WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

junho 2020
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  



drupal counter

:: 10/jun/2020 . 19:00

Campeonato Alemão elimina obrigação de uso de máscaras no banco de reservas

Uol

A Liga Alemã de Futebol anunciou, hoje, a eliminação da obrigação do uso de máscaras para reservas e membros da comissão técnica das equipes nos reservados ou tribunas durante os jogos do Campeonato Alemão. A orientação é restrita aos momentos em que houver o distanciamento mínimo de um metro e meio entre eles.

A Liga divulgou comunicado em parceria com a Federação Alemã de Futebol afirmando que as modificações foram aceitas pelo Ministério do Trabalho do país.

O quarto árbitro dos jogos também será liberado do uso de máscara. Os árbitros, a exemplo de todos os envolvidos nas partidas, também passam por testes de covid-19.

Além disso, aumentou o número de autorizados a estarem nos estádios durante as partidas. A quantia cresce de 13 para 26 pessoas entre jornalistas e membros da equipe que detém os direitos de transmissão.

As mudanças serão adotadas a partir dos jogos do próximo final de semana. O Bayern de Munique lidera a classificação com 70 pontos, seguido pelo Borussia Dortmund, que tem 63. O terceiro colocado é o Leipzig, com 59.

A determinação vale para a primeira, segunda e terceira divisões do Campeonato Alemão, e também para o torneio feminino.

Alemão renuncia cargo em clube por “negros demais no elenco”

Terra

O clube alemão Mainz afirmou estar aliviado e feliz com a saída de um de seus torcedores de seu quadro associativo. O homem, que não teve a identidade revelada, enviou uma carta à diretoria em que disse não se identificar mais com a equipe por haver negros demais no elenco.

“Desde muito tempo não consigo me identificar com este clube. Comecei a ter a sensação que estamos jogando a Copa de África e não a Bundesliga”, justificou o ex-sócio, na carta. Apesar de contraditório, o homem negou ser racista. Ele afirma que apenas não se sente mais confortável com a quantidade de negros na equipe, que, ao todo, são nove.

O Mainz, por sua vez, não lamentou o cancelamento da assinatura do torcedor e avaliou que sua conduta é inaceitável. “Senhor, geralmente lamentamos o cancelamento das assinaturas, mas, no seu caso, isso não nos preocupa, estamos até aliviados”, disse a diretoria, em comunicado oficial.

O clube ainda explicou que não irá esperar alguém se autodenominar racista para tentar coibir esse tipo de atitude. “O racismo não começa quando alguém se define como racista – o que normalmente ninguém faz -, mas sim quando alguém expressa pontos de vista racistas”, acrescentou.

O Mainz relembrou que tem no estatuto o respeito à distinção de gênero, origem, cor da pele, crenças religiosas, posição social ou orientação sexual. De acordo com o clube, quem compartilhar de seus valores será bem recebido. “Para nós, só conta quem compartilha os nossos valores. Quem fizer isso, será bem recebido na nossa comunidade. Por isso que ficamos felizes. Por você deixar de ser sócio, uma vez que não compartilha os valores básicos do clube”, disse em nota oficial.

Coronavírus vai decidir sede da Copa feminina-2023. E Fifa tem seu favorito

Uol

A pandemia já vai influenciar na primeira decisão geográfica da Fifa após o novo coronavírus, a escolha da sede da Copa do Mundo feminina de 2023. A passagem menos traumática de Nova Zelândia e Austrália pela Covid-19 coloca a candidatura em conjunto como favorita a receber o Mundial daqui pouco mais de três anos. A entidade anunciará o vencedor no dia 25 de junho.

O blog apurou que, dentro da Fifa, é dado como certo que os dois países da Oceania ganharão o direito de receber a Copa, batendo Japão e Colômbia — o Brasil desistiu de sua candidatura na segunda-feira porque não conseguiu garantias necessárias do governo federal e para agradar a Conmebol, que queria apenas um concorrente da América do Sul.

A Nova Zelândia anunciou nessa semana ter erradicado a doença e já tem vida praticamente normal – foram 1.504 casos e apenas 22 mortes por lá. A Austrália sofreu um pouco mais, mas teve números baixos comparados com outros países populosos: foram 7.276 casos e 102 mortes, portanto 16 óbitos por milhão de habitante. No Brasil, por exemplo, esse número de morte por milhão de habitante está em 181.

A questão da Copa de 2023, entretanto, não passa por casos confirmados ou mortes já que daqui a três anos se espera haver remédio e vacina que impeçam a contaminação e evolução da Covid-19. O ponto é econômico.

A avaliação na Fifa é que Austrália e Nova Zelândia terão uma retomada dos negócios menos traumática do que Colômbia e Japão. Os japoneses, por exemplo, ainda têm outro problema a resolver, que é a Olimpíada de 2020, adiada para 2021. Serão gastos milhões de dólares nessa readequação, que pode inviabilizar o investimento necessário na Copa feminina.

Essa quase certeza de que os dois países da Oceania (na geografia da Fifa a Austrália faz parte da Confederação Asiática) poderão organizar uma Copa menos traumática financeiramente aparece em relatório produzido pelos inspetores que visitaram os países para avaliar os dossiês das candidaturas.

Liga de futebol dos EUA será retomada em 8 de julho com todos os jogos na Disney

MSN

A Major League Soccer (MLS), liga futebol dos Estados Unidos, será retomada no dia 8 de julho, depois de ser suspensa por quase três meses devido à pandemia de Covid-19, por meio de um torneio sem torcida na Disney World, em Orlando, informou a entidade nesta quarta-feira.

“Estamos felizes em nos juntarmos à Disney para relançar a temporada 2020 da MLS e voltar a jogar futebol”, disse o comissário da MLS, Don Garber, em comunicado.

“A oportunidade de ter todos os 26 clubes em um ambiente controlado nos permite ajudar a proteger a saúde dos nossos jogadores, treinadores e funcionários ao passo que voltamos a jogar.”

Todos os 26 clubes participarão do que está sendo chamado de “Torneio A MLS Está De Volta”, que acontecerá até o dia 11 de agosto.

O evento, no mesmo formato de uma Copa do Mundo, terá partidas em uma fase de grupos que contarão para a classificação da temporada regular da liga, e o primeiro colocado terá uma vaga na Liga dos Campeões da Concacaf de 2021.

Os clubes chegarão a Orlando a partir de 24 de junho para treinos de pré-temporada, mas têm de estar no ESPN Wide World of Sports Complex com no mínimo sete dias de antecedência de sua partida de estreia.

Copa Itália tem horários confirmados e mudança no regulamento a dois dias das semifinais

Globo Esportes

A Federação Italiana de Futebol confirmou nesta quarta-feira os horários das semifinais da Copa Itália. E também mudou o regulamento do torneio a dois dias das semifinais entre Juventus x Milan e Napoli x Inter: não haverá prorrogação. Em caso de empate no tempo normal, confronto será decidido nos pênaltis.

Juventus e Milan abrem as semifinais na sexta-feira, dia dos namorados, às 16h (de Brasília). No mesmo horário, só que no sábado, o Napoli recebe a Internazionale de Milão no estádio San Paolo (os napolitanos venceram o jogo de ida, no San Siro, por 1 a 0).

Sobre o clássico Milan x Juventus, a Velha Senhora joga em casa e entra com vantagem de empatar por 0 a 0 para se garantir na decisão, uma vez que empatou a partida de ida no San Siro por 1 a 1. Caso o placar se repita, a vaga na final será definida nas penalidades máximas como ficou decidido o novo regulamento que visa diminuir o cansaço dos atletas nessa retomada do futebol em meio à pandemia do coronavírus.

De acordo com a imprensa italiana, Cristiano Ronaldo, Douglas Costa e Dybala deverão formar o ataque da Juventus (Higuaín lesionado). No Milan, Lucas Paquetá, que vem chamando a atenção nos treinos após a quarentena, deve começar jogando no meio de campo.

Mais da metade dos times da Série A já admite recorrer à linha de crédito da CBF

Isto É

A maioria dos times da Série A do Campeonato Brasileiro já sinaliza ter interesse a contar com a linha de crédito de R$ 100 milhões oferecida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para socorrer as equipes dos impactos financeiros da pandemia do novo coronavírus. O Estadão entrou em contato com os 20 clubes da elite nacional e 11 deles ou garantem que vão pedir o recurso ou indicam o interesse em avaliar a possibilidade.

A CBF se compromete a distribuir um pacote de R$ 100 milhões, dos quais cada clube poderia embolsar R$ 5 milhões. O dinheiro será repassado sem juros e terá como garantia de devolução os contratos de direitos de transmissão e prêmios por desempenho nas competições. A iniciativa surgiu principalmente pela redução dos valores pagos pelas emissoras de TV entre abril e junho causada pela interrupção do calendário.

Três times da Série A já garantem que estão interessados em receber os R$ 5 milhões: Sport, Grêmio e Flamengo. “Essa linha de crédito é muito boa. Vai nos ajudar bastante para pagar os salários atrasados de funcionários e jogadores. Pretendo usar o que eu puder para atualizar os nossos débitos. Espero que não demore para sair pois a necessidade é muito grande”, afirmou o presidente do Sport, Milton Bivar.

As equipes têm sofrido com os impactos da pandemia não só pela redução dos contratos de TV, mas principalmente pela ausência de receitas com bilheteria e patrocínios. Dos 16 times da Série A do Paulista, somente o Red Bull Bragantino não fez reduções salariais ao elenco. Várias equipes fecharam com os jogadores diminuição de 25% nos vencimentos, juntamente com a redistribuição do pagamento dos direitos de imagem somente para o próximo ano.

Dos clubes que sinalizaram à reportagem o interesse de estudar o possível recebimento da verba estão: Ceará, Bahia, Fortaleza, Palmeiras, São Paulo, Atlético-GO, Goiás e Vasco. Todas essas equipes vão buscar mais informações sobre a linha de crédito e, principalmente, conferir qual a quantia dos contratos de direitos de transmissão ficará comprometida futuramente em caso de receber o adiantamento da CBF.

Quem por enquanto não tem condições de aderir é o Red Bull Bragantino e o Coritiba. Os dois clubes recém-promovidos da Série B não possuem no momento acordo para os direitos de transmissão e, portanto, não teriam como oferecer garantias para receber a linha de crédito com a CBF. As equipes estavam em negociação com a Globo no início do ano, porém as conversas foram interrompidas pela pandemia.

Já os demais clubes não retornaram o contato da reportagem. Foram os casos de Botafogo, Fluminense, Corinthians, Santos, Internacional, Athletico-PR e Atlético-MG.

Com reunião marcada, Copa do Nordeste vive clima de incerteza; veja como está cada estado

Globo Esportes

Sem liberação para a volta do futebol no Brasil, com cinco datas pendentes para o término da disputa e sem a prerrogativa de ser uma competição classificatória para torneios nacionais, a Copa do Nordeste vive um clima de incerteza em 2020.

Tentando encontrar espaço no calendário, a Liga Nordeste marcou uma reunião com os clubes para a próxima sexta-feira. Mas há, nos bastidores, dirigentes que trabalham com a ideia de encerrar o torneio de forma antecipada.

A possibilidade, no entanto, é rechaçada pelo presidente da Liga Nordeste, Eduardo Rocha. Na avaliação dele, o fato de a competição trazer dinheiro aos clubes fará com que ela seja finalizada nos gramados.

– A Copa do Nordeste tem pouquíssimas rodadas. Precisamos de mais quatro, cinco e isso são 20 dias no máximo. Além disso, a Copa traz dinheiro aos clubes, que só pode chegar se acontecer. Ao passo que alguns estaduais infelizmente não têm televisionamento e, por consequência, não têm também valores. Mas entendo também que devam ocorrer, porque classificam para outras competições, como Copa do Brasil e Série D. Não vislumbro nenhuma possibilidade de não ter.

Por se tratar de uma competição interestadual, a Copa do Nordeste sofre com os vários cenários vividos pelas federações. Uma vez que a pandemia causada pela Covid-19 encontra-se em etapas diferentes na região.

Para se ter uma ideia, até agora, apenas os clubes do Ceará retomaram as atividades presenciais. Pernambuco tem o início do retorno previsto para a próxima segunda-feira. Enquanto isso, Bahia, Maranhão, Piauí, Paraíba, Rio Grande do Norte, Alagoas e Sergipe traçam planos, mas ainda não efetivaram na prática.

Uma possível solução, de acordo com Eduardo Rocha, é a redução do intervalo de horas entre os jogos. A medida, que faria com que as partidas deixem de ter 66h de espaço entre elas para 48h, está sendo estudada pela CBF, segundo o dirigente.

“Não foi culpa de ninguém a parada, deverão retomar num prazo breve. A CBF está tomando alguns ajustes como a diminuição do intervalo de jogos, liberando a substituição para cinco. Imagino que vamos ter as competições ocorrendo dentro de campo, de uma maneira mais apertada, mas vai ter.”

Após se recuperar de mal súbito, Barbosinha volta a comandar o Bahia de Feira

Esportes Mais

Em entrevista a Rádio Sociedade de Feira de Santana, Barbosinha treinador do Bahia de Feira falou pela primeira vez após ser internado na última quarta-feira (3) após mal súbito sofrido em casa. Quintino Barbosa foi internado no Hospital Incardio em Feira de Santana, do mesmo proprietário do Bahia de Feira, chegou a ir para a UTI, mas já está totalmente recuperado.

Barbosinha ressaltou o uso da plataforma Google Meet para realizar as atividades de treino tático, voltado para os momentos ofensivos e defensivos.

“Essa semana vamos começar o treinamento tático online, quinta vamos começar com a parte defensiva, vamos treinar posicionamento, já na sexta começaremos a parte ofensiva na mesma plataforma (Google Meet) que permite trabalhar com todos atletas do grupo para realizar as atividades.”

“Já tô esperando a Mayara (vice-presidente do Bahia de Feira) me dar o Ok para realizar os exames periódicos no Incardio… agradecer ao Bahia de Feira e Incardio por todo apoio dado nesses dias que estive lá, estou bem melhor.”

As atividades em campo do Bahia de Feira estão paradas devido a Pandemia do Covid-19, o time espera a definição sobre o Campeonato Baiano, mas também está se preparando para a Série D. Na última semana o time anunciou três contratações para o restante da temporada, se trata de Kel Baiano, Rodolfo e Emílio. Rodolfo esteve no elenco que foi vice no último Baianão, o goleiro deve chegar após lacuna aberta por conta da lesão de Jair, que ainda está em recuperação.

Sem Brasil, Fifa confirma três candidaturas para o Mundial Feminino de 2023

Isto É

Dois dias depois do anúncio da desistência do Brasil, a Fifa confirmou nesta quarta-feira que três candidaturas – Colômbia, Japão e uma parceria entre Austrália e Nova Zelândia – seguem na briga para ser sede da próxima edição do Mundial Feminino, que acontecerá em 2023. Elas serão colocadas em votação na reunião por videoconferência que será realizada no próximo dia 25.

“Um ano depois da realização histórica do Mundial Feminino na França, o Conselho da Fifa vai decidir qual será a sede da nona edição do torneio em 2023, quando esperamos que seja ainda maior e melhor. A qualidade das candidaturas é uma mostra do momento maravilhoso que o futebol feminino está vivendo e estamos procurando levá-lo a um nível mais alto”, disse a senegalesa Fatma Samoura, secretaria-geral da entidade.

Fora da disputa por não ter recebido as garantias do governo federal, uma das exigências da Fifa, a CBF anunciou que passará a apoiar a candidatura da Colômbia. “A CBF decidiu retirar a candidatura brasileira e apoiar a Colômbia na disputa para a sede da Copa do Mundo Feminina 2023. Desta forma, a Conmebol se apresenta com uma candidatura única, aumentando as chances sul-americanas na votação, além de reforçar a unidade que marca a atual gestão da entidade”, disse.

Volta do futebol: Guerra de liminares e briga política ainda travam RJ e SP

Uol

Os clubes de São Paulo aguardam o aval dos municípios e ensaiam a volta aos treinos em um movimento uniforme na próxima segunda-feira (15), mesmo que o cenário atual seja de briga política. No Rio de Janeiro, os times não são uníssonos nas conversas — e nem nos atos — e veem as divergências do futebol apenas como um reflexo da falta de harmonia entre poderes executivo e jurídico em meio à pandemia do novo coronavírus.

Em meio à ansiedade por ver a bola rolar novamente, disputas políticas e judiciais ainda travam o retorno do futebol nos principais centros do país.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) elaborou um protocolo específico de volta aos treinos, que foi apresentado ao governo do Estado de São Paulo e às prefeituras, com o objetivo de viabilizar um retorno geral a todos os clubes que disputam a Série A1 do Paulista. Uma nova reunião acontecerá nesta quarta-feira (10), com representantes dos clubes e da FPF, para começar a acertar os detalhes da volta, que tem na data preferida para acontecer na próxima segunda-feira, dia 15.

O governo estadual não pretende interferir caso haja acordos com as 12 prefeituras pelas quais se espalham os 16 participantes pela retomada dos treinamentos. Na reunião de hoje a orientação será que para que os clubes articulem essa volta diretamente com as autoridades municipais. No caso da capital, o prefeito Bruno Covas deve se reunir na amanhã (11) com dirigentes de São Paulo, Corinthians e Palmeiras para amarrar os detalhes.

O protocolo envolve uma testagem tão logo os atletas se apresentem. Negativados, eles ficariam praticamente confinados nos centros de treinamento, sem contato externo com familiares, com o público e com locais públicos. No momento em que as competições retornarem, dois dias antes dos jogos é feita uma nova testagem. Assim, as equipes que permanecem na competição são testadas antes e depois das partidas.

No Rio, após o governo estadual do e a Prefeitura da capital flexibilizarem as atividades, os clubes foram surpreendidos por decisão do juiz Bruno Bruno Bodart, que concedeu liminar contra os decretos. A decisão foi derrubada pelo desembargador Claudio de Mello Tavares, que voltou a dar o sinal verde. Em Conselho Arbitral realizado no sábado (6), os cariocas aprovaram o protocolo médico, mas não definiram uma data de retorno, o que deve ocorrer ainda esta semana. As autoridades liberaram jogos sem público a partir da segunda quinzena de junho e com um terço de torcedores a partir de julho.

O Vasco, principal aliado do Flamengo pela volta, também treina. O Cruz-Maltino já faz atividades com bola em São Januário. O Botafogo iniciou testes para detecção da Covid-19, mas ainda não tem data para o retorno. O Fluminense ainda faz atividades virtuais e vai voltar a discutir hoje (10) a situação.

LaLiga fará ações em mais de 50 países para celebrar a volta do futebol espanhol

MSN

A LaLiga, associação esportiva responsável pelo Campeonato Espanhol, promoverá uma série de iniciativas nacionais e internacionais para celebrar a volta do futebol na Espanha. Ao todo, serão 160 ações, que acontecerão em mais de 50 países.

“Todas essas iniciativas abrangerão cinco continentes, o que fortalece a imagem global da LaLiga. Elas nos ajudarão a dizer aos nossos fãs que somos #BackToWin e contamos com eles. O retorno da LaLiga é um momento que tantos esperaram há muito tempo e vamos celebrá-lo em grande estilo”, afirmou Oscar Mayo, diretor de negócios, marketing e desenvolvimento internacional da associação.

Na Espanha, por exemplo, camisas dos clubes da competição serão expostas pelas ruas de Madri, Sevilla e Bilbao, entre 8 e 11 de junho. Imagens de torcedores vestindo os mantos de suas equipes, também serão projetadas em edifícios icônicos do país.

São Paulo não ficará de fora das iniciativas. A cidade mais populosa do Brasil e outras 11 ao redor do mundo receberão uma arte urbana que remete a volta da competição nacional espanhola.

O torneio será reiniciado nesta quinta-feira (11). O confronto que marcará o pontapé da retomada do futebol na Espanha será dado entre Sevilla e Real Betis, às 17 horas (de Brasília).

A competição estava paralisada desde março e seguirá uma série de protocolos rígidos, para que não haja um novo contágio da covid-19 entre os jogadores. Todas as rodadas remanescentes serão disputadas em 40 dias de jogos.

Vasco estaria negociando com o atacante Júnior Todinho, do Guarani; empresário nega

Net Vasco

A diretoria do Vasco observa o interesse de outros clubes em suas joias, enquanto também observa o mercado da bola, estudando oportunidades de negócio. Enquanto Marrony tem negociações adiantadas com o Atlético-MG e Talles Magno é alvo constante da Europa, um destaque da temporada brasileira está no radar do Gigante da Colina.

Buscando qualificar o elenco do técnico Ramon Menezes, o Vasco abriu negociações para contratar Júnior Todinho. O atacante, de 26 anos, vinha em boa fase no Guarani, acumulando seis gols marcados em nove atuações na temporada. Na tarde desta terça-feira (9), o perfil “PDE_Vasco” confirmou o interesse cruz-maltino junto ao empresário do atleta.

O clube carioca, no entanto, não é o único de olho em Júnior Todinho, conforme publicou Júlio Nascimente no blog do jornalista Carlos Batista, narrador e apresentador da Rádio e TV Bandeirantes de Campinas. De saída do Bugre após seu contrato chegar ao fim, o jogador despertou o interesse inicial da Ponte Preta, que teria se assustado com os valores. Um clube que desponta como favorito é o Cuiabá, onde o atacante atuou em 2019.

No entanto, outras duas equipes grandes do país estão de olho em Júnior Todinho. Recentemente, o Sport, que está na Série A assim como o Vasco, e o Cruzeiro, que vive um ano de reconstrução após o rebaixamento para a Série B, consultaram o empresário. Entre os rivais do Gigante da Colina no negócio, o Cuiabá teria sido o único a formalizar uma oferta.

Atuando pelos lados do campo, Todinho vinha sendo um dos principais destaques do Guarani. Com menos badalação, o jogador poderia ser uma reposição em conta, visando uma saída em breve em São Januário. Revelado no Serrano-BA, ele também tem passagens por Grapiúna, Vitória da Conquista e Vitória.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia