Futebol Interior

0002050124789_img

Passadas as semifinais da Copa do Brasil, o Campeonato Brasileiro volta neste sábado com quatro jogos, dois deles envolvendo times que brigam pelo G4. O primeiro é um confronto direto entre São Paulo e Sport, que abrem a 33ª rodada às 17 horas no Morumbi. Mais tarde, às 19h30, a Ponte Preta recebe o Joinville no Moisés Lucarelli para manter vivo o sonho de carimbar sua vaga na Libertadores em 2016.

De ressaca pela eliminação acachapante para o Santos na Copa do Brasil, o São Paulo tenta esquecer o vexame e concentrar todas suas forças para a reta final da competição. Depois da última vitória sobre o Coritiba, a primeira de Doriva no comando do Tricolor, a equipe chegou aos mesmos 50 pontos do Santos mas leva a pior no número de vitórias e por isso está fora do G4, na 5ª posição.

O Sport, por sua vez, ganhou novo ânimo com a chegada do técnico Falcão e saiu de desacreditado para sério postulante a uma vaga na Libertadores. O Leão é o 7º e tem apenas um ponto a menos que seu adversário deste sábado.

A Ponte pode se permitir sonhar em disputar competição internacional pois, na 9ª posição, a equipe tem 47 pontos, apenas três a menos que o Santos, último integrante do G4, que pode virar G5 dependendo da colocação do próprio Santos e Palmeiras, que se enfrentam na decisão da Copa do Brasil. Afundado na zona de rebaixamento, o Joinville é o penúltimo colocado com 30 pontos, quatro a menos que o Avaí, primeiro fora do Z4 e que tem um páreo duro nesta rodada contra o Cruzeiro.

O time catarinense mede forças com os mineiros na Ressacada também às 19h30. Ao contrário do adversário, a Raposa vem em uma arrancada espetacular, – são oito jogos de invencibilidade, com seis vitórias e dois empates – que a tirou da beira da zona de rebaixamento e a levou aos 44 pontos, na 11ª posição, o que também faz com que o time mineiro possa sonhar com o G4.

Se há um jogo de seis pontos na luta pelas primeiras colocações, também há um duelo direto na briga contra o descenso. No Couto Pereira, Coritiba e Figueirense medem forças às 21 horas. O Coxa tem uma das piores campanhas do returno e vem de cinco derrotas consecutivas. Seu desempenho pífio no returno o rebaixou para a 17ª posição, com 33 pontos, dois a menos que o Figueira, 15º, daí a importância do duelo.

unimarc-modelo-4