WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

junho 2020
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  



drupal counter

:: 26/jun/2020 . 19:30

CBF analisa cidades para receber Copa do Nordeste; Salvador larga na frente

Bahia Notícias

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deve decidir na próxima semana a sede da Copa do Nordeste. E Salvador desponta como favorita para sediar a competição, conforme apuração do Bahia Notícias.

A intenção é que a competição seja iniciada a partir da segunda quinzena de julho. Salvador só se inviabilizaria se o atual decreto que proíbe partidas de futebol no estado seja prorrogado pelo governador Rui Costa (PT). A medida expira no dia 6 de julho.

Durante a semana, a CBF recebeu uma vasta documentação referente as estruturas atuais da Arena Fonte Nova, Barradão e Pituaçu. Arena Cajueiro e Joia da Princesa, em Feira de Santana, também foram analisados pela entidade. A“Princesinha do Sertão”, como é conhecida Feira, também poderá receber partidas e sediar até um confronto das quartas de final. O material agradou a cúpula da entidade.

Fortaleza e Recife também passaram pela análise. A primeira foi avaliada positivamente e leva vantagem sobre a capital pernambucana nos critérios avaliados.

A entidade que controla o futebol nacional analisou vários aspectos como a malha aérea, rodoviária, leitos de hotel, praças esportivas e estruturas nas cidades próximas de cada capital. Os casos de coronavírus em cada local também estiveram em pauta.

A Copa do Nordeste foi suspensa em março por conta da pandemia do coronavírus.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) realizou vistoria em três capitais nesta semana, bem como em munícipios próximos. O objetivo foi verificar a estrutura desses locais para definir a sede da Copa do Nordeste.

Flamengo confirma que transmitirá partida contra o Boavista na FlaTV

MSN

Em nota oficial publicada nesta sexta-feira, o Flamengo confirmou que transmitirá a partida contra o Boavista, na próxima quarta-feira, dia 1º de julho, em seu canal no Youtube. A diretoria do clube sente-se respaldada juridicamente para dar “um passo importante para o futebol brasileiro”.

Gustavo Oliveira, vice-presidente de Comunicação e Marketing do Flamengo, destacou a grande transformação que pode acontecer no futebol com a aprovação da MP 984/2020 pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal.

– É um marco para o futebol brasileiro. Com a MP, todos os clubes, além de se fortalecerem, ganhando maior poder de negociação, poderão fazer ações como esta para suas torcidas. Estamos trabalhando muito para oferecer uma transmissão de alto nível para todos nossos torcedores, nosso maior patrimônio. Essa transmissão representa a democratização do espetáculo. Ficaremos felizes em proporcionar essa alegria à torcida em um momento de tanta adversidade – afirmou o VP ao site oficial do clube, antes de completar:

– O mundo mudou e o futebol precisa acompanhar as novas tecnologias e necessidades do mercado e do torcedor. Caso seja aprovada no Congresso Nacional e se converta em lei, essa MP vai possibilitar a universalização do acesso do consumidor ao conteúdo futebol nas mais diversas plataformas, aumentando sua liberdade de escolha. Será um enorme legado para o futebol brasileiro – destacou Gustavo Oliveira, reforçando o discurso da direção do Fla.

Catar prepara volta do futebol com duas fases de isolamento e ar-condicionado nos jogos

Globo Esportes

Seja pelo grande potencial financeiro, investimento no PSG e, principalmente, ser a sede da próxima Copa do Mundo, o Catar ganha cada vez mais ares de protagonista no mapa do futebol mundial. Sem jogos desde 7 de março, o pequeno país localizado no Oriente Médio planejou uma grande operação para a retomada das competições, que envolve regras de confinamento total dos jogadores e membros de comissões técnicas.

Depois de serem testados no dia 13 de junho, os 12 times da primeira divisão do Catar entraram em isolamento em quatro hotéis cinco estrelas de Doha, com tudo pago pela Liga de Futebol do Catar (QSL). Os quartos são individuais, e os atletas só podem sair para treinar.

O campeonato volta no dia 24 de julho. Inicialmente, o confinamento estava planejado para durar até 23 de agosto, quando as cinco rodadas restantes da temporada estão previstas para terminar. No entanto, a QSL aprovou uma segunda fase do protocolo na quarta-feira passada, que contempla a quarentena dos jogadores em suas casas, para onde eles devem ir nas próximas semanas.

São sete brasileiros na liga. Um deles é Kayke, atacante ex-Flamengo e Santos. Defende o Qatar SC e relatou a grande mudança na rotina.- É uma rotina um pouco diferente do que estamos acostumados. Em pré-temporada, a gente geralmente vai no quarto do amigo, sai no corredor, uns jogam carta, outros videogame, ficamos na resenha na janta… Agora, não tem nada disso. É um jogador por quarto, ninguém pode ficar no quarto do outro. A gente não pode ficar na recepção nem andar sem máscara dentro do hotel, inclusive para ir aos treinos.

De acordo com dados do Ministério da Saúde do Catar, o país tem 91.838 casos e 106 mortes pela Covid-19. O controle da quarentena é feito por um aplicativo do governo, de uso obrigatório a todos residentes do país. Quem não tiver o dispositivo no celular pode ser multado em US$ 55 mil (cerca de R$ 294 mil). O software apresenta uma cor indicando a situação clínica de cada pessoa. Como estão nos hotéis, todos os jogadores de futebol estão com a cor amarela, que corresponde aos que passam pela quarentena.

Para monitorar a Covid-19 no país, há rastreamento por GPS e blitz nas ruas. A punição para quem não obedecer às regras é severa, podendo chegar à prisão de três anos ou milhares de dólares de multa. Com bom humor, Kayke diz não saber os valores das penalizações e revela que “não faz esforço” para descobrir.

Bahia de Feira e Jacuipense, os “diferentões” do interior

Resenha na Rede

O Bahia de Feira retornou aos treinos nesta sexta-feira (26), após a testagem de funcionários, comissão técnica e jogadores. O time da cidade de Feira de Santana (BA) é o primeiro do interior a retomar as atividades. A medida deve ser seguida também pelo Jacuipense, que está prestes a anunciar uma parceria com um laboratório para realizar testes em seu elenco.

E o que esse retorno diz sobre esses dois clubes? Organização e planejamento.

Não é por menos que o Tremendão e o Leão do Sisal são os dois clubes com maior potencial de crescimento no interior do Estado. As duas gestões podem se diferenciar em muitos aspectos, mas possuem visões parecidas quanto ao conceito de gestão moderna e empresarial. Ao contrário dos co-irmãos do interior, Bahia de Feira e Jacuipense fogem das amarras eleitorais, ou seja, não dependem de políticos e politicagem para o processo funcionar.

Não é difícil entender o porque dos dirigentes dessas equipes serem favoráveis, por exemplo, que o Campeonato Baiano termine em campo. As duas equipes estão no grupo de classificação, junto com Bahia e Vitória e como os grandes do Estado, foram os times que não dispensaram atletas do elenco principal durante a pandemia. Foram mais longe ainda, anunciaram contratações em meio ao caos.

Caso o Estadual não retorne, Jacuipense tem a Série C para disputar ainda na temporada e o Bahia de Feira mantém o sonho do acesso, tendo toda Série D para jogar. Recomendo que façam suas apostas, mas jogo todas as fichas que nos próximos cinco anos Bahia de Feira e Jacuipense estarão incomodando os gigantes do Estado.

Conmebol comemora previsão de volta do Brasileirão em 9 de agosto

Globo Esportes

A previsão da CBF de iniciar o Campeonato Brasileiro no dia 9 de agosto foi recebida com entusiasmo na Conmebol. A retomada dos campeonatos nacionais nos dez países que formam a competição continental é um dos requisitos para a volta da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana.

A situação do Brasil, com mais de 55 mil mortos pelo novo coronavírus, é observada com mais cuidado por parte da Conmebol – afinal, se trata do maior país do continente e do que tem mais times disputando a competição e do que movimenta mais dinheiro.

Epidemiologistas e matemáticos contratados pela Conmebol para analisar a evolução da pandemia no continente avaliaram que, no Brasil, a situação deve melhorar tão rapidamente quanto piorou.

A Conmebol estima ser possível retomar a Libertadores e a Sul-Americana em setembro, depois das duas primeiras rodadas das Eliminatórias, previstas para a primeira semana daquele mês – como a Fifa anunciou nesta semana.

A confederação sul-americana elaborou um protocolo sobre a volta dos jogos e enviou aos ministérios de saúde e de relações exteriores de todos os países da região. Além da retomada do futebol nos dez integrantes da Conmebol, é preciso que as fronteiras sejam reabertas e que voos entre os países sejam liberados.

Ferj marca jogos de Botafogo, Vasco e Fluminense para o fim de semana

Lance

A Federação de Futebol do Rio de Janeiro divulgou, nesta terça-feira, a tabela atualizada dos próximos jogos do Campeonato Carioca. O duelo entre Vasco e Macaé, que seria no último fim de semana e já tinha sido adiado, foi novamente transferido, desta vez para domingo, às 16h, com transmissão da Globo em São Januário.

O jogo do Fluminense com o Volta Redonda está marcado também para domingo, às 19h, no Maracanã. O Botafogo jogaria no sábado, contra a Cabofriense, às 17h, no Estádio Nilton Santos. Os dois clubes ainda aguardam decisão do STJD para atuarem apenas em julho. Após mediação no último sábado, o Flu admitiu entrar em campo no dia 30 de junho, mas não antes disso.

As partidas da quinta rodada da Taça Rio também foram confirmadas. No dia 1º de julho, uma quarta-feira, os confrontos entre Flamengo e Boavista, Portuguesa e Botafogo, Bangu e Cabofriense, Vasco e Madureira, Macaé e Fluminense, e Volta Redonda e Resende podem acontecer.

QUARTA RODADA

Sexta
15h30
Portuguesa 0x0 Boavista – Luso-Brasileiro
Sábado
17h
Botafogo x Cabofriense – Nilton Santos
Domimgo
15h15
Madureira x Resende – Conselheiro Galvão
16h
Vasco x Macaé – São Januário
19h
Fluminense x Volta Redonda – Maracanã

Federação confirma final da Copa da França em 24 de julho com presença de torcida

Terra

A Federação Francesa de Futebol (FFF, na sigla em francês) confirmou nesta sexta-feira as datas das finais das duas copas nacionais da temporada. Em ambas o Paris Saint-Germain, declarado campeão do Campeonato Francês no mês passado, está presente. Pela Copa da França, no dia 24 de julho, no Stade de France, enfrentará o Saint-Étienne. Uma semana depois, no mesmo local, decidirá a Copa da Liga Francesa contra o Lyon.

De acordo com o presidente da FFF, Noël Le Graët, haverá a presença de público nestas partidas. Ela será limitada a no máximo cinco mil pessoas, mas o dirigente confia que poderá aumentar essa capacidade em mais 30% dependendo de uma decisão das autoridades sanitárias do país.

“A final da Copa da França será no dia 24 de julho e a da Copa da Liga Francesa no dia 31. Neste momento, estamos em cinco mil (torcedores autorizados a entrar no estádio). Mas faremos uma petição para conseguir a permissão de mais”, disse Le Graët, nesta sexta-feira, em uma reunião por videoconferência da Assembleia Geral da FFF.

Além das copas nacionais, o Paris Saint-Germain também busca o título da Liga dos Campeões da Europa. Já eliminou o Borussia Dortmund nas oitavas de final e se prepara para a fase final da competição em Lisboa, capital de Portugal, a partir de 12 de agosto.

O brasileiro Neymar está na expectativa para o restante da temporada. “Esse período foi atípico, mas o principal foi manter a segurança com a mente e o corpo em dia. Estou pronto e empolgado para o retorno, pensando muito na Liga dos Campeões, claro. Nós temos um grupo forte, conseguimos uma classificação histórica para as quartas de final e agora é focar no objetivo. Treinei bastante nos últimos meses, com a mesma intensidade e dedicação, mas sinto falta do calor do jogo. Mal posso esperar para entrar em campo e, se Deus quiser, fazer história”, disse.

Diretor diz que Conmebol não vê problema de Libertadores terminar em 2021

Uol

A Conmebol não vê problema em estender a Libertadores e a Sul-Americana para o início de 2021. Em entrevista ao blog, o diretor de competições de clubes da confederação sul-americana, Frederico Nantes, disse que a entidade não descarta cenários e que adiar as finais é um deles.

“Estamos enfrentando uma situação excepcional em que teremos que considerar todas as opções possíveis com seus prós e contras. Seja qual for a decisão tomada, a Conmebol sempre garantirá o retorno seguro do futebol para todos. Não haverá nenhum problema se tivermos que postergar as finais, inclusive para o início do próximo ano se for necessário”, disse Nantes.

A Libertadores e a Sul-Americana estão paralisadas desde março de 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus e, hoje, não há data prevista para recomeçarem. Em entrevista à rádio argentina Rivadavia, na semana passada, o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez, descartou que os torneios voltem antes de setembro. Isso torna praticamente impossível terminar as competições em novembro, como previsto.

O cenário mais provável, portanto, é de estender a Libertadores e a Sul-Americana para janeiro e até fevereiro de 2021, dependendo de como estará o calendário nacional dos filiados, como o andamento do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil no caso da CBF.

Fazer como a Uefa (União Europeia de Futebol), que definirá sua Liga dos Campeões em uma sede única, Lisboa, não está nos planos da Conmebol neste momento.

Quarentena e crise por causa do coronavírus aproximam 4 grandes de SP

Uol

Arquirrivais dentro de campo, Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo passaram a agir longe dos gramados mais como coirmãos durante essa quarentena por causa da pandemia do novo coronavírus. Segundo apurou o UOL Esporte, os dirigentes dos quatro principais clubes do Estado têm se reunido constantemente e buscado soluções que amenizem as dificuldades encontradas nos últimos meses em que as partidas não estão sendo realizadas.

Andrés Sanchez (Corinthians), Maurício Galiotte (Palmeiras), José Carlos Peres (Santos) e Carlos Augusto de Barros e Silva (São Paulo) defendem, por exemplo, que o Campeonato Paulista só seja retomado em agosto, 30 dias depois do início dos treinamentos. A programação aplicada para a realização de testes físicos e exames médicos nos últimos dias também é bastante similar e foi discutida pelos dirigentes.

Na discussão de ontem (25) com a CBF sobre o início do Campeonato Brasileiro no dia 9 de agosto, os quatro elevaram o tom — a intenção era de a competição fosse postergada para que não existisse conflito de datas com o estadual. Agora, a ideia é que a CBF discuta diretamente com a FPF sobre como proceder e organizar o calendário nacional sem que exista um conflito de torneios.

Nas reuniões na Federação Paulista de Futebol, os quatro também têm adotado discursos e posições parecidas. Vale destacar até que quando os quatro dirigentes conversaram sem a presença dos dirigentes dos outros 12 clubes que disputam o Estadual, houve reclamação dos excluídos. Agora, os times devem permanecer unidos para que a retomada das competições aconteça mesmo em agosto — sendo que o secretário estadual de Esportes de São Paulo, Aildo Rodrigues Ferreira, cogitou a possibilidade de no fim de julho o Paulistão já ser retomado e a intenção da CBF é de ter o Brasileirão no mesmo mês.

Desta maneira, os clubes paulistas acreditam que terão uma possibilidade de diminuir a vantagem em relação às equipes de outros Estados no nacional. O Atlético-MG, por exemplo, já está treinando há mais tempo e o técnico Jorge Sampaoli pôde desenvolver apenas a parte tática nas últimas três semanas. Assim como o Flamengo, que já retornou e até já disputou uma partida do Carioca,

As quatro equipes reduziram também os salários de seus jogadores e funcionários nestes últimos meses. Chegou-se até a cogitar, entre várias possibilidades, uma atuação igual entre os quatro (com a diminuição de 50% dos vencimentos). Porém, a hipótese nem sequer saiu do papel e cada um agiu da maneira que achou mais conveniente para aplicar o corte.

Previsão da CBF de retomar Brasileirão no dia 9 de agosto contraria clubes paulistas

Globo Esportes

A decisão da CBF de estimar o início do Campeonato Brasileiro para o dia 9 de agosto contrariou os quatro grandes clubes de São Paulo.

A insatisfação de Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo decorre de preocupações com dois pontos: a sobreposição de datas com o encerramento do Campeonato Paulista e a teórica vantagem para clubes de outros Estados.

Ao contrário do que acontece no Rio de Janeiro, único estado a ter retomado seu campeonato, em São Paulo ainda não há data prevista para o reinício do estadual. Os quatro clubes estão autorizados a voltar aos treinos no dia 1º de julho e planejavam ter um mês de preparação antes do reinício no Paulistão, interrompido quando faltavam duas rodadas para o término da primeira fase – seriam necessárias outras quatro datas para quartas de final, semifinais e os jogos duplos das finais.

Os clubes paulistas calculavam que o Brasileirão só seria reiniciado após o fim do Paulistão. Se a data prevista pela CBF para a Série A for mantida, será inevitável que as duas competições sejam disputadas paralelamente.

Uma possibilidade seria tentar antecipar o início do Estadual, reduzindo o tempo de treino. Mas tal decisão não cabe aos clubes nem à Federação Paulista de Futebol, mas sim ao governo do Estado de São Paulo, que recentemente irritou clubes ao adiar a permissão para volta aos treinos.

Os clubes paulistas também se queixam porque terão menos tempo de treino que outros rivais, como Inter, Grêmio, Atlético-MG e Flamengo, que estão várias semanas à frente. Na avaliação dos dirigentes de Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo, esses times vão largar no Campeonato Brasileiro com uma vantagem que dificilmente será recuperada depois – sobretudo porque o calendário vai ser extremamente apertado depois que as competições recomeçarem.

CBF descarta alterar formatos das Séries C e D; nova reunião decidirá datas

Bahia Notícias

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) descartou mudar os formatos da Séries C e D por conta da pandemia do coronavírus. Alguns dirigentes das agremiações propuseram enxugar as competições ou fazer uma sede única, ideias rechaçadas pela entidade, de acordo com apuração do Bahia Notícias.

As datas de início das competições devem ser decididas na semana que vem em reunião virtual entre os clubes e Rogério Caboclo, presidente da CBF.

Caso algum munícipio ainda não esteja liberado pelas autoridades de saúde por conta da pandemia do coronavírus, o clube irá mandar seus jogos em outra praça esportiva dentro do mesmo estado. As competições começarão com portões fechados para a torcida.

O Jacuipense é o representante baiano na Série C. Já na D estão as seguintes agremiações do estado: Atlético de Alagoinhas, Bahia de Feira e Vitória da Conquista.

Apenas o Bahia de Feira já retomou os treinos presenciais (relembre aqui). Jacuipense planeja voltar em julho, enquanto Atlético de Alagoinhas e Vitória da Conquista ainda não anunciaram os seus cronogramas.

CBF e clubes projetam início de Brasileiro para 8 e 9 de agosto e jogos até fevereiro

Globo Esportes

A direção da CBF e os dirigentes de clubes das séries A e B projetaram, em reunião nesta quinta-feira, o início do Campeonato Brasileiro para o fim de semana de 8 e 9 de agosto. Com 38 rodadas mantidas, a edição do Brasileiro 2020 só vai terminar em fevereiro.

A informação da data estipulada para o início da competição foi publicada primeiramente pelo portal “Uol”. Os clubes decidiram ainda que a Copa do Brasil também retorna a partir do fim da segunda semana de agosto.

Às 20h53, a CBF soltou a seguinte nota:

“O campeonato Brasileiro da Série A poderá retornar no dia 9 de agosto, domingo. A Série B tem data prevista de recomeço para 8 de agosto.

A decisão foi tomada na noite desta quinta-feira, em reunião convocada pela CBF junto com a Comissão Nacional de Clubes (CNC) com a participação dos 40 clubes disputantes duas séries.

As datas básicas e o cronograma de retorno foram propostos pelo presidente da CBF, Rogério Caboclo, e apoiadas pelos clubes.

O retorno do futebol depende da autorização das autoridades de saúde. Mas, dezenove dos vinte clubes da Série A se dispuseram a jogar fora das suas cidades, em última instância, caso até lá seus municípios não estejam liberados pelas autoridades de saúde a realizar jogos. Foi um sinal de apoio à realização da competição pela CBF.”

A CBF vai marcar as 38 rodadas do Brasileiro e também as partidas da Copa do Brasil – serão dois jogos por semana, exceção ao espaço das datas Fifas, previstas para voltarem em setembro.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia