Globo Esportes

20151006182513_56143c3948605

O que se viu do primeiro treino da seleção brasileira com grupo completo em Santiago? Selfies de Jefferson com torcedores, chutes de Dunga e sua comissão técnica do meio-campo e uma ação beneficente com a Cruz Vermelha do Chile, em prol das vítimas do terremoto que atingiu parte do país em setembro. Só. A estreia nas Eliminatórias, competição priorizada pelo técnico desde que reassumiu o cargo, mudou a rotina da Seleção. Pela primeira vez em mais de um ano, Dunga fechou o treino da antevéspera da partida.

Normalmente, apenas os ajustes finais, um dia antes dos jogos, são feitos sem a presença dos jornalistas, que entram quando a atividade já está em sua parte final, recreativa, sem pistas táticas. Dessa vez, quando a imprensa teve acesso às tribunas do estádio San Carlos de Apoquindo, a enorme maioria dos jogadores já estava sentada sobre colchões de alongamento.

Outros finalizavam. Não havia dicas sobre escalação, separação que pudesse induzir a alguma lógica. Nada. E a assessoria de imprensa já avisou que será da mesma forma na quarta-feira.

Pela coerência adotada por Dunga ao longo dessa atual trajetória, e também por escolhas relacionadas ao grau de dificuldade da partida, imagina-se que ele começará as Eliminatórias com Jefferson, Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Elias (Fernandinho), Oscar, Willian e Douglas Costa; Hulk.

Com boas atuações nos últimos amistosos, contra Costa Rica e Estados Unidos, o lateral-esquerdo Marcelo e o meia Lucas Lima sonham com oportunidades.

No fim da atividade, depois que Dunga, Gilmar Rinaldi e Andrey Lopes ensaiaram chutes do meio-campo contra os goleiros Jefferson, Marcelo Grohe e Alisson, a comissão técnica, reforçada pelo auxiliar pontual Cafu e o preparador de goleiros Taffarel, se reuniu à beira do campo com membros da Cruz Vermelha. As camisas usadas pelos jogadores serão leiloadas em prol das vítimas do terremoto ocorrido em setembro no Chile.

Brasil e Chile entrarão em campo nesta quinta-feira, a partir das 20h30, no estádio Nacional.

outdoor_pq