Site do Clube

21-10-2015_12_21_33_

Mais do que motivar o elenco e buscar reverter a situação difícil na largada da Copa Governador do Estado, a vinda do treinador Arnaldo Lira pode significar o começo de um projeto a médio e longo prazo no Fluminense para a temporada 2016. Esta pelo menos é a intenção manifestada tanto do profissional, quanto dos dirigentes tricolores.

Arnaldo Lira estava dando um tempo com o futebol, se dedicando a outros projetos, mas atendeu ao convite dos dirigentes do Flu de Feira. “Não foi a primeira vez que tinha recebido este convite de treinar o Fluminense. Antes mesmo da 2ª divisão eu fui procurado, mas em virtude de outros projetos pessoais não deu certo. Mas agora as coisas se ajeitaram e estou chegando com uma perspectiva interessante de fazer um trabalho de um tempo maior, abrangendo o Campeonato Baiano e outras competições de nível nacional”, observou Lira.

O treinador espera fazer no Fluminense um trabalho como o desenvolvido no Bahia de Feira, que começou 2010 e foi até 2013. Neste meio tempo, em 2011, ele comandou a histórica campanha que deu o título inédito do Campeonato Baiano da 1ª divisão ao time feirense. “No primeiro ano fomos o terceiro colocado e no ano seguinte fomos campeões baianos e mais do que o título, conseguimos revelar bons valores para o futebol nacional. Espero fazer um trabalho como este aqui no Fluminense, que tem uma torcida grande e tem muita tradição no futebol baiano”, comentou.

No que depender dos dirigentes, a ideia é de fazer um trabalho a longo prazo, mas prioridade agora é a Copa Governador do Estado. “Queremos sim, que se faça um projeto deste tipo porque pode nos dar bons frutos e ele é um profissional talhado para isso. Mas agora o nosso objetivo é a Copa Estado porque temos mais dois jogos e toda a condição de reverter a situação de momento. A derrota foi ruim, mas nem tudo tá perdido. Vamos pensar nisso agora porque através desta competição podemos ter um calendário cheio que nos permitirá trabalhar vários projetos a longo prazo”, afirmou José Francisco Pinto, o Zé Chico, diretor de futebol do tricolor feirense.

unimarc-modelo-4