Globo Esportes

Adversário do Flamengo nesta quinta-feira, no Maracanã, pela Libertadores, o San José tem uma realidade financeira bastante distante do Rubro-Negro, que passa por um momento de grande investimento, com contratações milionárias e salários altos. A folha mensal do clube atualmente está entre R$ 12 milhões e R$ 13 milhões. Este valor é suficiente para cobrir o custo de quase um ano e meio da equipe boliviana.

A folha do San José é de cerca de 200 mil dólares, aproximadamente R$ 771 mil. Ou seja, o custo mensal do elenco flamenguista daria para pagar 17 meses de salários do time boliviano.

Gabigol recebe por volta de R$ 1,25 milhão – dependendo das variações cambiais -, o que é suficiente para quase duas folhas do adversário. Os maiores salários do San José são do goleiro Carlos Lampe e do meia argentino Javier Sanguinetti, com vencimentos de cerca de R$ 60 mil.

O abismo financeiro fica claro também no valor das últimas negociações. Segundo o site “Transfermarkt”, o atleta com maior valor de mercado no elenco boliviano é o brasileiro Edivaldo Rojas, comprado ao Sport Boys Warnes, em janeiro, por R$ 2,6 milhões. Este montante representa apenas 4% do que custou Arrascaeta ao Flamengo – R$ 63,7 milhões – no início deste ano.