WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

julho 2019
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  



drupal counter

:: 12/jul/2019 . 16:55

Brasil segue em 10º no ranking do futebol feminino; EUA disparam na ponta

Estadão

O Brasil não ganhou nem perdeu postos no ranking do futebol feminino após a atualização divulgada pela Fifa nesta sexta-feira, 12. As meninas ocupam a 10ª colocação somando 1.938 pontos – perdeu seis em relação à lista de abril -, 242 a menos que os Estados Unidos. A seleção tem um ponto a mais que o Japão, que caiu quatro lugares ao também cair nas oitavas no Mundial.

Campeã mundial feminina pela segunda vez seguida, a seleção dos Estados Unidos segue soberana. As norte-americanas ampliaram ainda mais a liderança. De 29, a vantagem sobre a Alemanha, que manteve a segunda colocação mesmo com a eliminação nas quartas de final, é agora de 121 pontos (2.180 contra 2.059).

Dentro do Top 10 do ranking, a maior mudança ficou por conta da Holanda, vice-campeã do Mundial, que pulou da oitava para a terceira posição, com 2.037 pontos, na atualização que é feita a cada três meses pela Fifa. A segunda seleção que mais ganhou posições foi a Suécia, semifinalista, que subiu do nono para o sexto lugar.

A quarta colocação permanece com a França, eliminada pelos Estados Unidos nas quartas de final, com 2.029 pontos. A Inglaterra, mesmo tendo chegado às semifinais, perdeu duas posições no ranking e agora está em quinto lugar, com 2.027. O Canadá também caiu dois postos e fica em sétimo, seguido por Austrália e Coreia do Norte.

Relatório da CBF confirma: a arbitragem brasileira melhorou com o VAR

Placar

Um dos protagonistas do Campeonato Brasileiro até a parada para a realização da Copa América, o árbitro de vídeo causou estranheza nas primeiras nove rodadas da competição. O público que assiste futebol pela TV ou frequenta os estádios por aqui ainda não se acostumou com o tempo que os árbitros levam para rever as decisões com o auxílio do VAR – a demora, inclusive, é algo que se repetiu na Copa América disputada no país. Apesar das críticas e dos problemas – que voltaram a acontecer na noite desta quarta-feira pela Copa do Brasil –, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou um balanço parcial no qual ficam evidentes os benefícios da adoção da tecnologia no futebol nacional.

Leonardo Gaciba, presidente da comissão de arbitragem da CBF, apresentou um relatório sobre a utilização do VAR na Comissão do Esporte da Câmara a pedido de um ex-colega de apito. A audiência pública foi solicitada pelo ex-árbitro e deputado paranaense Evandro Rogério Roman (PSD-PR). É bom deixar claro que os políticos brasileiros não têm qualquer autoridade para alterar as regras do futebol. Roman teve protagonismo em sua carreira de juiz, atuando em jogos da primeira divisão nacional e em disputas internacionais na década passada.

Pelos números apresentados por Gaciba, tudo vai bem. Nos primeiros 89 jogos do Campeonato Brasileiro, 40 erros foram corrigidos por intervenção do VAR. O índice de acerto da arbitragem nos lances passíveis de uso da tecnologia (gols, expulsões, pênaltis e erros de identificação) subiu de 57,4% (dados de 2018, quando a tecnologia ainda não era utilizada) para 97,1% nas primeiras nove rodadas do Brasileirão 2019. Só nas situações de penalidades, os árbitros registraram até agora 91,4% de acerto (era de 57,4% em 2018, sem o VAR). Em relação aos impedimentos, mais uma diferença gritante: 93,4% a 85,7%.

O chefe da arbitragem da CBF projeta que a interação homem-máquina tem margem para evolução e que a utilização do VAR ainda vai melhorar. “A ideia é interferir o mínimo possível. Vamos tentar melhorar um pouco o tempo gasto nas revisões, sem nunca abrir mão da precisão. Mas para poder melhorar a fluência do jogo”, ponderou. Resta saber se os árbitros vão conseguir alcançar o patamar dos europeus e tomar as decisões corretas sem ter que parar a partida por vários minutos.

Um grande clássico para reabrir o Brasileirão

Uol

Depois da volta da Copa do Brasil, fechada ontem com a categórica vitória do Cruzeiro sobre o Atlético Mineiro por 3 a 0 diante de 46 mil torcedores, agora quem volta é o mais importante torneio nacional, o Brasileirão.

E a décima rodada tem um clássico do tamanho do país, entre os clubes que têm a terceira e a quarta maiores torcidas do Brasil, São Paulo e Palmeiras, embora a venda antecipada esteja na casa de 17 mil ingressos.

Santos que também jogará neste sábado, no mesmo horário, 19h, contra o Bahia, em Pituaçu, parada duríssima.

E Flamengo que receberá o Goiás, no Maracanã, no domingo, às 11 horas, com quase 50 mil ingressos já comprados.

Confira os jogos
Sábado
17:00
Grêmio-RS x Vasco da Gama-RJ
Fortaleza-CE x Avaí-SC
19:00
São Paulo-SP x Palmeiras-SP
Bahia-BA x Santos-SP
Domingo
11:00
Flamengo-RJ x Goiás-GO
16:00
Cruzeiro-MG x Botafogo-RJ
Corinthians-SP x CSA-AL
Athletico-PR x Internacional-RS
19:00
Chapecoense-SC x Atlético-MG
Segunda
20:00
Fluminense-RJ x Ceará-CE

Novo Código da Fifa permite que árbitros terminem o jogo em caso de racismo

Folhaexpress

A Fifa anunciou nesta quinta (11) o novo Código Disciplinar da entidade. A principal mudança envolve o combate ao racismo. Pelas novas normas, o árbitro poderá até encerrar uma partida e atribuir a derrota ao time responsável por incidentes racistas.

A medida, contudo, é vista como a última ação que um árbitro tomará diante de atos racistas. Antes disso, ele precisará solicitar um anúncio público pedindo que o comportamento pare e, caso não resolva, suspender a partida temporariamente até que os atos se encerrem. Se o problema continuar, a decisão de encerrar o jogo poderá ser posta em prática.

A Fifa salienta que a definição e o conteúdo da visão antirracista dela está “totalmente alinhada com os mais altos padrões internacionais, incluindo o julgamento de qualquer discriminação por motivo de raça, cor da pele, origem étnica, nacional ou social, gênero, deficiência, orientação sexual, religião, opinião política ou qualquer outra condição ou outra razão”.

O novo Código Disciplinar da Fifa entrará em vigor a partir do dia 15 de julho deste ano.

Time do Mongoios intensifica a preparação visando à disputa do Campeonato Baiano Feminino

Da Redação

A equipe do Mongoios segue intensificando no estádio Edvaldo Flores, a preparação visando à disputa do Campeonato Baiano Feminino, que está previsto para começar no próximo mês de outubro.

Na noite desta quinta (11), as jogadoras participaram de um treino físico com o preparador Paulão e depois aconteceu um treino tático com o treinador Nilson Paulista.

Os treinos estão acontecendo sempre as terças e quintas-feiras, das 19 as 20h30. A intenção da comissão técnica é colocar as atletas bem fisicamente até o inicio da competição.

Segundo a diretoria do clube, enquanto não começa o Baianão, serão marcados jogos treinos e amistosos com as equipes da região, para que a comissão possa observar o desempenho das jogadoras.

Este será a terceira vez que a equipe vai disputar o Estadual, nas outras duas vezes o time disputou em nome do Conquista Futebol Clube.

SÉRIE B: Dupla campineira joga por objetivos distintos nesta sexta-feira

Futebol Interior

Ponte Preta e Guarani entram em campo nesta sexta-feira com objetivos distintos na Série B do Campeonato Brasileiro. Às 19h15, a equipe bugrina enfrenta o CRB, no Rei Pelé, para tentar sair da zona de rebaixamento. Mais tarde, às 21h30, o time alvinegro desafia o Oeste, no Moisés Lucarelli, para recuperar sua posição entre os quatro primeiros colocados.

Confira os Jogos
Hoje
19:15
CRB x Guarani
21:30
Ponte Preta x Oeste
Sábado
11:00
América-MG x Figueirense
16:30
Atlético-GO x Vila Nova-GO
18:00
Botafogo x Brasil-RS
19:00
Paraná x Bragantino
Operário-PR x Londrina

Cruzeiro passa por cima do Atlético-MG e dá grande passo por vaga na semifinal da Copa do Brasil

Globo Esportes

Cruzeiro e Atlético começaram, nesta quinta-feira, a disputa por uma vaga nas semifinais da Copa do Brasil 2019. E no “primeiro tempo” do clássico, disputado no Mineirão, só deu Cruzeiro. O time celeste passou por cima do rival, fez 3 a 0 – com gols de Pedro Rocha, Thiago Neves e Robinho – e deu um largo passo rumo à classificação.

O Galo errou demais na Pampulha e terá que vencer por três gols de diferença na próxima quarta-feira, no Independência, para levar a decisão para os pênaltis.

Depois do primeiro duelo pelas quartas de final da Copa do Brasil, Cruzeiro e Atlético, agora, voltam as atenções para o Brasileirão. Neste domingo, às 16h (de Brasília), a Raposa (atual 18º colocado, com oito pontos) recebe o Botafogo, no Mineirão. Horas depois, às 19h, o Galo (atual 5º, com 16) encara a Chapecoense, fora de casa, com reservas.

O “segundo tempo” do clássico pela Copa do Brasil está marcado para a próxima quarta-feira, às 19h15, no Independência. O Cruzeiro pode até perder por dois gols de diferença que, ainda assim, avança de fase. O Atlético precisa vencer por três (para levar para os pênaltis) ou mais (para se classificar nos 90 minutos).





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia