Gazeta Esportiva

008516501-1024x682

Derrotado pelo Cerro Porteño no Paraguai, na semana passada, o Corinthians viu o Grupo 8 da Copa Libertadores ficar embolado. Para retomar a liderança da chave e deixar sua classificação às oitavas de final bem encaminhada, a equipe alvinegra terá revanche com a formação de Assunção.

O confronto está marcado para as 21h45 (de Brasília), em São Paulo. Tite espera, no estádio de Itaquera, que seus jogadores tenham mais tranquilidade do que demonstraram no Defensores del Chaco, onde se irritaram muito com a arbitragem do peruano Diego Haro.

Por causa da contestada atuação do juiz, o Corinthians jogará sem o meio-campista Rodriguinho e o atacante André, expulsos na semana passada – Maycon e Luciano são os substitutos. Mas, mesmo julgando-se prejudicado na rodada anterior, o treinador fez uma solicitação incrível à Fiel.

“Eu peço que o torcedor não reclame da arbitragem, não faça pressão. Deixem-no apitar. Vamos entrar no campo de forma leal”, afirmou Tite, estendendo o pedido aos atletas. “Nós não temos que cuidar da arbitragem. Desconcentra. Eu não quero saber, quero jogar. Em 2012, fomos campeões superando tudo.”

O venezuelano sabe que obter um bom resultado na visita ao Brasil deixará o Cerro Porteño bem perto da próxima fase. Na tentativa de voltar a criar problemas para o Corinthians, ele vai apostar na mesma escalação que obteve sucesso no confronto anterior.