Uol

Em meio à pandemia do novo coronavírus, os bastidores entre integrantes do Campeonato Carioca e Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) seguem a todo vapor. E, nesta semana, foi a vez do Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Saferj) entrar no “jogo” e, além de apoiar a volta do futebol, cobrar comprovação de pagamento dos contratos de trabalho sob pena de perda de pontos.

Uma carta foi enviada à federação, assinada por Alfredo Sampaio, presidente do Saferj. Ele justifica o apoio ao retorno às atividades por conta da “necessidade de sobrevivência devido o momento financeiro que muitos estão passando”.

– Com a definição do retorno das atividades no futebol carioca, vimos que um dos argumentos que fortaleceu essa decisão foi a concordância de um elevado de atletas em voltar aos treinamentos, fato, inclusive, mencionado pelo prefeito Marcelo Crivella – diz o comunicado, que segue:.

– Ficou claro que apesar do receio em voltar a atividade dado o risco de contaminação, a necessidade de sobrevivência devido o momento financeiro extremamente difícil que muitos estão passando foi fator que pesou na decisão.

Contudo, ao fim da nota, o sindicato externa considerar “inadmissível que, no estado de insegurança que ainda estamos, os atletas retornando às suas atividades incorram no risco de não terem seus salários recebidos.”.