Terra

A organização da Copa do Mundo do Catar, em 2022, teve a preocupação com o aspecto financeiro causado pelo coronavírus. Temendo que a pandemia afete a economia dos torcedores, foi prometido uma competição “acessível”.

Segundo o secretário-geral do comitê organizador, Hassan Al Thawadi, a realização da competição no país asiático é uma oportunidade para o mundo se reunir novamente, mas salienta que “existem preocupações com a economia global e com a capacidade dos adeptos em pagarem as suas viagens para participarem e celebrarem a Copa do Mundo”, disse em conferência na LeadersWeek.direct.

Al Thawadi frisa que o plano da organização passa por estabelecer preços viáveis para os espetadores e para todos os envolvidos no evento. “[Ter] um preço acessível para os fãs e uma faixa de preço viável, funcional para a indústria, para prestadores de serviços e para a cadeia de suprimentos”, disse.

O secretário-geral reitera que sua organização planeja falar com outras pessoas que realizam eventos esportivos, como Tóquio 2020, para compartilhar idéias.

– Sempre dissemos desde o primeiro dia que este será um torneio acessível; queremos que quem quiser vir à Copa do Mundo possa vir. Demonstramos que durante o Mundial de Clubes, quando nos envolvemos com fãs de todos os clubes, que toda a experiência de viagem era acessível em termos de voos, em termos de acomodação. Estamos tentando entender como será a recuperação e ainda estamos comprometidos com o equilíbrio entre uma Copa do Mundo acessível e, ao mesmo tempo, uma faixa de preço funcional para o setor e para os provedores de serviços. Essa é uma das preocupações que temos – disse