WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

junho 2020
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  



drupal counter

:: 9/jun/2020 . 18:15

Guia da CBF obriga jogadores a comemorarem gols sozinhos e veta cuspe no chão na volta do futebol

MSN

A CBF preparou um “Guia Médico de Sugestões Protetivas para o Retorno às Atividades do Futebol Brasileiro” para ser seguido por clubes, federações, fiscais e profissionais envolvidos com a realização de partidas de futebol para ser aplicado quando os campeonatos foram retomados. O documento recomenda que os jogadores comemorem gols sozinhos e veta até cuspe no chão.

São cerca de 30 páginas, que discorrem desde os riscos da COVID-19 até medidas de segurança no dia a dia para evitar a contaminação. A pandemia interrompeu todas as competições no Brasil a partir de 15 de março. Neste momento, federações locais debatem a autorização dos treinos e o retorno dos campeonatos estaduais nas próximas semanas.

“Será proibido o ato de cuspir no chão. A higiene nasal deverá ser realizada, utilizando-se de lenços descartáveis que deverão estar disponíveis no banco de reservas. Esses lenços deverão ser depositados em local apropriado”, consta no documento.

Além das restrições sugeridas acima, o documento da CBF proíbe jogadores trocaram de camisa ou demais peças do uniforme e flâmulas. E é rigoroso sobre a comemoração dos gols.

“Será proibido beijar a bola em qualquer fase do jogo. A comemoração de gols deverá ser obrigatoriamente individual e sem contato entre os atletas”.

O documento também diz que os envolvidos que não estiverem jogando deverão guardar distância de pelo menos um metro e usar máscara e protetores faciais.

Produzido após consulta a médicos de importantes e revelantes instituições, o documento discorre também sobre cuidados que devem ser tomados em treinamentos, na alimentação servida para grupos de atletas e até no deslocamento dos times para os estádios onde forem jogar. O guia deve ajudar no protocolo que as federações estaduais vão adotar.

Ainda não há data para retomada do Campeonato Brasileiro, torneio que teria completado cinco rodadas no último fim de semana se não tivesse sido adiado por causa da COVID-19.

Governo valida encerramento do Francês, nega recurso do Lyon, mas suspende rebaixamento

Globo Esportes

O Conselho de Estado do Governo da França validou oficialmente nesta terça-feira a decisão do encerramento do Campeonato Francês por causa da pandemia do coronavírus. No entanto, suspendeu os rebaixamentos de Amiens e Toulouse, ordenando que a Liga de Futebol Profissional da França (LFP) reexamine o formato da competição para a temporada 2020/2021.

O juiz de procedimentos sumários do Conselho também negou o pedido do Lyon de que a competição fosse retomada.

Em votação com seus membros no dia 30 de abril, a LFP formalizou o fim do Campeonato Francês 2019/2020 e declarou o Paris Saint-Germain campeão da temporada interrompida em 8 de março. Foi o terceiro título seguido da equipe de Neymar, o nono da história do clube.

Num primeiro momento, só duas equipes foram rebaixadas, Amiens e Toulouse, que depois de entrarem na Justiça contra o descenso, agora aguardam a decisão final da LFP após a decisão do conselho de estado francês desta terça. Decisão que pode deixar o Campeonato Francês da próxima temporada com 22 clubes em vez de 20.

Além disso, foi credenciado ao Olympique de Marselha o segundo lugar, classificando o time diretamente para a fase de grupos da próxima Liga dos Campeões da Europa. O Rennes ficou em terceiro, garantindo pela primeira vez na sua história uma vaga na Champions, ainda que na fase preliminar.

Futebol profissional uruguaio será retomado sem público em 15 de agosto

Fox

O futebol profissional uruguaio será retomado no dia 15 de agosto, sem público nas arquibancadas, após a paralisação iniciada em março devido à pandemia do novo coronavírus, segundo anúncio feito pela Secretaria Nacional do Esporte do Uruguai (SND).

Segundo a organização, que fez o anúncio depois de um acordo com o Ministério de Saúde Pública e o Grupo Honorário de Assessoria Científica, a competição será realizada sem espectadores e seguindo todas as medidas de emergência sanitárias apresentadas no protocolo da Associação Uruguaia de Futebol (AUF), que deve ser aprovado pela pasta.

A AUF iniciou a primeira fase do protocolo de retorno do futebol profissional neste domingo, com testes diagnósticos de coronavírus realizados no Estádio Centenário, em Montevidéu.

Ontem, foram coletadas amostras de jogadores, integrantes das comissões técnicas e dirigentes de Boston River – treinador por Loco Abreu, ex-Botafogo – e Cerro, e nesta segunda-feira nas delegações de Danubio e Fenix. Os testes continuarão sendo feitos até o próximo dia 17.

O objetivo é voltar aos treinos daqui a uma semana, embora o El Torque tenha se antecipado na implementação das normas, e hoje alguns jogadores já foram vistos se exercitando nas instalações do Paso de la Arena, na periferia de Montevidéu.

O Uruguai declarou emergência sanitária em 13 de março, quando foram relatados os quatro primeiros resultados positivos de infecção pelo vírus SARS-CoV-2. No mesmo dia, o futebol foi suspenso em todas as categorias, às vésperas da quarta rodada do Torneio Apertura.

Após três rodadas, a liderança era do Rentistas, recém-promovido da segunda divisão. Entre os times mais tradicionais, o Peñarol, adversário do Athletico Paranaense no grupo C da Conmebol Libertadores, está em nono lugar, com cinco pontos, e o Nacional, integrante do grupo F da competição continental, é antepenúltimo, com apenas dois.

Com portões fechados, árbitros marcam mais faltas e mostram mais amarelos

IG Esportes

O jornal espanhol “Mundo Deportivo” acompanha a primeira e segunda divisão da Bundesliga há semanas, e levantou dados interessantes sobre o comportamento dos árbitros na volta do futebol. Nas partidas com portões fechados, mais faltas são marcadas (aumento de 12%) e mais cartões amarelos são mostrados (aumento de 35%).

A publicação espanhola concluiu que os árbitros são um pouco mais contidos e influienciados pela pressão da torcida. Sem gritos e xingamentos, eles têm mais clareza para tomar suas decisões, sem medo de retaliação dos espectadores.

O levantamento também aponta a diminuição de vantagem para o mandante, aspecto altamente comentado nas últimas semanas com jogos sem público. Sem o apoio da torcida, as equipes locais sofreram queda nos seus números em casa. Segundo o “Mundo Deportivo” já são mais vitórias de visitantes (48%) do que de mandantes (21%).

Campeonato Baiano pode retornar em julho, diz presidente do Bahia

Bahia Notícias

Paralisado desde meados do mês de março, o Campeonato Baiano pode retornar no mês de julho. É o que diz o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani. Mas para isso, o dirigente condicionou a volta dos jogos ao controle da pandemia do coronavírus no estado.

“Estamos discutindo muito isso. Se tudo correr bem no mês de junho nos índices da Bahia que tem procurado cada vez mais ter muita responsabilidade tanto governador quanto prefeito. Isso tem se refletido nos índices que tem melhorado, tem caído, a curva está achatando de fato. Se isso seguir assim em junho, espero que em julho, já no próximo mês, a gente consiga ter as primeiras partidas, lógico que sem público ainda. Mas espero que isso aconteça, repito, sempre estando na pauta do governador e do prefeito essa responsabilidade principal. Vamos seguir o que eles entenderem o que é prioridade na gestão da pandemia”, disse em entrevista ao jornalista Alexandre Praetzel, em live no YouTube.

Com base no último boletim divulgado na noite desta segunda-feira (8), a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) registra um total de 28.715 casos da Covid-19. No entanto, o número de novos pacientes por dia tem caído neste mês de junho. No sábado (6), foram reveladas 977 pessoas infectadas, já no domingo (7), 854 descobriram ter a doença, enquanto nesta segunda esta conta foi de 465.

O Baianão foi suspenso após o encerramento da sétima rodada, faltando duas para o término da primeira fase. O Bahia lidera a tabela de classificação com 15 pontos, três a mais do que o vice-líder Jacuipense. A zona de classificação é completada por Bahia de Feira, em terceiro, e Vitória, em quarto, ambos com 11. Com a mesma pontuação, o Atlético de Alagoinhas ocupa a quinta colocação. A Juazeirense soma 10 e aparece no sexto lugar.

“Se começou tem que terminar. Temos que fazer esse trabalho para tentar terminar, acho que é um propósito interessante para campeonatos que já começaram. Apesar de, repito, eu ser contra a continuidade dos campeonatos estaduais nesse modelo atual”, defendeu Bellintani.

Há um ano, Copa do Mundo na França quebrava ‘mitos’ do futebol feminino

Uol

No dia 9 de junho de 2019, a seleção brasileira feminina estreava na Copa do Mundo da França para vencer a Jamaica por 3 a 0 em Grenoble, com um ‘hat trick’ inesquecível da atacante Cristiane. Aquele foi o começo “oficial” do Mundial no Brasil, porque foi o primeiro jogo que a TV Globo transmitiu em rede nacional. Dali em diante, as mulheres fariam história em um torneio que quebraria todos os “mitos” já inventados sobre o futebol feminino.

– Futebol feminino não dá audiência.

Essa máxima sempre foi muito repetida, não só pelos preconceituosos que não suportam a ideia de ver o futebol feminino em evidência, como também por muitos jornalistas esportivos, que tinham certeza de que ninguém ligaria a televisão ou clicaria em uma matéria para ver mulheres em campo. E acreditando piamente nisso, nenhuma TV ou jornal cobria a Copa do Mundo feminina da forma como faziam com a Copa masculina. Os jogos até eram transmitidos (às vezes em TV aberta, na Band, e em fechada no SporTV), mas pouco se falava deles ao longo da programação. Sem saber que havia um Mundial acontecendo, era impossível ter gente interessada em assistir às partidas.

Isso mudou em 2019. Com o anúncio da cobertura completa da Copa feminina na Globo pela primeira vez, o assunto povoou os principais programas da emissora nos meses que antecederam o torneio e, logo na estreia da seleção brasileira – com direito a narração de Galvão Bueno e comentários de Ana Thais Matos e Caio Ribeiro -, uma prova de que o futebol das mulheres tinha um enorme potencial com a audiência.

Os dados oficiais da Fifa mostram que 19,7 milhões de brasileiros acompanharam Brasil x Jamaica no dia 9 de junho de 2019. Esse número já era a segunda maior audiência da história da Copa do Mundo feminina, mas só cresceria daí em diante. A partida contra Itália (terceira da fase de grupos) em plena terça-feira num horário útil para os brasileiros somou 22,6 milhões de espectadores na audiência. E para fechar, o Brasil finalmente emplacou um novo recorde para o Mundial das mulheres: 35 milhões assistiram ao jogo entre a seleção brasileira e a França nas oitavas de final, maior audiência da história do torneio em todo o planeta.

Com números tão expressivos como esses, já não dá mais para dizer que “futebol feminino não dá audiência”.

– Ninguém liga para futebol feminino. :: LEIA MAIS »

Justiça suspende flexibilização que autorizava volta do futebol no Rio

MSN

A volta da realização das atividades esportivas de alto rendimento sem público no Rio está suspensa. Foi o que definiu a Justiça do Estado do Rio de Janeiro nesta segunda-feira, ao suspender a eficácia dos decretos emitidos pela prefeitura da capital e pelo governo do Estado flexibilizando as regras de isolamento social em razão da covid-19.

A retomada do futebol estava inserida na autorização emitida pelo prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), e pelo Governo Wilson Witzel (PSC), que incluía outras ações, como reabertura de bares, restaurantes e shoppings centers, além de várias outras medidas.

A Justiça considerou que nem o prefeito nem o governador apresentaram estudos técnicos capazes de justificar as medidas de flexibilização, e que todos os números disponíveis relativos à covid-19 indicam que o número de casos e de mortes seguem ascendentes.

A decisão foi tomada pelo juiz Bruno Bodart, da 7ª Vara da Fazenda Pública da capital, em ações civis públicas movidas pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. O magistrado estabeleceu multa pessoal de R$ 50 mil a Witzel e a Crivella, para o caso de não cumprirem a ordem. Também foi determinado que na próxima quarta-feira haverá audiência para discutir as regras de flexibilização, da qual devem participar, entre outras autoridades, os secretários municipal e estadual de Saúde. A audiência será virtual.

A decisão freia a possibilidade de volta do Campeonato Carioca, paralisado desde o dia 16 de março por conta da pandemia do novo coronavírus, quando ocorreu a vitória do Madureira, por 2 a 1, sobre o Volta Redonda. Faltam ainda duas rodadas para terminar a fase de grupos da Taça Rio (o segundo turno), de onde sairão quatro classificados à fase final.

CBF anuncia desistência do Brasil sediar o Mundial feminino em 2020

Lance

As chances da Copa do Mundo feminina serem disputadas no Brasil em 2023 foram definitivamente sepultadas. Em nota nesta segunda-feira, a CBF anunciou que decidiu retirar a candidatura “após uma minuciosa avaliação” e manifestou seu apoio para que a Colômbia seja palco do Mundial.

De acordo com a entidade, uma análise da Fifa sobre a candidatura brasileira “considerou que não foram apresentadas as garantias do Governo Federal e documentos de terceiras partes, públicas e privadas, envolvidas na realização do evento”. A CBF destacou que “compreende a necessidade da Fifa de obter tais garantias e sabe que elas fazem parte do protocolo padrão da entidade internacional, sendo elemento fundamental para conferir a segurança necessária para efetiva realização de eventos deste porte”.

Além disto, frisou que o Governo Federal chegou a elaborar uma carta de apoio institucional para receber o torneio do ponto de vista estrutural. Entretanto, “ressaltou que, por conta do cenário de austeridade econômica e fiscal, fomentado pelos impactos da pandemia da COVID-19, não seria recomendável, neste momento, a assinatura das garantias solicitadas pela Fifa”.

A CBF contou que o impacto da pandemia do novo coronavírus pesou para a decisão.

“Diante do momento excepcional vivido pelo país e pelo mundo, a CBF compreende a posição de cautela do Governo brasileiro, e de outros parceiros públicos e privados, que os impediu de formalizar os compromissos no prazo ou na forma exigidos”.

Além disto, a entidade falou que o excesso de eventos esportivos seria um empecilho para a candidatura brasileira.

“Soma-se a isso a nossa percepção, construída durante o processo, de que o acúmulo de eventos esportivos de grande porte realizados em curto intervalo de tempo no Brasil – Copa das Confederações 2013, Copa do Mundo FIFA 2014, Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, CONMEBOL Copa América 2019 e Copa do Mundo FIFA Sub-17 2019 – poderia não favorecer a candidatura na votação do próximo dia 25 de junho, apesar de serem provas incontestáveis de capacidade de entrega”.

A entidade exaltou o apoio que recebeu:

“A CBF agradece a todas e todos que participaram da candidatura brasileira e reafirma seu compromisso com o desenvolvimento do futebol feminino no país. Um compromisso que vem sendo demonstrado tanto no fortalecimento das competições entre clubes, quanto das Seleções Nacionais. Seguimos com o objetivo de realizar uma edição da Copa do Mundo Feminina Fifa em gramados brasileiros e a trabalhar para que isso aconteça assim que possível”.

CBF anuncia linha de crédito de até R$ 100 milhões para clubes da Série A

O Globo

A CBF anunciou nesta segunda-feira a criação de uma linha de crédito de até R$ 100 milhões para os clubes da Série A do Brasileirão. Os valores serão disponibilizados a juro zero e terão como garantia os contratos de direitos de transmissão e premiações por desempenho nos campeonatos.

O caixa da CBF será a origem dos fundos disponibilizados. Segundo a CBF, “o adiantamento é uma forma de compensar parte da perda de arrecadação que os clubes tiveram com a redução dos valores pagos por direitos de transmissão no trimestre que vai de abril a junho, além de outras fontes de receita, como bilheteria, programa de sócio de torcedor e patrocínios”.

– A CBF sabe que os clubes são a base de toda a indústria do futebol e que eles tem sofrido grandes impactos com a paralisação das competições provocada pela epidemia de Covid-19. Por isso, temos procurado todas as formas de apoiar os clubes nesse momento difícil. Não basta que voltem as competições. Precisamos de clubes capazes de retornar a elas de forma competente – disse o presidente da entidade, Rogério Caboclo.

A distribuição dos valores por clube não será uniforme. Não tem essa de R$ 5 milhões para cada um. O valor disponibilizado por repasse vai depender de quanto cada clube tem a receber da TV. O pagamento à CBF será de forma parcelada, a partir do momento em que a geração de receitas dos clubes for retomada.

Em 2019, a CBF bateu R$ 957 milhões em receitas. O superávit do exercício foi de R$ 190 milhões.

La Liga retorna nesta quinta-feira, com briga acirrada pelo título entre Real Madrid e Barcelona

Gazeta Esportivas

Depois do retorno da Bundesliga e da Primeira Liga, chegou a vez da La Liga voltar à ação. Após três meses sem partidas, o Campeonato Espanhol retorna nesta quinta-feira (11) com o Dérbi de Andaluzia, o confronto entre Sevilla e Bétis, às 17h (horário de Brasília).

A partida dá início também à 28ª rodada e retoma a disputa pelo título entre Barcelona e Real Madrid, a briga pelas vagas para a próxima UEFA Champions League e a fuga contra o rebaixamento. Para refrescar a sua memória, o Betsul, o melhor site de apostas esportivas da América do Sul, traz as principais informações do que aconteceu de melhor na La Liga até aqui.

Apesar de ainda restarem 11 rodadas para serem disputadas, ficou claro que Barcelona e Real Madrid, mais uma vez, se distanciaram das demais equipes espanholas e travam uma briga particular pelo título da La Liga. No momento, o Barcelona lidera a competição com 58 pontos, dois a mais que o rival. A equipe mais próxima do vice-líder é Sevilla, que está com 47 pontos, nove atrás.

Vale destacar que, o Barça está na liderança mesmo sem levar a melhor no confronto direto com os Merengues. No 1º turno, o duelo no Camp Nou terminou em um empate sem gols. Já o duelo no Santiago Bernabéu terminou com vitória do Real Madrid por 2 a 0, com gols de Vinícius Jr e Mariano.

A temporada do Barcelona não era nem de longe extraordinária, além do fraco desempenho no El Clásico, a equipe sofreu com problemas dentro e fora de campo, com direto à demissão de treinador e declarações públicas de insatisfação de Lionel Messi. Enquanto isso, os rivais ainda buscam retomar a força que tinham sob o comando de Zinedine Zidane. Apesar de não termos mais um confronto direto, a briga pelo título promete ser acirrada entre Barça e Real.

Próximos jogos da La Liga
Quinta-feira (11/06)
Sevilla x Bétis, às 17h
Sexta-feira (12/06)
Granada x Getafe, às 14h30
Valencia x Levante, às 17h
Sábado (13/06)
Espanyol x Alavés, às 9h
Celta de Vigo x Villarreal, às 12h
Leganés x Valladolid, às 14h30
Mallorca x Barcelona, às 17h
Domingo (14/06)
Athletic Bilbao x Atlético de Madrid, às 9h
Real Madrid x Eibar, às 14h30
Real Sociedad x Osasuna, às 17h

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia