WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

maio 2020
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  



drupal counter

:: 13/maio/2020 . 16:40

Em votação, clubes aprovam proposta para a volta do Gauchão a partir da metade de julho

Globo Esportes

O Campeonato Gaúcho tem ao menos uma estimativa de prazo para voltar. Após nova reunião por videoconferência na tarde desta quarta-feira, os 12 clubes aprovaram a proposta da Federação Gaúcha de Futebol para retomar o Gauchão entre a metade de julho e o início de agosto, inicialmente com portões fechados. A decisão foi tomada de forma unânime.

O campeonato será encerrado no campo, mas sem a definição de rebaixamento para a Divisão de Acesso. Ficou acordado que a edição de 2021 terá quatro clubes rebaixados. As equipes poderão inscrever novos atletas para a volta do futebol, conforme prevê o acordo entre os clubes.

Além da proibição de acesso do público, o protocolo da FGF para a retomada dos jogos também prevê a testagem periódica para Covid-19 de jogadores e demais profissionais e a limitação de pessoas dentro dos estádios.

– Se precisarmos atender mais condições colocadas pelo governo do Estado estamos dispostos para acelerar a retomada. A ideia é termos no estádio no máximo 60 pessoas, todas testadas previamente – disse ao GloboEsporte.com o presidente do Aimoré, Ronaldo Vieira.

Com a aprovação, o documento será enviado ao Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul, Ministério Público (MP-RS) e Secretaria Nacional de Esportes para validação.

Jornal inglês coloca quatro brasileiros no top-10 dos melhores ‘bolas de ouro’ da FIFA

O Globo

A FIFA cancelou cerimônia do prêmio de melhor do mundo em 2020, e é possível que nenhum jogador seja homenageado neste ano. Para relembrar a premiação, o jornal inglês “The Sun” ranqueou o Top-10 dos melhores “bolas de ouro”, incluindo quatro brasileiros na lista.

Desde 1991 a entidade homenageia atletas todos os anos com diferentes formatos e cerimônias. O prêmio de melhor do mundo foi o primiero, e durou até 2009, quando a Fifa optou por uma fusão com o “Bola de Ouro” da revista “France Football”. A parceria ocorreu entre 2010 e 2015, e depois foi substituída pelo “The Best”.

O maior vencedor dos prêmios da Fifa é Lionel Messi, que conquistou seis troféus e é o atual detentor. Logo atrás está Cristiano Ronaldo, que levou a premiação cinco vezes.

Confira o Top-10 Bolas de Ouro
10. Roberto Baggio

9. Luis Figo

8. Rivaldo

7. Kaka

6. Marco van Basten

5. Zinedine Zidane

4. Ronaldinho

3. Ronaldo

2. Lionel Messi

1. Cristiano Ronaldo

Fifa tem trunfo em briga de quase R$ 235 milhões com brasileiro que diz ter inventado spray da arbitragem

ESPN

No último domingo, o argentino Pablo Silva e do brasileiro Haine Allemagne, que clamam ser os criadores do spray utilizado por árbitros no futebol, revelaram que pediram US$ 40 milhões (R$ 234,11 milhões, na cotação atual) de indenização da Fifa por uso indevido do produto.

Além disso, alertaram que exigiram a prisão por até quatro anos de diversos dirigentes da entidade máxima do futebol, incluindo o presidente Gianni Infantino.

No entanto, a Fifa tem um trunfo poderoso na briga judicial, que corre na Justiça brasileira há quatro anos.

Segundo apurou a ESPN, o Inpi (Instituto Nacional de Propriedade Industrial), responsável por marcas e patentes no Brasil, emitiu um parecer declarando a nulidade da patente inicialmente concedida a Silva e Allemagne pelo spray, no ano 2000.

A autarquia federal revisou o caso após pedido da Fifa, que ainda alegou que utiliza um spray com fórmula diferente da criada por Silva e Allemagne.

O documento será anexado ao processo, que corre na 25ª Vara Federal do Rio de Janeiro e aguarda decisão final do magistrado responsável.

Com a nulidade da patente, porém, são grandes as chances da Fifa vencer a causa, evitando, assim, o pagamento da indenização milionária.

Em entrevista ao jornal As, no último final de semana, Pablo Silva confirmou o pedido de prisão a Infantino.

“Estamos à espera da decisão do tribunal de primeira instância. Vamos exigir que Gianni Infantino e todos os outros sejam presos, além da penhora de bens e contas”, disse.

De acordo com os inventores do spray, eles tinham um acordo com o ex-presidente da Fifa Joseph Blatter para a utilização do acessório em troca de US$ 40 milhões. No entanto, o escândalo do Fifagate fez com que a comunicação entre as partes fosse perdida.

Segundo Silva e Allemagne, a entidade máxima do futebol tem utlizado o spray desde então sem cumprir o acordo.

“Fomos pacientes, mas depois vimos que usaram a spray na Copa do Mundo na Rússia, em 2018, quando uma providência cautelar o impedia”, finalizou o argentino, que ainda destacou que pretende levar o caso à Justiça dos Estados Unidos.

Fifa cancela cerimônia de entrega do The Best, mas deixa premiação de 2020 em aberto

Globo Esportes

A pandemia do novo coronavírus, após paralisar o futebol em todo o mundo, alterou os planos da Fifa com relação ao prêmio The Best. A entidade decidiu cancelar em 2020 a cerimônia de entrega da premiação, que ocorria tradicionalmente em uma noite de gala uma vez por ano, geralmente em setembro. A informação foi publicada pelo jornal “Marca” e confirmada pelo GloboEsporte.com. Ainda não está decidido se os atletas serão premiados ou o troféu ficará em aberto por mais um ano.

Por conta da pandemia da Covid-19 e as novas demandas de isolamento social em todo o mundo, a Fifa abriu mão dos planos de organizar a cerimônia, que também contava com a entrega do Prêmio Puskás, de gol mais bonito da temporada, e com a divulgação da seleção do ano elaborada pela FifPro. A grande noite tradicionalmente tinha a presença dos grandes astros do futebol mundial.

Entretanto, o cancelamento da cerimônia de gala não significa que os troféus de melhor jogador e melhor jogadora do mundo não serão entregues. A Fifa ainda não decidiu se vai premiar os atletas por seu desempenho na temporada 2019/20 ou deixará o troféu em aberto até 2021. A situação em diversos campeonatos mundo afora segue indefinida, enquanto ligas de países como Alemanha e Portugal já têm data marcada para o retorno.

Caso opte por deixar The Best em aberto em 2020, será a primeira vez em quase 30 anos que Fifa não premiará o melhor jogador do mundo. A entidade criou seu próprio troféu em 1991, quando Lothar Matthäus foi o vencedor – e desde então vem laureando os atletas todos os anos, com diferentes premiações. O prêmio de melhor do mundo durou até 2009, quando a Fifa optou por uma fusão com a Bola de Ouro da “France Football”, em parceria que ocorreu entre 2010 e 2015. O The Best foi criado em 2016.

O maior vencedor da história do prêmio é Lionel Messi, que conquistou seis troféus e é o atual detentor. Na sua cola está Cristiano Ronaldo, que levou a premiação cinco vezes e estabeleceu uma hegemonia junto ao argentino que dura mais de uma década, desde 2008. O único a interromper a sequência dos rivais foi o croata Modric, em 2018.

Conmebol confirma adiantamento de quase R$ 460 milhões para combate ao Covid-19

Futebol Interior

A Conmebol continua impulsando o desenvolvimento do futebol sul-americano com seus funcionários trabalhando em casa. A Confederação lançou nesta terça-feira uma mensagem ao continente inteiro com um vídeo em que mostram as diferentes ações impulsionadas desde a própria entidade, assim como as impulsionadas pelas Associações Membro e toda a família sul-americana para que o futebol não se detenha e ganhe, desse modo, o jogo contra a COVID-19.

A Conmebol adiantou o total de 79 milhões de dólares, aproximadamente R$ 458 milhões, para mitigar o impacto da pandemia no futebol sul-americano. Esse valor distribui-se entre os 55 milhões adiantados aos clubes, os 10 milhões adiantados da Copa América às distintas Associações Membro e os 14 milhões adicionais correspondentes aos Fundos Evolução.

A tudo isso, soma-se o impulso dos Fundos Covid-19 em associação com a Fifa ou a habilitação de sedes de futebol por parte de clubes e Associações Membro para atender os efeitos da pandemia em diferentes países do continente. Tudo com o mesmo objetivo, como bem destaca o vídeo, “construir um caminho seguro para o retorno do esporte”.

Nesta linha, cabe destacar que na próxima quarta-feira, 13 de maio, será realizada uma nova reunião por videoconferência do Conselho da Conmebol com o fim de discutir sobre os próximos cenários que o futebol sul-americano deve enfrentar.

Para advogados, norma coletiva evitará ações de atletas por direitos trabalhistas

Isto É

A grande maioria dos clubes brasileiros passa, há um bom tempo, por dificuldades financeiras causadas por vários motivos – má gestão administrativa e poucos recursos oriundos dos direitos de transmissão ou da venda de jogadores são alguns deles. O atual momento vivido no Brasil e no mundo, com a paralisação das competições provocada pela pandemia do novo coronavírus, agrava a situação, que pode se complicar ainda mais com novos fatos.

Nos últimos dias foi noticiado que o ex-zagueiro Paulo André, hoje com cargo de direção no Athletico-PR, e o volante Maicon, atualmente no Grêmio, ganharam suas ações na Justiça contra Corinthians e São Paulo, respectivamente, pedindo o pagamento de valores referentes a adicionais noturnos e atividades realizadas durante domingos e feriados. O primeiro vai receber R$ 750 mil do clube alvinegro e o outro R$ 200 mil do tricolor.

Como forma de se precaver de outras ações como essas, o Corinthians surpreendeu nesta semana ao informar à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), à Federação Paulista de Futebol (FPF) e à Rede Globo que não vai mais jogar à noite e aos domingos. Por meio de um comunicado oficial, o presidente Andrés Sanchez ameaçou não mandar o time a campo caso suas partidas sejam marcadas nessas datas quando o futebol voltar.

Para advogados especializados em direito esportivo, a atitude do Corinthians é uma resposta para evitar mais prejuízo. “Casos com previsão de recebimento de adicional noturno e de dias trabalhados aos domingos e feriados não são de agora. É uma resposta para evitar mais ações, pois pode a tendência é de jurisprudência”, disse João Marcos Guimarães, sócio do escritório Bosisio Advogados.

Mas os jogadores não estão errados em entrar com ação contra os clubes para reclamar adicional noturno ou de ter de jogar aos domingos e feriados. “Já existia uma abertura na Lei Pelé para isso. Ela reserva certos direitos trabalhistas para os atletas. Um acordo entre clube e jogadores pode ser feito para evitar ações”, afirmou Bruno Fernandes, advogado associado do escritório Neves, De Rosso e Fonseca.

O problema para os jogadores é, de certa forma, “se queimarem” em futuras negociações. Especialmente os mais jovens. “Isso pode acontecer mesmo. É um risco para eles. Tanto que essas ações não são comuns. O número é pequeno”, contou Bruno. “Se o novo clube, para onde o jogador está se transferindo, souber (de alguma ação), pode não querer mais fazer a negociação”.

Para João Marcos Guimarães, uma norma coletiva – feita em conjunto por clubes, federações, jogadores e sindicato – é a melhor solução para evitar esses casos. “Jogadores e clubes precisam se acertar com relação a tempo de treinos, concentração. É preciso uma norma coletiva para poder estabelecer formas de remuneração para isso, evitando assim que ações desse tipo sejam feitas”, comentou.

Primeira divisão do campeonato português volta em 4 de junho

Terra

A elite do futebol português deve voltar aos campos em 4 de junho após a suspensão no início de março por conta da pandemia de Covid-19, anunciou a organização da liga nesta terça-feira.

O governo havia definido inicialmente 30 de maio para que os jogos fossem retomados, mas a liga afirmou que a primeira partida acontecerá no dia 4 de junho para que os estádios sejam inspecionados e jogadores sejam testados para o vírus.

O Porto liderava a tabela de classificação por um ponto sobre o atual campeão Benfica quando a temporada foi suspensa indefinidamente, com 10 jogos para o final do campeonato.

A principal divisão portuguesa se junta a uma série de campeonatos nacionais europeus em países como República Tcheca, Áustria e Alemanha, que anunciaram o retorno do futebol profissional após o congelamento de suas temporadas para desacelerar a propagação do vírus.

Os campeonatos francês e holandês, no entanto, foram cancelados por seus respectivos governos.

Campeonato Gaúcho pode ser retomado em julho e sem rebaixamento

MSN

A Federação Gaúcha de Futebol determinou nesta terça-feira um plano para a retomada do Estadual. A ideia é de retomar o campeonato a partir de julho, invadindo o início de agosto. Além disso, também foi proposto que não haja rebaixamento nesta edição e que seja permitida a inscrição de novos atletas, desde que eles ainda não tenham participado do torneio.

Segundo a FGF, os mandatários dos clubes, que participaram de uma reunião com a entidade por meio de uma videoconferência, sinalizaram positivamente às ideias. Entretanto, um presidente não pode comparecer, e a decisão só será tomada em uma nova reunião, nesta quarta-feira.

Publicidade
“Onze clubes deliberaram a respeito da proposição, mas como um representante teve que se ausentar, a conclusão foi adiada para as 14h de quarta-feira (13). Caso haja aprovação, o documento será encaminhado aos órgãos responsáveis para homologação”.

A respeito da Divisão de Acesso, foi proposto que dois times continuem subindo para a elite. Assim, o Gauchão de 2021 teria 14 times, ao invés de 12. Logo, quatro times cairiam para a segunda divisão na próxima edição, e não apenas dois.

Clubes julgam que ações de atletas por jogos noturnos e aos domingos não vão prosperar

Globo Esportes

A avaliação mais comum entre os advogados de grandes clubes do Brasil é a de que Andrés Sanchez foi inteligente ao enviar a carta pedindo para não jogar aos domingos e às quartas-feiras à noite. Por mais absurda que seja esta consideração e com a óbvia noção de que isto não vai se concretizar, Andrés tirou o foco da crise financeira do Corinthians, tão presente no noticiário das últimas semanas. Também colocou em discussão um problema que preocupa alguns clubes, depois das ações vitoriosas de Paulo André contra o Corinthians e de Maicon, em primeira instância, contra o São Paulo.

Apesar disto, a avaliação geral é de que o problema não é grande, porque Paulo André e Maicon só ganharam pedaços de causas em que solicitavam adicional noturno e por trabalharem aos domingos, porque havia especificidades nos seus contratos que não constam em outros. “Estes casos não são novos. Existem há mais de quinze a nos e as demandas raramente são vencedoras”, diz o advogado trabalhista Carlos Eduardo Ambiel.

Ele também esclarece que a questão dos jogos aos domingos tem uma solução simples: o descanso na segunda-feira seguinte. O problema é que o calendário brasileiro, com jogos decisivos nos finais e meios de semana, muitas vezes obriga a fazer treinos regenerativos no dia do descanso semanal. Mas já houve uma adaptação da lei Pelé, em 2011, que torna os casos raramente vencedores. “A solução é dar o descanso na segunda-feira ou pagar a hora trabalhada desse dia de descanso”, pensa.

Apesar de não considerarem um problema tão grave, os clubes já cogitaram uma lista negra contra quem faz ações ditas estapafúrdias. Os diretores jurídicos ouvidos fazem questão de diferenciar uma ação correta, por débito de FGTS ou atraso de salário. Estas ações são justas e os jogadores têm de ganhar, quando clubes faltam com seus compromissos.

Outra coisa é defender o futebol publicamente e fazer questão de ganhar dinheiro com “demandas estapafúrdias.” Consideram este tipo de ação “estapafúrdia”, porque o jogador sonha jogar por grandes clubes, no Brasil ou na Europa, e sabe que as partidas acontecem aos domingos e quartas-feiras à noite. Importante dizer que o advogado de Paulo André diz que o pedido em seu processo foi justamente pelo descanso semanal.

Ninguém admitirá isto publicamente.

Alguns diretores jurídicos argumentam que há casos de atletas ou ex-atletas que pretendem trabalhar em cargos diretivos, mas não pensam duas vezes antes de uma ação deste tipo. Neste caso, cogita-se fazer entender que não haverá emprego em cargos diretivos para quem processou clubes por jogar aos domingos e às quartas-feiras à noite.

“Esta é uma profissão especial e não faz sentido não ter tratamento especial. O adicional noturno é para proteger trabalhadores nesta condição em comparação com outros da mesma categoria que trabalham de dia. No caso dos jogadores, todos jogam à noite”, argumenta Ambiel.

Importante entender que a ação movida por Maicon contra o São Paulo foi ganha em primeira instância, mas tem recurso. Também importante lembrar que o principal do processo era o direito de arena e esta parte do processo teve ganho de causa do clube, não do jogador.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia