Terra

Equilíbrio total e absoluto. Se antes mesmo da bola começar a rolar no primeiro confronto entre Grêmio e Internacional, no Beira-Rio, as forças dos dois gigantes do Rio Grande do Sul já estavam em pé de igualdade há muito tempo não visto, o mesmo pode se aplicar ao duelo final na Arena nessa quarta-feira (17).

O resultado do embate de ida traz importante item para essa equação já que, apesar da tarde de domingo (14) inspirada dos sistemas de criação, as fases sensacionais de Marcelo Lomba e Paulo Victor não permitiram com que as redes balançassem.
Do lado gremista, no início da semana uma notícia importante veio do CT Luiz Carvalho com o atacante Luan voltando às atividades com bola dez dias após ter seu afastamento anunciado pelo técnico Renato Portaluppi.

Entretanto, apesar do camisa 7 não ter apresentado qualquer tipo de resquício em relação a problemas físicos, a tendência é que ele seja preservado por mais tempo e passe por um processo de recuperação com toda a cautela possível.

Por parte do Colorado, ainda existe esperança para que o volante Rodrigo Dourado, ausência no primeiro jogo, tenha condições de retornar de entorse no joelho. O meio-campista tem passado nos últimos dias por até três sessões diárias do tratamento para reunir condições, mas o quadro não é tão otimista. Com isso, o mais provável nesse momento é que Rodrigo Lindoso seja o titular.