Globo Esportes

emerson_barbosa_nautico

Classificar-se para a segunda fase da Copa do Brasil, claro, é muito importante para o Náutico. Mas não apenas pelo aspecto esportivo. Bater o Vitória da Conquista e avançar na competição significa, um reforço importante para os combalidos cofres alvirrubros – que seriam reforçados pelos R$ 240 mil correspondentes à cota oferecida pela CBF pela classificação.

O diretor de futebol Emerson Barbosa admite que abastecer o caixa é uma das ambições do Náutico no jogo da próxima quinta-feira.

– Claro que o principal é o aspecto esportivo, mas também existe o aspecto financeiro. Classificar nesta fase ajuda a equilibrar uma parte das finanças.

Outro ponto importante é que as cotas têm aumento gradual. O valor de R$ 240 mil é só para a classificação à segunda fase. Da segunda para a terceira, as cifras chegam a R$ 300 mil para o Timbu, que está no grupo 3 dos lotes.

Tanto é assim que o time vai, para o jogo desta quinta-feira, contra o Vitória da Conquista, com força máxima. Ao contrário, por exemplo, do que acontecerá no domingo, diante do Salgueiro. Mesmo com a liderança em jogo, o técnico Gilmar Dal Pozzo deve poupar atletas no Estadual – o que admitiu depois do último duelo do Náutico, contra o Central. O treinador revelou, na ocasião, que instruiu Ronaldo Alves e Daniel Morais a forçarem o terceiro amarelo. Isso para a dupla voltar limpa para as semifinais.