WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

maio 2016
D S T Q Q S S
« abr   jun »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  



drupal counter

:: maio/2016

Inter vence com gol de Andrigo e leva vantagem para o Beira-Rio

Gazeta Eportiva

sashainterjuventudefinalgaucho01052016ricardoduarteinternacional

A história das outras duas finais entre Juventude e Inter não se repetiu: o Inter, que saiu perdendo as finais de 1998 e 2008, venceu por 1 a 0 o Juventude neste domingo com um gol de Andrigo aos 22 minutos do primeiro tempo.

Para o lugar de Hélder, suspenso, o técnico do Juventude Antônio Carlos escalou Lucas na lateral direita. O jogo começou quente: a 1 minuto, o atacante do Juventude Roberson dominou livre dentro da área e bateu por cima, mas o árbitro interrompeu o lance por falta. Nos primeiros minutos, o Juventude tentava atacar com jogadas individuais e rápidas trocas de passe no ataque, enquanto o Inter buscava os cruzamentos. Aos 18 minutos, quase conseguiu o gol: Vitinho pedalou em frente a um zagueiro e cruzou para a área, mas Sasha chegou alguns centímetros atrasado.

Aos 22 minutos, o Inter conseguiu abrir o placar: Vitinho recebeu uma bola na intermediária pela esquerda e fez um lançamento em diagonal, no espaço, que Andrigo pegou e deu um chute forte, no ângulo de Elias: 1 a 0. Aos 27 minutos, a resposta do Juventude: Dieguinho deu um grande lançamento para Hugo em um contra-ataque, nas costas da zaga. Hugo chutou forte e Alisson fez uma grande defesa, evitando o gol.

O primeiro tempo terminou animado, com boas jogadas de ataque de ambas as partes, mas sem chances tão claras. O Juventude apresentava algumas dificuldades na transição da defesa para o ataque, devido à marcação colorada. Aos 36 minutos do primeiro tempo, Anderson fez uma falta clara em Roberson, em uma escapada de velocidade: na falta, Itaqui bateu forte, em cima de Anderson. Aos 42, Hugo chutou forte, mas a bola passou longe do gol. Um minuto depois, Vitinho driblou dois jogadores, tropeçou nos próprios pés e caiu na área: o árbitro Leandro Vuaden nada marcou.

No segundo tempo, o Inter começou atacando forte: Anderson chutou de perna direita e obrigou Elias a fazer uma boa defesa aos 30 segundos. Aos 5 minutos, Itaqui cruzou na cabeça de Bruno Ribeiro, e a bola foi bater na trave do goleiro Alisson. Foi a melhor chance do Juventude nos primeiros minutos do segundo tempo.

Zago tentou levar o Juventude ao ataque com Wallacer no lugar de Itaqui. Aos 16 minutos, em um cruzamento mal tirado pela defesa do Inter, Hugo chutou de primeira e a bola bateu no braço do jogador colorado Ernando. A torcida do Juventude pediu pênalti. Aos 18, Marquinhos entrou no lugar de Anderson, para buscar maior velocidade pelas pontas.

Aos 22 minutos do segundo tempo, Vitinho, então melhor jogador do Inter em campo, foi expulso após cometer falta por trás em Bruno Ribeiro. O técnico Argel Fucks, muito irritado, mudou a formatação do time para um 4-4-1, com Andrigo isolado na frente. Enquanto isso, Zago tentou Felipe Lima no lugar de Wanderson para ter maior presença na frente. Argel, então, trocou Sasha por Raphinha e resolveu retrancar o time.

O Juventude não conseguia chances claras de gol: teve uma cabeçada com Roberson nas mãos de Alisson, mas quase nada além disso. O time trocava passes tentando abrir espaços e cedia campo para os contra-ataques colorados. Aos 46 do segundo tempo, o Juventude teve uma falta perigosa , na risca da área: Ernando dividiu perigosamente com Bruno Ribeiro. Hugo bateu para fora, mas a bola desviou em um jogador colorado. No escanteio, Bruno Ribeiro pegou o rebote e chutou para fora.

Santa Cruz empata com o Campinense e é campeão da Copa do Nordeste

Diario de Pernambuco

20160501182524423349a

Passará o tempo e o dia de hoje seguirá imortalizado na memória de cada tricolor. O Santa Cruz levantou a taça do Nordestão pela primeira vez na história. Ao empatar em 1 a 1 com o Campinense, o clube coral afirma a alcunha de “Terror do Nordeste” – que recebera há décadas e se respalda agora com um triunfo desta magnitude. Muda também o seu DNA. Como prêmio pelo título, a equipe coral tem agora a chance de romper as fronteiras do Brasil, também pela primeira vez, e disputar as duas próximas edições da Copa Sul-Americana. A conquista regional sacramenta a caminhada de um time que se reinventou durante o próprio torneio, foi cirúrgico ao eliminar adversários valiosos como Ceará e Bahia no mata-mata, soube jogar diante de um empenhado finalista e conseguiu silenciar a parte vermelha e preta do Amigão neste domingo inesquecível. Enfim, o Nordeste é do Santa Cruz!

A parcela preta, branca e vermelha da torcida presente no estádio não era pequena. Campina Grande virou um pedaço do Arruda. Transformou-se num reduto de uma gente que alimenta um sentimento quase sagrado por um clube que tem se familiarizado a conquistas nos últimos anos. Que não iria fraquejar quando chegou mais próximo de alcançar o título que lhe faltava.

Paulatinamente, a cidade e o estádio foram se pintando em três cores desde o começo do dia, quando carros e caravanas com torcedores entusiasmados partiam do Recife com a certeza que voltariam para casa com a inédita Copa do Nordeste. Não ficou espaço vazio na área reservada aos tricolores no Amigão. Os jogadores não decepcionaram esta gente. Jogaram pela torcida. Pelos seus familiares, que fizeram uma visita de surpresa na preleção de ontem. Pelos torcedores que também ansiavam pela taça na capital pernambucana.

unimarc-modelo-4

Vitória da Conquista goleia Juazeirense e fica com o terceiro lugar do Baiano Sub-20

Da Redação

bodinho

O Vitória da Conquista goleou a Juazereinse, pelo placar de 4 a 1, na tarde deste domingo (1º), no estádio Edvaldo Flores.

Com o resultado o Bodinho conquistou o terceiro lugar no Campeonato Baiano Sub-20 e está classificado para a Copa São Paulo de Futebol Júnior que acontece no mês de janeiro do ano que vem.

Além da Copa São Paulo a garotada comandada pelo treinador Guilhermino Lima vai disputar a Copa do Nordeste da categoria.

Enquanto aguardam essas competições, o Bodinho se concentra na disputa do Campeonato Municipal de Futebol, promovido pela LCDT.

Vila da Conquista e Ponte Preta vencem na rodada do municipal

Da Redação

13100748_876877685791281_227974087180384610_n

Mais duas partidas foram realizadas na manhã deste domingo (1º), no estádio Edvaldo Flores, válidas pelo Campeonato Municipal de Futebol, promovido pela LCDT.

No primeiro confronto, o Vila da Conquista conseguiu sua primeira vitória na competição ao derrotar o Grêmio, pelo placar de 2 a 0, em partida adiada da primeira rodada. Com o resultado o Vila foi a 04 pontos. Já o Grêmio permanece com 07.

Pela quarta roda o Vila da Conquista enfrenta o Maru, no próximo dia 08/05. Já o Grêmio joga contra a Ponte Preta no dia 08/05.

Na outra partida do dia, a Ponte Preta derrotou o Botafogo, pelo escore de 3 a 1. Com a vitória a Ponte foi a 07 pontos. Já o Botafogo ficou com 07.

Na próxima rodada a Ponte enfrenta o Grêmio no dia 08/05. Enquanto o Botafogo duela com o Vitória da Conquista no dia 15/05.

A quarta rodada será complementada com a partida entre Vila e Maru no dia 08/05.

Flamáster vence o Panorama nos pênaltis e conquista o título do Campeonato Cidade Máster

Da Redação

13095746_771498746285625_684031705497980259_n

Aconteceu na manhã deste domingo (1º), no Campo do Panorama a final do Campeonato Cidade de Futebol Máster, promovido pelo Blog e Programa Cidade Esportes.

O Flamáster ficou com o título empatando com o Panorama pelo placar de 0 a 0, no tempo normal e vencendo nas cobranças de pênaltis, pelo placar de 2 a 0.

Adriano e Téo converteram par o Flamáster. Éter e Miltinho desperdiçaram para o Panorama. Além do troféu de campeão e medalhas o time levou a quantia de R$1.000,00. Toninho representando o deputado Herzem Gusmão entregou a premiação.

IMG-20160501-WA0005

O vice-campeão levou troféu e medalhas e a quantia de R$500,00. Moraes da Urbis Vi entregou a premiação. O melhor goleiro da competição foi Isaque do Flamáster que recebeu o troféu do garoto João.

IMG-20160501-WA0004

Já o artilheiro foi Adriano também do Flamáster com 04 gols, que recebeu o premio do garoto Cassiano.

Segundo a organização devido o sucesso a competição será realizado novamente no mês de setembro.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

Vitória e Bahia duelam no Barradão pelo primeiro jogo da final do Campeonato Baiano

Bahia Notícias

IMAGEM_VITORIA_5

Vitória e Bahia se enfrentam neste domingo (1º), às 16h, no Barradão, em duelo válido pela primeira partida da final do Campeonato Baiano.

O técnico Vagner Mancini, do Vitória, adotou a tática do mistério e disse que só irá revelar a escalação minutos antes do jogo. “Não está definido. Será definido momentos antes do jogo. Jogo que decide campeonato, será importante para as equipes e por isso e escalação sairá momentos antes do jogo”, declarou o comandante Rubro-negro.

Para o confronto, Mancini ainda não sabe se poderá contar com Fernando Miguel e Dagoberto. A dupla sofreu problema muscular e realizou tratamento intensivo para tentar se recuperar. Os dois jogadores serão avaliados minutos antes da partida. No entanto, na meta Rubro-negra, a tendência é que Caíque comece entre os titulares.

A partida irá marcar o reencontro de Kieza, com o Bahia, seu ex-clube. O atacante atuou no Tricolor entre 2014 a 2015. Ele desembarcou na Toca do Leão em março e disputou três jogos e marcou dois gols.

Apesar de ter a vantagem dos dois resultados iguais para ganhar o seu 47º título estadual, o Bahia deseja voltar a vencer o maior rival. Isso não acontece desde o dia 6 de abril de 2014, justamente em um jogo de final de Campeonato Baiano. O técnico Doriva afirmou que o objetivo é surpreender o rubro-negro dentro do Barradão.

“Acho que esse é o momento de usar todas as armas que você tem. Com certeza vai ser um jogo dificílimo, principalmente se tratando de uma final e a tradição envolvida. Estamos preparando todas as armas para surpreender o adversário”, afirmou o treinador.

Santa ignora vantagem e quer vitória para ser campeão da Copa do Nordeste

Gazeta Esportiva

26085618400_cd6db0f0ec_k

O campeão da Copa do Nordeste de 2016 será definido neste domingo, quando Campinense e Santa Cruz se enfrentam no estádio Amigão, às 16h (de Brasília), pela partida decisiva da competição. No primeiro confronto, o Tricolor venceu por 2 a 1 com um gol nos acréscimos no Estádio do Arruda, e agora joga pelo empate para ficar com o título.

No entanto, Milton Mendes, técnico do Santa, não pensa em recuar e esperar o Campinense no campo de defesa. Apesar de tentar segurar a empolgação, ao falar sobre quem seria o capitão da equipe – já que o treinador promove um revezamento da faixa entre os atletas – o comandante deixou escapar a expectativa em vencer o confronto e conquistar seu primeiro título pela Cobra Coral.

“Minha forma de pensar é coletivamente. Não vou pensar em levantar a taça antes do jogo, antes de ganhar o jogo. A minha postura é sempre a mesma, tanto nos momentos negativos e positivos. Quero passar tranquilidade para os meus jogadores. O revezamento (de capitães) está sendo feito e vai continuar sendo feito”, disse o treinador.

Apesar de se mostrar confiante em levantar o caneco, o treinador não dispensa o treino das penalidades. “O trabalho de pênaltis é feito. Já treinamos antes do primeiro jogo, até. Treinamos sempre isso, não é porque vamos para uma decisão, é um trabalho contínuo”.

“Foi linda a torcida aqui no Arruda. O torcedor interagiu muito e puxou os jogadores. Eu espero que nosso torcedor invada também o campo do adversário, porque vamos precisar muito. Vai ser um jogo difícil e vamos ter momentos complicados, mas quero contar com eles”, finalizou o treinador.

A torcida do Santa Cruz esgotou os dois mil bilhetes disponíveis para os visitantes em apenas uma hora. Na decisão, além do empate, uma derrota pela diferença mínima, desde que o Santa marque dois ou mais gols, também traz para o Recife a taça da Copa do Nordeste. Em caso de placar repetido, ou seja, vitória do Campinense por 2 a 1, o título será definido nas penalidades. O Campinense foi campeão da primeira edição do Regional, em 2014.

Pelo título, Bota e Vasco fazem duelo dos mais novos contra os experientes

Globo Esportes

maracana

Botafogo e Vasco começam a escrever neste domingo o último capítulo do Campeonato Carioca de 2016. Em posições opostas dentro de campo, o perfil das equipes também é bastante diferente. O duelo marca o encontro do time mais novo entre os grandes do Rio diante do que mais concentra jogadores experientes no elenco.

Se o grupo que vinha sendo escalado como titular no Alvinegro for levado em consideração, o Botafogo chega à média de idade de 25,9 anos. Como Renan Fonseca e Emerson Silva vão substituir Joel Carli e Emerson na final, esse número sobe para 26,3. Na provável formação deste domingo, são seis jogadores abaixo dos 26 anos. Há uma dúvida, porém, no meio de campo: se Airton for liberado pelo departamento médico e jogar no lugar de Leandrinho, a média de idade sobe para 27,1.

Além disso, com a defesa menos vazada da competição – foram apenas sete gols sofridos -, os meninos do General Severiano formam um grupo homogêneo, onde todo mundo se concentra no objetivo do momento. Todos marcam gols, por exemplo. Prova disso é que seis dos 11 possíveis titulares já balançaram as redes. Se todo o elenco for levado em consideração, esse número sobe para 13 jogadores. A equipe, inclusive, não tem um artilheiro absoluto. Ribamar, que brilhou na semi diante do Fluminense, divide o posto com Rodrigo Lindoso. Cada um soma três gols.
Entre os veteranos está o goleiro Jefferson. Principal referência da equipe, aos 33 anos, o capitão não foge do dever de passar sua experiência aos mais jovens nos bastidores do clube. No entanto, acredita que não há motivos para se preocupar em relação à idade do elenco. Ele tem certeza que o grupo já deu provas de que está no caminho certo para conquistar o título estadual.

– Acho que se fosse só na final (entrar com um time de garotos) poderia ser um problema. Mas nosso time já mostrou que está bem entrosado. Quando tem que atacar, todos dão o seu melhor e vão ao ataque. Quando tem que defender, também, todos se fecham na defesa. Provamos isso ao longo da competição. O importante é que chegamos até aqui – frisa.

outdoor_pq

Na primeira final do Campeonato Paulista, Audax desafia a hegemonia do Santos

r7

rib_2674

Desde 2009, por oito anos consecutivos, só deu Santos na final do Campeonato Paulista. A sequência, que igualou um feito da era Pelé, rendeu quatro títulos. O oposto disso tudo é o Audax, que surpreendeu e pela primeira vez chega à decisão do Estadual. A tradição e o ineditismo se enfrentam neste domingo, às 16 horas, no estádio José Liberatti, em Osasco (SP).

Ao contrário das quartas e das semifinais, a final é disputada em dois jogos, neste domingo e no próximo, na Vila Belmiro. Graças à melhor campanha, o Santos decidirá em casa. É a única vantagem definida no regulamento: se houver dois resultados iguais, o título será definido na disputa de pênaltis.

O Santos tem o favoritismo pela história, pelo peso da camisa e por ter em seu elenco, muito mais caro, jogadores de seleção brasileira. Basta ver seu setor ofensivo: Gabriel, Lucas Lima e Ricardo Oliveira. O que tem o Audax? É o time que destroçou o São Paulo, ao vencer o jogo das quartas de final por 4 a 1, e eliminou o Corinthians, nos pênaltis, no estádio Itaquerão, jogando de igual para igual contra o atual campeão brasileiro.

Ou seja: a campanha surpreendente que o time do técnico Fernando Diniz fez na primeira fase foi confirmada diante dos grandes da capital. Sem medo, o Audax encontrou um modo particular de jogar, que não se intimida, nem mesmo na casa do adversário.

Não há nenhuma semelhança com a campanha do Ituano, em 2014, que conquistou o título com uma proposta de jogo defensiva. Por isso, o Audax não será subestimado pelo técnico Dorival Júnior. “Acho que corremos um risco muito grande. Primeiro porque o Audax tem um trabalho e um conceito de jogo que é aprimorado a todo momento. Não foi por acaso que tirou os adversários que tirou”, afirmou o treinador do Santos.

Fernando Diniz também elogiou o rival. Disse que é um adversário que precisa ser respeitado e requer atenção. No entanto, sua receita para ser campeão é não inventar nada de última hora. “Não tenho nenhuma carta na manga”, disse o técnico do Audax. “Vamos jogar como sempre jogamos até aqui, procurando apenas melhorar, evoluir…”

Inter visita Juventude na primeira partida da final do Gauchão

Gazeta Esportiva

galeria_foto_10bb2b6dde25166487375e15a487d441
O Juventude recebe o Internacional neste domingo, pelo primeiro confronto das finais do Campeonato Gaúcho. Em partida realizada no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do sul, o Alviverde vai em busca de manter a boa campanha apresentada até este momento da competição e ir a Porto Alegre tendo chances de conquistar o título do Estadual. Além da rivalidade e do clima de decisão, outro detalhe apimenta o duelo: os técnicos, ex-zagueiros com boas passagens nas duas equipes.

De um lado, Antonio Carlos Zago, de larga experiência em grandes clubes do Brasil como Palmeiras e Corinthians e uma exitosa passagem pela Itália. Do outro, Argel Fucks, que também jogou em grandes clubes brasileiros e fez longa carreira em Portugal. Ambos se enfrentam neste domingo em posições distintas: agora, eles ocupam a casamata de Juventude e Internacional como técnicos.

Antônio Carlos Zago foi zagueiro também no Juventude. Entre 2005 e 2006, ele atuou 52 vezes com a camiseta alviverde, e se despediu da equipe depois de ser suspenso por um ato racista contra o volante Jeovânio, então no Grêmio. Em 2013, Zago afirmou à ESPN, que foi a ação da qual mais se arrepende. “Eu me arrependo até hoje. Fiquei durante 3 anos me apresentando no Fórum, quando me ausentava tinha que comunicar senão não me deixavam sair. Paguei naquele momento e paguei fora daquele momento também”, afirmou.

Zago tenta reconstruir sua carreira de técnico na equipe caxiense, depois de três anos atuando como assistente técnico na Roma e no Shakhtar Donetsk. Seus métodos diferentes do usual foram vistos logo no início do trabalho: nos primeiros seis jogos, usou 25 jogadores diferentes, 11 deles da categoria de base. Foi assim que encontrou o zagueiro Klaus, destaque nas duas partidas contra o Grêmio.

“No ano passado, ficamos com quatro meses de salários atrasados, e pagamos por esses erros. Faltou apenas um gol para chegarmos às quartas de final da Série C. Mantivemos a base, usamos os meninos e agora nos classificamos por um gol”, disse Zago ao jornal Pioneiro após a classificação.

Com promessa de equilíbrio e tabus, América-MG e Atlético-MG fazem 1º jogo da fin

Uol

622_4637ec6a-0395-3a7d-ba4e-c3bb2ee103b3

Para o torcedor que esperou três longos meses de Campeonato Mineiro, o momento tão aguardado finalmente chegou. Neste domingo, América-MG e Atlético-MG iniciam a disputa da decisão do Estadual, às 16h (de Brasília), no Independência, em um primeiro duelo que promete o mesmo equilíbrio dos dois primeiros confrontos realizados entre as equipes nesta temporada.

Foram dois empates. Um pela primeira fase do Campeonato Mineiro e outro pela Primeira Liga. No América-MG, a ideia é que uma nova igualdade passe longe do Horto neste domingo. Isto porque o time precisa vencer para reverter a vantagem do Atlético-MG, que terminou a fase inicial do Estadual mais bem colocando, garantindo o benefício de jogar por dois empates ou por vitória e derrota pela mesma diferença de gols na decisão da competição.

Os dois times entram em campo com tabus. O América-MG não vence o Estadual desde 2001 e foi eliminado pelo Atlético nos últimos quatro confrontos no mata-mata: 2010, 2011, 2012 e 2014. Já o Atlético, após eliminar o América na semifinal em 2014, não venceu mais o rival desde então.

A vantagem do adversário, porém, não tira o sono do técnico Givanildo Oliveira, que toma como exemplo a partida de ida das semifinais contra o Cruzeiro, quando o América-MG venceu o jogo de ida por 2 a 0, revertendo a situação desfavorável no duelo. No jogo seguinte, o América-MG apenas administrou a diferença no placar para empatar por 0 a 0 e avançar à final.

13010866_763527323749434_1887758628180687307_n





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia