Globo Esportes

O técnico Tite já convocou 27 estreantes na seleção brasileira após a Copa do Mundo da Rússia, no ano passado. Desde então, foram oito convocações, a última delas para os amistosos contra Argentina e Coreia do Sul – nesta sexta-feira e na próxima terça, respectivamente.

Para estes jogos, que acontecem na Arábia Saudita e em Abu Dhabi, o treinador escolheu cinco caras novas. A última delas foi Wesley, atacante do Aston Villa, que entrou no lugar de David Neres, cortado. Os demais novatos da lista são:

Daniel Fuzato, goleiro da Roma, de 22 anos
Emerson, lateral-direito do Betis, de 20 anos
Douglas Luiz, volante do Aston Villa, de 21 anos
Rodrygo, atacante do Real Madrid, de 18 anos

A presença de estreantes não é garantia de renovação. Tite já deixou claro que não vai encerrar a carreira de ninguém na Seleção – o que significa portas abertas para jogadores mais veteranos, como Daniel Alves e Filipe Luis, de 36 e 34 anos, respectivamente.

Alguns dos novatos convocados desde a Copa da Rússia se firmaram e chegaram até mesmo a figurar na equipe titular, como Allan, Richarlison e Everton Cebolinha. Outros, nem sequer entraram em campo, como Malcom, Samir e Marcinho.

Dentre os estreantes, são seis goleiros (é de se levar em conta que Tite convocou goleiros com idade sub-23 em boa parte das listas), três zagueiros, dois laterais-direitos, dois esquerdos, cinco meias e nove atacantes.

Nove destes 27 jogadores (um terço) voltaram a ser convocados por Tite, indicativo de que agradaram ao treinador e podem estar nas Eliminatórias, que começam em março de 2020.