Atarde

Ex-técnico da seleção feminina de futebol, com passagens pela dupla Ba-Vi, Renê Simões, de 68 anos, gerou polêmica após defender o retorno dos jogos como alternativa para acabar com o fim da violência doméstica.

Segundo o comentarista, alguns amigos estão enlouquecendo em casa devido a quarentena. “Vamos discutir o futebol como fator social para ajudar as pessoas que estão em casa enlouquecendo. Eu tenho amigos aqui que já se separaram, outros já bateram na mulher, outros batem nos filhos. Estão enlouquecendo. Então, se colocar futebol, pode ser que ajude em alguma coisa”, declarou Renê à Rádio Central, de Campinas, na sexta-feira, 26.

Diagnosticado com Covid-19 no dia 28 de março, Renê foi criticado por não informar os casos de violência às autoridades responsáveis.