WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

junho 2020
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  



drupal counter

:: 12/jun/2020 . 17:42

Fifa ainda não desistiu de Mundial de Clubes em dezembro, mas já tem plano B

MSN

O plano da Fifa para um Mundial de Clubes de 24 participantes na China no verão europeu de 2021 foi arquivado quando a pandemia do coronavírus adiou a Eurocopa e a Copa América de 2020 em um ano. Porém, a entidade que rege o futebol ainda está buscando manter a edição deste ano do torneio em dezembro, se a situação da COVID-19 permitir, conforme fontes disseram à ESPN.

Isso coloca alguma pressão nas confederações para finalizar seus torneios continentais, antes da competição no Catar em dezembro, que poderia ser jogada sem torcedores, caso necessário.

Fazer isso será mais fácil para algumas confederações do que outras. A Uefa (17 partidas por jogar, a Concacaf (11 partidas restantes), Oceania (sete) e África (cinco) têm caminhos menos complicados para completarem seus torneios. O mesmo não vale para Ásia e América do Sul, no entanto.

Na Champions League asiática, a fase de grupos precisaria ser finalizada antes de embarcar para os 32 jogos do estágio de mata-mata, ao menos se o formato existente for aderido. Uma opção em discussão na Ásia é jogar todas as partidas restantes no Catar, embora nenhuma decisão tenha sido finalizada.

Por fim, tem a Conmebol. Concluir a Copa Libertadores, que ainda estava na fase de grupos quando suspensa, e coroar o campeão da América do Sul é um dos obstáculos mais significativos ao Mundial de Clubes para dezembro, especialmente levando em conta a situação da COVID-19 no Brasil, no Chile e no Peru.

Se a o Mundial da Fifa não puder ir adiante em dezembro, uma alternativa a ser lançada é ter uma edição no inverno em 2021, com os campeões de 2020 e 2021 de cada confederação sendo os representantes em uma edição mais abundante. A prioridade, no entanto, é que as confederações tenham seus campeões e estes se encontrem no Catar neste ano.

Agenda do futebol no final de semana volta ficar cheia com retorno do Espanhol

Ogol

Há vida (e muito futebol) após o fim da quarentena. Enquanto no Brasil a bola não volta a rolar, na Europa o torcedor já pode aproveitar – de casa – um final de semana cheio de jogos da Bundesliga, é claro, mas também do Campeonato Espanhol e em outros cantos mais.

Antes de falar do final de semana, porém, é preciso abrir com a grande novidade que é o retorno do futebol italiano. Hoje, às 16 horas, Juventus e Milan se enfrentam em jogo válido pela semifinal da Copa da Itália. No sábado tem Napoli x Inter, no outro jogo da semifinal, às 16h. O Campeonato Italiano, de fato, volta no próximo sábado, dia 20.

Onde o campeonato nacional já voltou é na Espanha, que teve na quinta-feira o clássico Andaluz entre Sevilla e Betis. Ficou guardado para sábado e domingo, porém, os jogos de Barcelona, Real Madrid e Atlético.

O Barça, líder com 58 pontos, visita o Mallorca, no sábado, às 17 horas. No último jogo antes da paralisação do futebol no país, o clube saiu vitorioso contra a Real Sociedad, resultado esse que ajudou justamente a roubar a primeira posição do então líder Real.

Os Merengues, por sua vez, tentam se recuperar da derrota sofrida contra o Bétis, no início de março, para se manterem colados nos arquirrivais. O jogo do Real é em casa, no domingo, às 14:30, contra o Eibar.

Outro jogo que promete em La Liga é entre Athetic e Atlético. Ambas equipes estão em baixa no campeonato nacional, os bascos na 10ª posição e os madrilenhos fora da zona de classificação para a Liga dos Campeões. O jogo também é no domingo, às 9 horas.

A abstinência de futebol foi tão grande nas últimas semanas que você pode não querer perder um minuto sequer de futebol. Então, calma. Tem muito mais jogos neste final de semana.

O Campeonato Grego, por exemplo, voltou nesta semana e tem rodada com jogos entre Panathinaikos e PAOK, no sábado, e Olympiacos e Aris, no domingo. Confira a tabela.

Na Coréia do Sul, não abandonemos quem manteve o futebol vivo quando poucos o fizeram, tem seis jogos no final de semana. Destaque para o líder Jeonbuk Motors contra o Incheon, no sábado pela manhã. O Ulsan Hyundai, do artilheiro Júnior Negão, joga na madrugada de sábado, contra o Seongnam.

Por fim, a dica final fica para conferir a constelação brasileira do Shakhtar Donetsk no domingo, às 11 horas, contra o Kolos Kovalivka. O time dos artilheiros Marlos e Júnior Moraes (naturalizados ucranianos), conta ainda com outros 11 brasileiros e pode abrir mais vantagem na liderança por lá.

Bom final de semana, e bons jogos!

Fifa avalia cancelar calendário de seleções e Brasil pode não atuar em 2020

Uol

A cúpula da Fifa quebra a cabeça sobre o que fazer com as três datas-Fifa que restam em 2020 — aquele período reservado para amistosos e jogos de Eliminatórias das seleções. Há quem acredite que todas podem ser canceladas.

São três, segundo o calendário da entidade: entre 31 de agosto e 8 de setembro, entre 5 e 13 de outubro e entre 9 e 17 de novembro. A primeira tem 99% de chance de ser cancelada, as outras duas ainda dependem do avanço das contaminações e mortes pelo novo coronavírus mundo afora e do ajuste às agendas de torneios nacionais e continentais na Europa. Muitos começarão a próxima temporada mais tarde, o que inviabilizaria partidas entre seleções.

A CBF acompanha atentamente as negociações da Fifa. Dentro da entidade, apurou o blog, há o diagnóstico de que é provável que a seleção brasileira não jogue em 2020. Haveria dificuldade de deslocamento dos atletas que atuam na Europa para realizar partidas na América do Sul este ano e isso impossibilitaria o início das Eliminatórias do continente para a Copa de 2022, no Qatar, que deveria ter sido em março, mas foi adiado pela Covid-19. O Brasil de Tite não jogou em 2020 — a última partida foi em novembro de 2019, amistoso contra a Coreia do Sul em Abu Dhabi (vitória por 3 a 0).

A Fifa avalia algumas opções para suas datas-Fifa em 2020: – liberar jogos em regiões com a doença mais controlada. Mas isso apenas para amistosos, já que seria ruim alguns países jogarem eliminatórias e outros não.

– realizar datas-Fifa em períodos pouco usuais, como dezembro e janeiro. Isso dependeria da situação dos campeonatos nacionais, bastante afetados pelo novo coronavírus. No Brasil e na América do Sul, por exemplo, é possível que campeonatos como Brasileiro e Libertadores sejam estendidos para o último mês de 2020 ou até 2021.

Há continentes que poderão realizar jogos internacionais antes de outros e isso preocupa a Fifa por causa das Eliminatórias. A Conmebol, por enquanto, não pensa em mudar seu formato de classificação por pontos corridos entre as dez seleções, o que demanda 18 rodadas, ou nove datas-Fifa.

Caso as três datas-Fifa de 2020 sejam de fato canceladas, restariam somente oito janelas até a Copa do Mundo de 2022, que por causa do calor no Oriente Médio será disputada entre novembro e dezembro. E duas delas depois de abril de 2022, período previsto para o sorteio dos grupos, quando os 32 participantes já têm que estar definidos Tudo muito apertado, portanto.

FPF autoriza início das testagens nos clubes para a retomada dos treinos

MSN

Em audiência virtual realizada na última quinta-feira (11), a Federação Paulista de Futebol autorizou os clubes a iniciarem a testagem de coronavírus para a retomada gradual aos treinamentos a partir de segunda-feira (15).

O encontro contou com a presença da Federação Paulista de Futebol, clubes, Governo de São Paulo, Ministério Público de São Paulo e Ministério Público do Trabalho, além dos sindicatos dos Atletas, dos Treinadores do Estado e do ABC, dos Clubes e dos Árbitros.

Ainda sem o aval das autoridades de saúde do governo e das prefeituras, a FPF orientou as diretorias dos clubes a iniciarem os testes de coronavírus nos jogadores a partir de segunda-feira, 15 de junho. Existe uma expectativa positiva para a liberação das atividades a partir desse dia.

O retorno às atividades terá um esquema especial, com jogadores trabalhando individualmente, em campos e horários alternados, além do cumprimento dos outros protocolos de prevenção.

Uma nova audiência foi marcada para a próxima terça-feira, às 10h, aguardando o Governo de São Paulo apresentar definições sobre a aplicação de todo o Protocolo de Retomada Gradual aos Treinos.

O Campeonato Paulista foi paralisado por conta da pandemia de coronavírus na décima rodada. Restam ainda dois jogos para o fim da fase de classificação, além dos confrontos de quartas de final, semifinal e final. Não há data prevista para o retorno dos jogos.

Coordenador médico da CBF acha inviável confinamento de atletas: “Ninguém nada em dinheiro”

Globo Esportes

Enquanto o Brasil discute se é a hora ou não de afrouxar as medidas de isolamento social, o futebol caminha para a retomada após quase três meses de suspensão das competições no país. A CBF encomendou um protocolo médico a ser seguido pelos estados, que por sua vez têm a autonomia de acrescentar novos itens de segurança.

Quem está à frente das discussões é Jorge Pagura, coordenador médico da CBF, e que vem sendo requisitado para dialogar com os estados no intuito de afinar os protocolos. Na última quarta-feira, ele participou de uma videoconferência com árbitros paraibanos, convidado pela comissão estadual de arbitragem. E, na oportunidade, deixou evidente a dificuldade de seguir o exemplo adotado na Europa, especialmente no que se refere ao confinamento dos atletas.

– Essa ideia surgiu na Europa, só que por lá eles estão no fim da temporada. Mas é inviável aqui para o Brasil. Nós temos mais de mil jogos pela frente no país. Isso falando de competições profissionais. E como a gente faz? – perguntou.

Jorge Pagura foi além e disse que a questão dos testes para detectar a Covid-19 no mundo do futebol (não só os jogadores, mas todos os envolvidos numa partida) também é um problema a ser resolvido antes de se falar na volta das competições nacionais.

– Vamos dizer que eu isolo todo mundo, testo dois dias antes de cada partida: não temos dinheiro para isso, nem testes suficientes. Talvez no final do campeonato estadual, isso dê certo, mas acho que ninguém está nadando em dinheiro para fazer isso (Jorge Pagura, coordenador médico da CBF).

– Podemos pensar quanto tempo as delegações vão ficar isoladas… Ninguém vai querer. O nosso país é continental. Não dá para fazer isso. É muita coisa, muito time, tanto no masculino quanto no feminino. Assim, é melhor não se falar em futebol, porque não vai ter dinheiro para isso – concluiu o coordenador médico da CBF.

Volta de jogos só vai funcionar com mudança cultural, diz médico da FPF

Uol

O sucesso do eventual retorno do Campeonato Paulista depende de uma mudança cultural envolvendo hábitos de jogadores e demais integrantes das equipes. A opinião é de Moisés Cohen, presidente da comissão médica da Federação Paulista. Ele liderou a elaboração do protocolo sanitário que será usado para tentar impedir a transmissão do novo coronavírus entre atletas e demais profissionais.

“Sem uma mudança cultural, nenhum protocolo, nenhuma testagem vai funcionar. Conversamos muito sobre essa necessidade de os hábitos mudarem”, afirmou Cohen.

O fim da comemoração de gols com abraços está entre as práticas sugeridas. “Pelas comemorações de gols que estamos vendo nos campeonatos que já voltaram, acho que todos já estão conscientes em relação a isso”, disse o médico. Tentar evitar cusparadas nos gramados é outro ponto abordado..

Cohen explicou que, quando a volta for autorizada, o primeiro passo será cada time testar jogadores e demais profissionais. “Teremos etapas de treinamento que vão avançando até todos treinarem juntos. Vamos começar com treinos individuais. Você divide o campo em quatro partes e coloca cada jogador em uma parte”, contou o médico.

Os clubes foram orientados para tentarem evitar servir refeições e impedirem o uso coletivo dos vestiários em seus centros de treinamento. A recomendação é para que jogadores almocem em casa e cheguem aos CTs uniformizados na fase de treinos antes de os jogos volatarem a acontecer com portões fechados.

“A questão cultural é vital. Todos precisam ser rigorosos com a higiene em suas casas”, declarou Cohen.

Quando a competição recomeçar todos ficarão concentrados do começo ao fim. “Quem não tiver hotel no CT deve tomar todos os cuidados onde ficar. Por exemplo, isolar andares e evitar se deslocar de elevador. Tem que usar a escada sem encostar no corrimão”, disse o médico.

E se algum atleta se contaminar e isso for descoberto depois de ele enfrentar outra equipe, o campeonato corre o risco de parar? “Acredito que não. Se acontecer, isolamos o jogador e os que conviveram mais com ele. Mas isso não deve acontecer, eles são jovens fortes”, avaliou Cohen..

De olho na volta do futebol, Barcelona de Ilhéus compra uniformes de treinos e viagens

Bahia Notícias

Paralisado pela pandemia do coronavírus, o futebol brasileiro se movimenta para retornar aos gramados. Alguns clubes já reiniciaram os trabalhos presenciais nos centro de treinamentos, enquanto outros vivem a expectativa para a flexibilidade do isolamento social. Diante deste cenário, o Barcelona de Ilhéus comprou uniformes de treinos e contêineres.

Segundo o clube, foram confeccionados 150 peças de uniformes, para treinos e viagens, e 120 coletes.

Com relação às camisas de jogo, apesar de ainda não ter assinado com um patrocinador, o clube informa que a criação está em andamento. O layout do manto já foi aprovado e a produção deverá ser iniciada.

Fundado no final de outubro do ano passado, o Barcelona de Ilhéus já efetuou a inscrição para a disputa da Série B do Campeonato Baiano deste ano (lembre aqui). Devido a pandemia do coronavírus, o início da competição foi adiado e ainda não tem uma data definida para começar.

Clubes ingleses aprovam protocolo para retorno da Premier League

FOX

Em assembleia organizada nesta quinta-feira (11 de junho), todos os 20 clubes da Premier League aprovaram os protocolos de segurança que serão adotados para a volta da competição, após a paralisação por conta da pandemia do coronavírus, segundo a agência Reuters.

O Campeonato Inglês será retomado na próxima quarta-feira com duas partidas: O Manchester City enfrenta o Arsenal, enquanto o Aston Villa joga com o Sheffield United.

Como medidas, os confrontos serão realizados sem torcida e as equipes entrarão em campo separadamente, assim como as principais ligas que retornaram. Além disso, objetos da partida como bolas, bandeirinhas de escanteio, placas de substituição e painéis de substituição serão devidamente higienizados.

Os atletas realizarão testes para coronavírus antes de irem ao estádio para os jogos. Já área técnica, banco de reservas e cabine do VAR serão modificados para que haja um maior distanciamento.

Os jogadores reservas e técnicos não terão a obrigação de utilizar máscaras e os atletas e profissionais não precisarão usá-las na chegada ao estádio ou no vestiário. Por fim, os clubes respeitarão um minuto de silêncio por respeito aos que morreram vítimas da covid-19.

Com muitos abraços, Sevilla vence o clássico diante do Betis na volta do Espanhol

Isto É

Após pouco mais de três meses de paralisação, o dérbi da Andaluzia marcou o retorno do Campeonato Espanhol, nesta quinta-feira. Com total domínio do jogo, o Sevilla derrotou o Betis, por 2 a 0, no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, pela 28ª rodada da competição.

Se fora de campo todas as determinações do protocolo de segurança foram adotadas e seguidas para evitar contágio da covid-19 entre as pessoas presentes ao evento, dentro do gramado os jogadores do Sevilla abusaram dos abraços na hora de festejar os gols.

Apesar do domínio completo da partida, o Sevilla só conseguiu marcar na etapa final. O primeiro gol foi do atacante argentino Lucas Ariel Ocampos, ao converter uma penalidade máxima, muito contestada pelos jogadores do Betis, aos 11 minutos. O sistema de alto-falante reproduziu o grito de comemoração da torcida.

Futebol na Itália é retomado depois de três meses já em clima de decisão

MSN

Após três meses de paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus, o futebol na Itália está de volta. E a retomada no primeiro país da Europa que sofreu com a covid-19 será já em clima de decisão com dois clássicos pela rodada de volta das semifinais da Copa da Itália. O primeiro, nesta sexta-feira, será entre Juventus e Milan, em Turim. No sábado, será a vez de Napoli e Inter de Milão se enfrentarem em Nápoles. A grande decisão, no estádio Olímpico de Roma, está marcada para a próxima quarta.

Como está acontecendo na Alemanha, que retornou às atividades em meados de maio, e será feito na Espanha e na Inglaterra, que também retomarão seu futebol nos próximos dias, a segurança e a prevenção estão em primeiro lugar na Itália. A medida padrão para os italianos é a mesma para todas as nações: jogos de portões fechados e sem torcidas.

Logo no início da pandemia, a Itália era o país que mais apresentava mortes pela covid-19. Atualmente a situação está bem melhor e mais controlada, mas as autoridades estão sendo bem rígidas. A maioria dos jogadores, comissão técnica e outros funcionários dos clubes ainda precisa seguir procedimentos implantados pela Inglaterra, como testes para o coronavírus.

Com mais de 30 mil casos de covid-19 no país, o futebol também foi atingido. O primeiro jogador a testar positivo foi o zagueiro Daniele Rugani, da Juventus. O francês Matuidi foi outro na equipe de Turim a ser infectado, mas o que aconteceu com Paulo Dybala foi peculiar. O atacante argentino passou um mês convivendo com a doença. Revelou que esteve assintomático nesse tempo todo, mas quatro testes revelaram a presença do novo coronavírus em seu organismo.

Totalmente recuperado, Dybala deverá ser titular nesta sexta-feira e formará o trio de ataque da Juventus com Cristiano Ronaldo e o brasileiro Douglas Costa. Um duelo esperado era entre o craque português e Zlatan Ibrahimovic, mas o sueco se machucou na semana passada e não estará em campo. A esperança do Milan está nos pés do meia brasileiro Lucas Paquetá, que de acordo com a imprensa italiana tem se destacado nos treinamentos realizados durante a pandemia.

A rodada de ida das semifinais foi realizada em fevereiro, pouco antes da paralisação por conta da pandemia. No estádio San Siro, em Milão, Milan e Juventus ficaram no empate por 1 a 1. Assim, a equipe de Turim joga nesta sexta-feira por uma igualdade sem gols para avançar à final. No caso de uma novo 1 a 1, a decisão será na disputa por pênaltis.

Na outra semifinal, o Napoli receberá a Inter de Milão com a vantagem de ter vencido por 1 a 0, fora de casa, com o gol do volante espanhol Fabian Ruiz. Neste sábado buscará a vaga na decisão para tentar amenizar a fraca campanha que faz no Campeonato Italiano, que será retomado no próximo dia 20. Vice-campeão em duas das três últimas temporadas, o time de Nápoles está atualmente na sexta colocação.

Clubes brasileiros deram mais chance a técnicos estrangeiros do que aos negros em 120 anos de futebol

Blog do PVC

Vanderlei Luxemburgo se assume negro. “Você já viu pagodeiro branco. Deste ponto de vista, só ele e Gentil Cardoso foram técnicos negros e chegaram à seleção brasileira, mas Gentil dirigindo a seleção pernambucana que representou o Brasil numa Copa América, em 1959. No ano passado, discutíamos se os clubes brasileiros eram xenófobos, por causa da resistência ao sucesso de Jorge Jesus e Jorge Sampaoli. Agora, desde o assassinato de George Floyd, o pensamento é no racismo.

Se olhar para a história, o futebol brasileiro é mais racista do que xenófobo. O tema está na coluna do PVC na Folha de S. Paulo, nesta sexta-feira. O maior número de treinadores estrangeiros em comparação com os negros é escancarado na lista publicada abaixo. Dos doze clubes mais tradicionais do país, só três tiveram mais treinadores negros do que estrangeiros: Cruzeiro, Botafogo e Vasco.

Veja a lista completa abaixo: :: LEIA MAIS »

É videogame? Torcida virtual na volta do Campeonato Espanhol chama atenção

Globo Esportes

Quem acompanhou a volta do Campeonato Espanhol e esperava as arquibancadas vazias no Ramón Sánchez Pizjuán talvez tenha estranhado. A transmissão de Sevilla 2 x 0 Real Betis mostrou para o mundo como serão os jogos da liga até o fim da temporada: com gritos e torcida virtuais. Mas a figura de um setor do estádio preenchido chamou atenção.

O recurso é disponibilizado pela La Liga, organizadora do torneio, que envia o sinal a todas as emissoras detentoras dos direitos de transmissão. No Brasil, a partida foi exibida com o ambiente digital.

Na Espanha, o canal “Movistar+” disponibilizou dois canais diferentes e deu a opção para o torcedor: ver com torcida vitual ou assistir ao jogo como ele ocorreu, com arquibancadas vazias e sem som dos fãs.

No entanto, alguns internautas espanhóis criticaram o recurso, que é semelhante ao utilizado pelos jogos de videogame de futebol. Até o jornal “El País” escreveu que o desenho na arquibancada parecia “confete compactado”.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia