Atarde

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) vai pedir à Fifa que adie o início das eliminatórias regionais para a Copa do Mundo do Catar-2022 até setembro devido à expansão da nova pandemia de coronavírus, informou a entidade nesta quinta-feira, 19.

“A Confederação toma precauções contra a evolução mundial e regional do Coronavírus (Covid-19), de acordo com as recomendações indicadas pelas autoridades internacionais em matéria de Saúde Pública”, afirmou a Conmebol em um comunicado.

A Fifa, a pedido da Conmebol, adiou o início das eliminatórias sul-americanas na última quinta-feira, cujas duas primeiras rodadas estavam marcadas para os dias 26, 27 e 31 de março.

Grande parte dos jogadores sul-americanos que jogam em suas respectivas seleções atuam em países europeus, muito afetados pela pandemia.

As eliminatórias sul-americanas cobrem um extenso calendário de 18 rodadas, que começaria no final do mês e termina em novembro de 2021.

O torneio garante quatro vagas diretas e uma quinta é disputada com uma seleção de outro continente.

A entidade que rege o futebol sul-americano, composta por dez federações nacionais, reiterou que continua monitorando a situação da saúde na região, que atingiu 1.809 infectados e 13 mortos nesta quinta-feira à noite, segundo dados da AFP baseados em números oficiais.

A expansão do Covid-19 na América do Sul obrigou a Conmebol a anunciar na terça-feira o adiamento da Copa América, que deve ocorrer na Colômbia e na Argentina entre junho e julho, deste ano para 2021.

Da mesma forma, a entidade prorrogou até 5 de maio a suspensão dos jogos da fase de grupos da Copa Libertadores de América 2020.