WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

janeiro 2018
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  



drupal counter

:: 12/jan/2018 . 14:54

Parceria Vitória da Conquista e UFMA realiza importante trabalho no elenco alviverde

Da Redação
Fonte Ascom ECVC

Uma equipe da Universidade Federal do Maranhão, coordenada pelo professor Mário Sevilio, tendo como integrantes os fisiologistas Danilo1´´ Muiños Andrade, Edinei Maia e Jefferson Rodrigues Júnior estão em Vitória da Conquista, realizando um trabalho junto ao elenco do Vitoria da Conquista.

Isto está acontecendo através da parceria entre Universidade Federal do Maranhão e o clube conquistense. Foram realizadas avaliações e controles com métodos e equipamentos de tecnologia a nível mundial e utilizada por equipes da primeira divisão !

A partir destes controles e resultados são planificados todos os treinos e recuperações dos atletas de forma individualizada para obter o máximo performance, potencilizando seus pontos fortes e trabalhando os pontos negativos, além de acompanhar a recuperação dos atletas a cada treino e a cada jogo.

Para os clubes de futebol é fundamental a importância de ter profissionais capacitados nas áreas de fisiologia e treinamento desportivo , bem como na área técnica . Que elevam o nível de performance nas qualidades dos atletas.
Desde o período de inicio dos trabalhos esta parceria vem coletando informações diárias e acompanhando os atletas. Durante um mês o acompanhamento será realizado durante os treino e jogos .

O preparador físico Fabiano Rosenau afirma que “para a recuperação dos atletas são analisados componentes bioquímicos e funcionais para aumentar sua performance e prevenir as lesões e isso durante competições é essencial”.

Ele lembra ainda que “os jogadores de futebol percorrem em uma partida entre 10 a 12 km em alta intensidade. Os programas diários de treinamentos devem ser efetivos para

preparar estes jogadores e para isto são utilizados inclusive equipamentos com GPS e acompanhamento da frequência cardíaca, além de equipamento para mediar a velocidade”.

Numa temporada em que o Bode disputará competições importantes como o Campeonato Estadual, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro, este trabalho pode ser fundamental para a manutenção da qualidade do trabalho, reduzindo a quantidade de lesões e consequentemente do afastamento de jogadores devido a problemas de contusão.

Caso Waldomirão não seja liberado em janeiro, ADJ fará quatro jogos seguidos fora de casa

Jequié e Região

Caso o Estádio Municipal Waldomiro Borges de Souza não esteja pronto neste mês de janeiro, o Jequié (ADJ) sofrerá um duro golpe. A maior punição delas é ter de fazer quatro jogos seguidos fora de casa. Seria mais um mês sem receita para uma equipe que trabalha desde o fim do ano passado com elevadas despesas.

Não sem razão, a ADJ não abre mão de seu estádio, ora em reformas. A tabela da Série A do Campeonato Bahiano de Futebol já não é favorável ao Jequié, pois nesta primeira fase jogará cinco vezes fora e quatro em casa. Por ventura, o Waldomirão não seja liberado na vistoria programada para a próxima semana, a equipe terá de viajar para jogar fora contra o Jacobina (21), Bahia de Feira (24), Vit. da Conquista (28) e Fluminense (04.02).

Assim sendo, jogaria com o apoio de sua torcida somente no dia 18 de fevereiro contra o Atlântico, já na metade da competição. Como sobreviver sem renda, importante fonte de receita do time? Se a disputa, por si só promete ser acirrada, imagine o time fazer apenas três partidas em casa de um total de nove? Jogaria em casa contra o Atlântico, Vitória (25.02) e Jacuipense (04.03)

Federação cria um ranking e Campeonato Paulista terá rebaixamento de árbitro

Atarde

A Federação Paulista de Futebol (FPF) decidiu implantar a partir deste ano um ranking de árbitros e assistentes que prevê notas de 0 a 10 e o rebaixamento de quem não realizar um bom trabalho. O novo método vai ser aplicado já neste Campeonato Paulista, que começa na próxima quarta-feira. Juízes e auxiliares precisarão de uma licença para apitar jogos grandes. A qualificação é uma tentativa de melhorar o nível da arbitragem.

A introdução do ranking será divulgada pela FPF na semana que vem, mas o Estado antecipa como irá funcionar. Haverá cinco tipos de licença: Básico (apenas para jogos amadores), Licença C, B, A e Pro. A partir de 2021, apenas árbitros com a status Pro apitarão na Série A1.

Como o método está entrando em vigor, a FPF decidiu dividir os árbitros para que eles tentem tirar a licença C e B neste ano. Apenas daqui a três anos alguém conseguirá chegar ao nível máximo. “Hoje o árbitro se destaca pela quantidade de jogos. Para melhorar, precisamos focar na análise e na qualidade, não na quantidade”, explicou Dionísio Roberto Domingo, coordenador de Desenvolvimento de Arbitragem da FPF.

Árbitros e assistentes terão aulas teóricas e práticas envolvendo condições físicas, mentais e técnicas. Além disso, serão avaliados durante os jogos por um tutor, que passará a acompanhá-los uma hora antes do início da partida e ficará até uma hora depois, e por um ex-árbitro, que assistirá ao jogo pela TV. Juntos, vão discutir os erros e acertos e, com a direção de arbitragem da FPF, darão nota de 0 a 10 para cada um dos membros da equipe de arbitragem.

Além de interpretações de lances, serão avaliadas dezenas de funções – entre elas agilidade, poder de raciocínio, equilíbrio psicológico para lidar com pressão, dentre outros. Para dar maior efetividade aos dados, a entidade monitorará os árbitros com auxílio de GPS, que eles irão carregar durante os jogos e que mostrará distância percorrida, batimento cardíacos, velocidade, etc.

Ao final do ano, a pior nota vai ser descartada e, se mesmo assim o árbitro ficar com média abaixo da nota de corte (7 para licença C, 7,25 para a B, 7,5 para a A e 7,75 para a Pro), terá a licença rebaixada (quem tem a B passará a ter a C, por exemplo). Se a nota estiver acima, subirá de nível.

Se, ao longo do Paulistão, o árbitro cometer um erro grave, será suspenso preventivamente para fazer cursos específicos, com o objetivo de explorar o motivo do erro – e não repeti-lo. Em seguida, voltará a apitar.

Além das notas e da obrigatoriedade da frequência nas aulas, há um requisito mínimo no número de partidas. Na licença A, por exemplo, o árbitro precisará ter trabalhado em 12 jogos da Série A2 e 20 da Série A1 ou 10 da Série A do Brasileiro.

O ranking é estadual, mas os jogos que os árbitros apitarem por torneios nacionais também serão contabilizados. “Não vamos limitar número de árbitros por licença. A ideia é ter uma disputa interpessoal e não entre eles. É uma forma de mostrar para os juízes que, se eles fizerem um bom trabalho, subirão de acesso, independentemente do que acontecer com os outros”, explicou Dionisio Roberto Domingo.

Juazeirense e Salgueiro ficam no empate em amistoso disputado em Juazeiro

Bahia Noticias

Juazeirense e Salgueiro ficaram no empate de 0 a 0 em jogo amistoso disputado na noite da última quinta-feira (11). A partida aconteceu no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro. As duas equipes vão disputar a Série C do Campeonato Brasileiro neste ano.

O técnico do Cancão de Fogo, Luís Antônio Zaluar, colocou em campo Tigre, Capone (Apodi), Emílio, Eron e Deca (Altemar); Vaguinho, Júnior Gaúcho (Railan), Enercino (Patrik) e Danilinho (Eduardo); Salatiel (Sassá) e Jussimar (Jildemar).

A estreia da Juazeirense na temporada de 2018 está marcada para o domingo do dia 21 de janeiro, às 18h30 contra o Vitória. A partida acontecerá no estádio do Barradão, em Salvador, válida pela primeira rodada do Campeonato Baiano.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia