Bahia Noticias

O principal destaque do Brasil na Copa do Mundo da Rússia se emocionou nesta segunda-feira (25). O meia Philippe Coutinho recebeu a foto de um pequeno morador da Vila Cruzeiro que assistia à partida da Seleção contra Costa Rica em uma rua da favela onde nasceu com uma camisa do Brasil improvisada. O garoto Wallace, 12, pintou com uma caneta verde o nome de Coutinho e o número 11. O fotógrafo que registrou o momento, Bruno Itan, começou a divulgar nas redes sociais para que chegasse até o craque do Barcelona.

“O que me chamou atenção no Wallace foi sua criatividade. Ele não tem dinheiro, mas nem por isso deixou de torcer com o nome e o número do seu jogador favorito”, disse, segundo o Jornal “Extra”.

Bruno é o criador do projeto Olhar Complexo, que ensina crianças e adultos do Complexo do Alemão a fotografar. “Antes de fotografar, eu o vi e fiquei esperando o Coutinho passar na tela, na hora do hino nacional, para compor a foto. Mas não falei com ele naquele dia, só consegui encontrá-lo depois, também com ajuda dos amigos nas redes sociais”, explicou.

Menos de quatro horas após a publicação da foto, Coutinho curtiu o post e escreveu um comentário público no Instagram de Bruno: “A foto chegou aqui!! Te mandei mensagem no privado, quando puder você responde!”. A mensagem privada foi assim: “Fala Bruno, tudo bem?! Vi a foto desse menino e fiquei emocionado e com vontade de conhecê-lo. Vi também que através da sua postagem você tinha como entrar em contato com ele! Um abraço e aguardo uma resposta!”.

Após o comentário do camisa 11, a foto viralizou, o que deixou o fotógrafo emocionado.

“Foi uma corrente do bem que fez a foto chegar ao Coutinho. Só foi possível com a ajuda dos amigos. Fiquei emocionado com a simplicidade dele”, disse.