Gazeta Esportiva

26484397840_341b0a3500_o-1024x683

No domingo, o 44º título do Galo ou 16º troféu do Coelho ganharam as manchetes após a finalíssima entre clubes pelo Campeonato Mineiro, marcada para 16h (de Brasília), no Mineirão. Até lá nada menos que prognósticos e palpites vão habitar a decisão entre os rivais, tendo em vista o cenário completamente imprevisível da final estadual.

No primeiro jogo, o Coelho venceu por 2 a 1, no Independência, e precisa de apenas um empate para a levantar a taça. A missão do Atlético-MG, contudo, não é tão complicada, já que qualquer vitória assegura ao Galo o bicampeonato estadual.

O bom desempenho histórico contra o rival no Mineirão também garante ao Atlético-MG uma confiança a mais para domingo, já que nos últimos nove jogos entre as equipes no estádio, o Galo venceu seis e não perdeu nenhuma partida. Para o lateral Douglas Santos, o clube alvinegro é favorito também em razão da maior presença de atleticanos, que esgotaram a carga de ingressos para a final, e também pelas recentes reviravoltas em duelos decisivos protagonizadas pela equipe nos últimos anos.

Pelo lado do América-MG, o jejum de títulos estaduais é o principal combustível dos jogadores. O clube mineiro não vence o campeonato local desde 2001, quando venceu o próprio Atlético-MG no Mineirão, naquela que foi a sua última vitória sobre o rival no estádio. Convém destacar que, em 2012, na mais recente final estadual disputada pelo Coelho, os clubes fizeram a decisão do Campeonato Mineiro no Independência, com Galo levando a melhor.