial

Gazeta Esportiva

t_155148_brasil-amarga-mais-um-insucesso-na-copa-do-mundo-de-futebol-feminino-foto-franck-fife

Apesar de todo o esforço, não foi dessa vez que a Seleção Brasileira feminina de futebol conseguiu trazer o sonhado título mundial para casa. Em partida disputada neste domingo, em Moncton, Canadá, o Brasil foi despachado pela Austrália, num placar magro de 1 a 0.

O Brasil começou bem a partida, com Marta e Cristiane tentando adentrar a forte marcação australiana. A primeira finalização foi aos 7 minutos, quando Cristiane recebeu na entrada da área e bateu colocado. Depois, a Austrália conseguiu buscar suas chances. A mais perigosa delas foi aos 32 minutos, quando Kennedy desviou bola alçada na pequena área, tocando na cabeça de Fabiana, que salvou. Num primeiro tempo de forte marcação, Andressinha e Formiga tentavam chutar de fora de área e surpreender a goleira Williams, sem sucesso.

No segundo tempo, Tamires desperdiçou boa chance ao chutar para fora, aos 30 segundos. Com muita dificuldade em penetrar na defesa da Austrália, a melhor jogada brasileira foi aos 18 minutos, quando Formiga lançou cabeçada na trave de Williams. Logo em seguida veio a resposta, em bola rasteira de Van Egmond, passando ao lado do gol de Luciana.

O balde de água fria chegou faltando 10 minutos para o final do jogo. Em falha da marcação brasileira, Simon aproveitou o rebote dado por Luciana e abriu o placar, aos 35 minutos. Depois, o Brasil pressionou, tentando conquistar o empate para levar a prorrogação. Porém, o ataque parou nas mãos de Williams, que salvou cabeçada certeira de Cristiane, aos 44 minutos da etapa final. Aos 47 minutos cravados, a partida se encerrou e o Brasil se despediu do Mundial.

Agora, as australianas aguardam o resultado do jogo entre Japão e Holanda, que será realizado na próxima terça-feira, em Vancouver, para conhecerem suas adversárias nas quartas-de-final da Copa do Mundo feminina.

outdoor_pq

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia