Da Redação

O Juventude mostrou que ainda é uma pedra no sapato do Botafogo, quando o assunto é Copa do Brasil. Quase 20 anos depois da conquista do time gaúcho no Maracanã, a torcida do Botafogo voltou a sair frustrada com o empate por 1 a 1, na noite desta quinta-feira, no estádio Nilton Santos. Agora, as duas equipes vão se enfrentar no próximo dia 11, em Caxias do Sul, e o vencedor estará classificado para a quarta fase da competição nacional. Paulo Sérgio abriu o marcador para o Juventude e Erik, de pênalti, deixou tudo igual.

O Botafogo teve o domínio da partida, mas mostrou total falta de inspiração para conseguir marcar os gols que lhe dariam a vitória. Para complicar ainda mais as coisas, o atacante Kieza perdeu um gol inacreditável no final da partida. O Juventude veio armado para buscar um empate e fez tudo para retardar o jogo, com quedas frequentes dos seus jogadores, principalmente no segundo tempo. Além disso, o goleiro Marcelo Carné mostrou segurança nas vezes em que foi exigido pelo ataque alvinegro. No final do jogo, o time foi vaiado e o técnico Zé Ricardo, muito hostilizado pela torcida.