MSN

BBpHvUx

A vitória por 1 a 0 sobre o América-MG, pela Copa Sul-Minas-Rio da Primeira Liga, em Cariacica, no Espírito Santo, rendeu aos cofres do Flamengo quatro vezes mais do que todos os quatro jogos realizados até aqui pelo Campeonato Carioca.

A renda líquida do duelo da última quarta-feira foi de R$ 749,9 mil, enquanto as partidas contra Portuguesa, Macaé, Boa Vista e Vasco no Estadual carioca renderam, somadas, R$ 180,6 mil – já contando todos os descontos.

A maior renda veio no clássico contra o Vasco, no último domingo, em São Januário, rendendo ao Flamengo R$ 124,9 mil. Em sequência, aparecem as partidas contra Portuguesa (R$ 29,6 mil), Boa Vista (R$ 17,7 mil) e a menor contra o Macaé (R$ 8,4 mil).

Curiosamente, a partida de menor resultado financeiro foi justamente a única em que o Flamengo foi mandante até aqui no Carioca, jogando no estádio Giulite Coutinho, em Edson Passos. Como ficou no empate em 1 a 1, porém, a equipe rubro-negra só ficou com metade da renda.

No Carioca, o regulamento prevê que os clubes grandes (Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco) têm direito a parte da renda da partida, independente do mando, em proporção que varia de acordo com o resultado – 60% em caso de vitória, 50% em empate e 40% em derrota.

O valor que chega aos cofres do Flamengo também poderia ser maior se não fossem penhoras jurídicas e despesas com antidoping, descontos que não existem na Primeira Liga. Ainda assim, o total de cerca de R$ 233,4 mil seria bem inferior ao do jogo contra o América-MG.

Neste final de semana, o Flamengo vive expectativa de conseguir renda melhor novamente, com o clássico contra o Fluminense, no Mané Garrincha, em Brasília. Até a última quarta-feira, dez mil ingressos haviam sido vendidos para o jogo de domingo, às 19h30.