Futebol Interior

O Campeonato Brasileiro tem um novo líder. Na manhã deste domingo, o Palmeiras se vingou do Cruzeiro após a eliminação na Copa do Brasil e foi beneficiado pelo empate do São Paulo com o Botafogo, no Rio de Janeiro. O Tricolor, inclusive, foi o único visitante que não perdeu no dia.

Invicto há 12 jogos no Brasileirão, o Palmeiras aproveitou o fato do Cruzeiro estar sem seus principais jogadores e venceu por 3 a 1, no Pacaembu, quatro dias depois de ter sido eliminado pela própria Raposa na semifinal da Copa do Brasil, em um jogo marcado por briga entre os jogadores.
Neste domingo, a partida foi menos tensa dentro de campo. A segunda vitória seguida fez o Palmeiras chegar aos 53 pontos e assumir a liderança graças ao saldo de gols (23 a 18), pois o Internacional tem a mesma pontuação depois de ter vencido o Vitória, por 2 a 1, de virada, no Beira-Rio. O Cruzeiro estacionou nos 37 e é o sétimo colocado.

A vitória colorada foi marcado por muita polêmica em relação a arbitragem, tanto que os jogadores rubronegros cercaram o trio após o apito final e precisaram ser contidos pelos policiais. O atacante Neilton, inclusive, acabou sendo expulso.

A principal reclamação é em relação ao pênalti marcado nos minutos finais. Em falta cobrada por Camilo, a bola acertou o braço de Lucas Fernandes fora da área. D’Alessandro cobrou bem e garantiu a vitória do novo vice-líder. Já o Leão conheceu a terceira derrota seguida e, em 16º lugar com 29 pontos, pode entrar na zona de rebaixamento nesta segunda-feira, se o Vasco vencer o Paraná, em Curitiba.

Ainda sentindo falta de Everton, o São Paulo chegou ao terceiro empate seguido ao ficar no 2 a 2 com o Botafogo, no Nilton Santos, e caiu para a terceira colocação, com 52 pontos. A vitória só não veio porque o goleiro Saulo estava em uma tarde inspirada e salvou o Fogão nos acréscimos com duas grandes defesas.

Invicto há três jogos, o Botafogo ainda não conseguiu se distanciar de vez da zona de rebaixamento do campeonato e figura apenas na 12ª colocação, com 33 pontos.

Na Vila Belmiro, o Santos aproveitou a fragilidade do Atlético-PR atuando como visitante e contou com um gol de Carlos Sanchéz aos 53 minutos do segundo tempo para vencer por 1 a 0 e chegar aos 36 pontos, na oitava colocação. Já o Furacão estacionou nos 33 e é o 11º colocado.

Em uma partida para lá de movimentada, o Atlético-MG goleou o Sport, por 5 a 2, na Arena Independência. O resultado positivo fez o Galo chegar aos 45 pontos e, em sexto lugar, abrir vantagem sobre o rival Cruzeiro por uma vaga na Libertadores de 2019. A derrota na estreia do técnico Milton Mendes foi a terceira seguida do Leão, que tem 24 pontos e é o penúltimo colocado.

Contando com o apoio da torcida, o Ceará levou a melhor no confronto direto diante da Chapecoense ao vencer por 3 a 1, de virada, na Arena Castelão. O Vozão chegou aos 30 pontos e finalmente deixou a zona de rebaixamento, subindo para o 15º lugar. Por outro lado, o Verdão do Oeste estacionou nos 28 e caiu para a 18ª colocação.