Boquinha Polemica

Hoje em dia, o futebol feminino é um esporte muito popular no nosso país, mesmo com a grande falta de campeonatos organizados e de patrocinadores para esse esporte. O que contribuiu bastante para essa modalidade, foram as últimas Olimpíadas e o Pan, e ainda tem as cinco vezes que Marta foi eleita a melhor jogadora do mundo. Mas você sabe como surgiu o futebol feminino no nosso país?

Antes da Marta, muitas atletas tiveram que suar a camisa para conseguirem promover um esporte que até hoje sofre muitos preconceitos, até ser proibido por lei ele já foi. O futebol feminino teve seus primeiros registros na Inglaterra, que foi onde o esporte nasceu, foi numa partida da Inglaterra contra a Escócia, isso aconteceu no ano de 1898, em Londres. Já no Brasil, os registros das partidas eram com homens e mulheres juntos, em 1908 e 1909.

Em 1913 ocorreu um evento beneficente, esse evento foi considerado a primeira partida de futebol feminino no Brasil, porém, alguns anos depois foi descoberto que o time “feminino”, na verdade eram de “homens” vestidos de mulher, eles eram jogadores do Sport Club Americano. Ou seja, essa não poderia ser considerada a primeira partida de futebol feminino.

A primeira partida de futebol feminino no Brasil “oficialmente” aconteceu em 1921, essa partida chegou a ser noticiada pelo jornal A Gazeta, era considera uma atração curiosa. Mas o preconceito foi muito grande na época, pois o futebol sempre foi visto como um esporte bruto e impróprio para as mulheres da sociedade. O futebol feminino não agradava as famílias que eram conservadoras, isso fez gerar a criação de um decreto-lei, que iria proibir a prática de qualquer esporte que fosse incompatível com a natureza feminina, isso durou até 1979.

Após a lei ter sido revogada, foram criadas várias equipes e ligas no Brasil, entre elas a equipe carioca do Radar, que conquistou diversos títulos nacionais e até internacionais, isso ocorreu a partir de 1982. Isso fez com o esporte ganhasse um toque de rivalidade. A primeira seleção de futebol feminino foi convocada pela CBF, em 1988. Jogaram contra a seleção de Portugal, França e Espanha. Esse foi o nosso primeiro título internacional.

O futebol feminino cresceu muito, a Fifa organizava os eventos, realizaram a primeira Copa do Mundo em 1991, isso ocorreu na China, e nós ficamos em nono lugar. Logo depois, vieram as Olimpíadas de Atlanta, 1996. Com todo o apoio que tiveram no país, a seleção Brasileira conquistou o tri-campeonato Sul Americano, que foi realizado em 1998 em Buenos Aires e em 1999 ficando com o 3º lugar na copa do mundo feminina. Em 2000, vieram as classificações para as Olimpíadas de Sidney, onde a seleção repetiu o 4º lugar conquistado na Olimpíada passada e nas duas olimpíadas seguintes a seleção brasileira perdeu na final para os EUA e ficou com a prata.

As dificuldades naquela época não foram vencidas totalmente, por exemplo, o preconceito. A sociedade não aceitava de maneira alguma que mulher pudesse jogar bola, mesmo depois de muitas conquistas, o futebol feminino é visto como algo inapropriado, ainda precisa superar muitos preconceitos. Hoje em dia, a Seleção Brasileira feminina vem ganhando espaço e levando varias meninas a ter o interesse em praticar a modalidade. O que poderá mudar isso e levar esse esporte mais longe, serão as conquistas e as novas grandes jogadoras que poderão surgir levando o Brasil as glorias que nós nos acostumamos a ver no futebol masculino.