WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
pmvc abrinq vitoria da sorte


vitoria da sorte

julho 2020
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  



drupal counter

:: 19/jul/2020 . 11:40

Treinador Elias Borges comanda o primeiro coletivo após o retorno as atividades

Da Redação

Depois de quase uma semana de trabalhos físicos e táticos, o treinador Elias Borges comandou o primeiro coletivo após o retorno elenco do Vitória da Conquista aos treinamentos na manhã deste domingo (18), no estádio Edvaldo Flores.

Na atividade o comandante do Bode testou a possível formação que mandará a campo no jogo contra a Juazeirense, que acontece nesta quinta-feira (23), às 16 horas, no estádio Adauto Moraes, pela oitava rodada do Campeonato Baiano.

Em entrevista a Sheila Lemos, do Programa Cidade Esportes, na Mega Rádio, na noite da última semana, Borges disse que já tinha em mente aos onze que entrarão em campo, porém, só irá anunciar a escalação momentos antes da partida.

Com sete pontos e ocupando a oitava colocação, o Vitória da Conquista ainda tem chances matemáticas de classificação para as semifinais.

Rabelo aprova a primeira semana de preparação para o retorno do Campeonato Baiano

Esporte Total

A Desportiva Juazeirense encerrou na tarde deste sábado 18 a primeira semana de preparação visando os jogos complementares do Campeonato Baiano 2020. A atividade aconteceu no Estádio Adauto Moraes com a presença de todos os jogadores do elenco, inclusive o atacante Jean Carlos, último a se apresentar ao clube.

Para o técnico Carlos Rabello, o aproveitamento “Superou as minhas expectativas e eu diria que nesse curto espaço de tempo que tivemos o resultado foi excelente”.

Com passagens pelo Jequié e pela própria Juazeirense, Rabello é profundo conhecedor do futebol baiano e vê com otimismo a possibilidade de colocar em campo uma equipe competitiva em condições de colocar o Cancão na próxima fase do Estadual. Para ele, as equipes “Estão todas iguais, no mesmo nível de conjunto, e a capacidade individual dos atletas pode ser o fator de desequilíbrio de uma equipe para outra” – finaliza.

Os jogadores ganharam folga neste domingo e retornam às atividades na próxima segunda-feira, em dois períodos. Terça e quarta-feira haverá treino à tarde e na quinta-feira o time do deputado Roberto Carlos recebe o Vitória da Conquista, às 16 horas, no Adauto Moraes, de portões fechados ao público. A partida vale pela 8ª rodada da primeira fase do campeonato.

A Juazeirense ocupa a 6ª posição com 10 pontos, um a menos da fase de classificação, e vai em busca de duas vitórias para carimbar a classificação para fase semifinal.

Doce Mel corre o risco do rebaixamento do Campeonato Baiano 2020

Tribuna da Bahia

O Campeonato Baiano volta a partir do dia (23) e por conta do aumento do número de casos do coronavírus em algumas regiões do estado, não terá partidas, nos municípios de Alagoinhas, Ipiaú e Jacobina, por medidas de prevenção a COVID-19 na Bahia.

O “Baianão” foi paralisado em março e o retorno está marcado para próxima quinta-feira (23). O Doce Mel que foi o time campeão da série B (2019), está correndo risco de rebaixamento do campeonato.

Com a pandemia o Doce Mel interrompeu as rotinas de treinos e só voltou a treinar na última quarta-feira (15), vale ressaltar que a próxima partida do time é quinta-feira (23), as 16 horas em Feira de Santana contra o Jacobina.

“Começamos os trabalhos ontem, muito pouco tempo para realização de uma partida de futebol”, declarou Eduardo Catalão Presidente do Doce Mel.

Ainda de acordo com Catalão, foram recontratados todos os atletas que faziam parte do elenco antes da paralisação da competição.

A volta do campeonato está sendo muito difícil devido a diversas dificuldades encontradas para o retorno do campeonato, durante pandemia – Transporte, local para treinamento, o medo da pandemia, a falta de dinheiro, são algumas das dificuldades relatadas pelo Presidente do Doce Mel.

Para afastar o fantasma do rebaixamento o Doce Mel está treinado durante a manhã e tarde no Resort Paraguassu em Santo Estêvão, tomando todos as medidas de precauções orientadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Futebol feminino: CBF confirma datas do Brasileiro e torneios de base

Atarde

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) oficializou as datas para início e término das Séries A1 e A2 (primeira e segunda divisões) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. A entidade também confirmou a disputa dos torneios nacionais das categorias sub-18 e sub-16 e da etapa Brasil do Festival Sul-Americano Conmebol na categoria sub-14.

A Série A1 é a primeira que será retomada, em 26 de agosto, para conclusão da quinta rodada (ainda restam três partidas). A CBF pretende finalizar o torneio em 6 de dezembro. O regulamento – que prevê o enfrentamento dos 16 times em turno único, com a classificação dos oito melhores às quartas de final e o mata-mata disputado em jogos de ida e volta – está mantido. A atual campeã, a Ferroviária é líder da competição até o momento.

Na sequência, entre os dias 2 e 11 de outubro, ocorrerá o Brasileiro sub-16, que reunirá 12 clubes divididos em três grupos com quatro times em cada. O vencedor de cada chave e o melhor segundo colocado passam para a semifinal – que, assim como a decisão, será em jogo único. No ano passado, o título ficou com o São Paulo

A segunda divisão do Brasileiro Feminino reinicia em 18 de outubro, após somente uma rodada disputada antes da suspensão das competições, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). De acordo com a programação da CBF, a final será em 31 de janeiro do ano que vem. Assim como na Série A1, o regulamento prévio foi mantido: são 36 clubes, distribuídos em seis grupos de seis equipes, com 16 delas (as duas primeiras de cada chave e os quatro melhores terceiros) avançando ao mata-mata, com jogos de ida de volta até a final – o São Paulo também é o atual campeão.

O Festival sub-14 ficou para 14 e 20 de dezembro, com oito times divididos em dois grupos (quatro equipes em cada). Os dois melhores avançam ao mata-mata, que terá jogo único nas semifinais e na decisão. Em 2019, a competição foi disputada no Paraguai e o título ficou com o Centro Olímpico, de São Paulo.

Por fim, o Brasileiro sub-18 será disputado entre 6 de janeiro e 28 de fevereiro de 2021. Serão 24 equipes separadas em seis chaves (quatro times em cada, com jogos de ida e volta entre eles). As oito melhores campanhas avançam, formando dois novos grupos com quatro agremiações cada, que se enfrentarão em turno único. Os dois primeiros das chaves vão às semifinais, com partidas de ida e volta, assim como será a decisão. O Internacional levantou a taça do sub-18 em 2019.

Segundo a CBF, as datas acertadas para os torneios de base respeitam a previsão da Conmebol para a realização dos Sul-Americanos de seleções sub-20 e sub-17, entre outubro e novembro deste ano. Já os Mundiais das categorias estão marcados para 20 de janeiro a 6 de fevereiro (sub-20, em Costa Rica e Panamá) e 17 de fevereiro a 7 de março (sub-17, na Índia).

No Dia Nacional do Futebol, cartolas de clubes se respaldam em nova discussão

Futebol Interior

Houve época em que este 19 de julho, Dia Nacional do Futebol, a reflexão mirava ‘artistas’ que escreveram a história da modalidade.

Da Lei Pelé de 1998 pra cá, direitos e deveres de atletas entraram cotidianamente na pauta de discussão, com reflexo de incontáveis processos trabalhistas de atletas reivindicando supostos direitos.

De entretenimento com relativo ganho aos praticantes, o troço passou a ser tratado como negócio gerador de muito dinheiro, com cotas altíssimas aos clubes pelo direito de transmissão de jogos pela televisão, além de tratativas de marketing com empresas privadas e públicas, para propagação de marcas.

Isso não foi o bastante para acomodação de clubes. Interatividade nas redes sociais mostraram aos gigantes do meio que poderiam bradar, como D. Pedro I há dois séculos, o grito de independência, de forma que cada qual possa negociar individualmente direitos de imagens de seus produtos: o futebol.

Como o Flamengo se agigantou de forma que pudesse ‘peitar’ a então poderosa Rede Globo de Televisão, encontrou como aliado o presidente Jair Bolsonaro, desafeto da emissora, que editou a MP (Medida Provisória) 984, que permite negociação individual do clube mandante sobre a transmissão das partidas.

Já se observa que até CBF (Confederação Brasileira de Futebol) também se mostra defensora da MP, e dia a dia clubes vão se enfileirando no mesmo propósito.

Pelo andar a carruagem, quem poderia brecar essa nova ordem das coisas do futebol seria a Câmara Federal, que brevemente deve avaliar e votar a MP.

Como parlamentares, em reunião com dirigentes de clubes, tiveram percepção do eco favorável à mudança na relação com TV, está pavimentado o caminho para que a MP seja aprovada.

Evidente que clubes da Série A do Campeonato Brasileiro só têm a ganhar com competitividade de veículos de comunicação para mostrar imagens dos jogos. Resta saber como vão se portar clubes da Série B, principalmente aqueles de menor apelo popular.

Equipes sub-20 podem ter jogadores de 21 anos nos próximos torneios

Isto É

A CBF e as entidades estaduais conversam com o clubes para decidir o futuro dos campeonatos das categorias de base. Uma das sugestões analisadas é aumentar o limite de idade na categoria sub-20, a última antes do profissional, permitindo que atletas que completarem 21 anos possam disputar torneios.

A Fifa adotou essa medida para os Jogos Olímpicos de Tóquio, remarcados para 2021, com aval do COI. Os jogadores elegíveis para o torneio sub-23 que seria realizado neste ano poderão atuar no Japão em 2021, com 24 anos.

O técnico sub-20 do Palmeiras, Wesley Carvalho, é entusiasta da mudança de idade. Para ele, seria um modo de evitar frustração nos garotos que poderiam ser impedidos de disputar os torneios de base por terem estourado a idade.

“Se as federações e a CBF entenderem desta forma, seria uma boa chance de reparação aos danos que esses atletas terão neste período”, disse, em entrevista ao Estadão. “Os jogadores mais velhos tiveram um pouco de frustração. Na cabeça deles, seria a última chance de aparecer para oportunidade no profissional ou ser visto no cenário nacional”, acrescentou.

Wesley Carvalho também analisou o prejuízo que a pandemia tem causado para os atletas de base. O treinador disse que a perda de um ano influencia negativamente na formação desses jovens jogadores.

“A maioria dos profissionais já está formado como atleta e os de base estão a todo vapor no aprendizado. Eles adquirem maturidade de acordo com as experiências vividas em treinos e jogos, sejam mata-matas ou clássicos. São elementos que eles vão levar para a carreira toda e que serão decisivos na hora da transição”, destacou.

OUTRA CATEGORIA – Há clubes que contam com times sub-23, um acima do sub-20. Essa nova categoria foi criada nas últimas temporadas por diversos clubes justamente para não perder atletas que estouram o limite da idade para jogar na base sem receber chance no profissional.

É o caso do Ceará. Presidente do clube, Robinson de Castro não vê necessidade de mudar a idade. “No nosso caso, como temos o time sub-23, se o atleta não conseguir mais jogar no sub-20, ele sobe para o sub-23”, comentou o dirigente.

Outros clubes ouvidos pela reportagem, mesmo os que contam com elencos sub-23, avaliam como positivo aumentar o limite para os atletas poderem disputar torneios sub-20. As competições organizadas pela CBF são Copa do Brasil e Brasileirão.

“O rival do Flamengo era o Vasco. Hoje, é o Bota”, diz diretor do Ibope

IG Esportes

José Colagrossi, diretor do Ibope Repucom , afirmou que o Botafogo é o rival mais comentado pela torcida do Flamengo no dias de hoje. Segundo ele, mesmo com a ótima fase do clube rubro-negro, os flamenguistas se incomodam com o Alvinegro.

e Corinthians não chegam perto. Por quê? Por que falam tanto de Botafogo? Não está disputando nada, não tem os títulos deles, não ganhou Libertadores ou Brasileiro ano passado. Mesmo assim flamenguista adora falar de botafoguense. Existe reconhecimento maior da grandeza do que esse? O rival do Flamengo até outro dia era o Vasco . Hoje em dia é sempre o Botafogo . Tenho muitos flamenguistas me seguindo no Twitter, quando elogio o Botafogo tem um monte de comentários de flamenguistas. Fico feliz, orgulhoso. Porque a indiferença me faria mal. Respondo alguns, sem provocação ou agressões, a maior parte é educadamente”, explicou José Colagrossi ao Canal do Fabiano Bandeira.
Para Colagrossi, o incômodo tem motivo. O fato dos torcedores botafoguenses amarem seu clube como ninguém, incomoda os outros.

“A torcida do Botafogo incomoda porque ama como ninguém, aguenta como ninguém, sofre como ninguém. Em 25 anos o Botafogo não ganhou títulos de expressões, apenas Estaduais, mas a torcida enche o estádio, enche redes sociais, tem 30 mil sócios. Deixa eles falarem. Eu vi o Flamengo colocar 6 mil pessoas no Maracanã, quando estava em fase péssima e não ganhava. Nós amamos como ninguém, sofremos e resistimos como ninguém, esse é o DNA de ser botafoguense “, disse Colagrossi.

Vasco ultrapassa a marca de 100 mil renovações de sócio-torcedores

Terra

O apoio maciço da torcida do Vasco deve continuar de maneira intensa. Neste domingo, o vice-presidente de finanças, Carlos Leão, utilizou seu perfil no Twitter para divulgar neste domingo que o Cruz-Maltino atingiu a marca de 100 mil renovações dos planos de sócio-torcedores.

Leão não escondeu seu entusiasmo ao publicar o texto da postagem: “Muito bom acordar num domingo ensolarado com 100 mil renovações. Gigante demais da conta!”.

O indicador do site “Sócio Gigante” aponta que até o momento 100.284 torcedores renovaram seus títulos ou aderiram ao programa de sócio-torcedor do Cruz-Maltino desde primeiro de maio.

Pandemia causa incerteza entre jogadores nas categorias de base

MSN

Enquanto os campeonatos profissionais começam a ser retomados pelo Brasil, os torneios de base ainda estão longe de uma definição. A CBF informou ao Estadão que pretende realizar todas as competições inferiores, estendendo o calendário para 2021, assim como acontecerá com o Brasileirão. Clubes ouvidos pela reportagem, porém, não acreditam que seja possível a organização dos jogos por causa do investimento em testes para coronavírus e outras medidas contra a pandemia.
Sem atividades presenciais, os jovens jogadores recebem orientações via internet dos clubes para treinos. Alguns garotos relatam a ansiedade causada pela indefinição sobre o futuro da carreira e também com a suspensão de pagamentos dos times, que dizem estar respaldados pela lei e aguardam decisão das entidades responsáveis pela organização dos campeonatos e das sanitárias para marcar a data para retomar o trabalho na base. Neste momento, está tudo parado.

O atacante Valdenilson, do sub-20 do Palmeiras, aproveitou a paralisação para acompanhar o nascimento do filho, Brayan Miguel. Ele viajou ao Maranhão e, em 29 de junho, viu sua mulher Fabíola na mesa de parto. O jogador já retornou a São Paulo para ser avaliado nos treinamentos com o elenco principal do Palmeiras.

“Fiquei com bastante medo de um de nós pegar o vírus. Rezei, conversei com Deus para que não deixasse isso acontecer. Ela precisou de mim nessa quarentena e fiz de tudo para cuidar dela. E foi algo recíproco porque também tive o apoio dela nessa paralisação do futebol. Pensava: ?se a pandemia não passar, como vou mostrar meu futebol??. Isso ficava na minha cabeça por muito tempo, mas tive total apoio dela”, afirmou Valdenilson ao Estadão.

Também por causa da retomada das atividades comandadas pelo técnico Vanderlei Luxemburgo com o time, o lateral-esquerdo angolano Ramiro não conseguiu ficar ao lado dos familiares durante a pandemia. Ele preferiu permanecer no Brasil e divide quarto de hotel com outro companheiro estrangeiro, o equatoriano Erick Pluas. Sua família vive em região pobre na cidade de Luanda. :: LEIA MAIS »

Futebol de volta, mas bem diferente do normal

Uol

Depois de 126 dias, o Campeonato Pernambucano 2020 será retomado hoje. Mas, enquanto o mundo ainda enfrenta a pandemia do novo coronavírus, o futebol precisa seguir regras rígidas para que o espetáculo dentro de campo seja apreciado pelos torcedores à distância, já que as arquibancadas ainda seguirão vazias por um bom tempo. O Estadual volta com a última rodada da primeira fase às 16h, 18 semanas após o jogo entre Santa Cruz e Decisão que fechou a 8ª rodada, na metade de março.

As regras para a volta do desporto integram o protocolo médico divulgado pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF) ainda no final do mês de junho. Os treinos voltaram no dia 15 daquele mês, mas os jogos oficiais levaram um pouco mais de tempo até que fossem liberados pelo Governo de Pernambuco.

A base utilizada pela FPF para formular as diretrizes vem das federações europeias. Faltam 17 jogos para a conclusão do Estadual, sendo cinco jogos ainda da fase de pontos corridos e os outros referentes ao mata-mata e ao quadrangular do rebaixamento. “Em todas essas competições que já retornaram, estamos vendo uma bandeira principal que é o seguimento rigoroso dos critérios de prevenção, distanciamento social, não aglomerações com variáveis em cada País, Estados e Clubes”, diz o texto da Federação.

Para começar, cada clube poderá ter uma delegação de, no máximo, 35 pessoas. Os médicas de cada time deve enviar as avaliações dos membros por e-mail para a FPF no dia das partidas. Os jogadores precisarão entrar em campo separados por uma distância de 1,5m.

Os atletas serão liberados para entrar no gramado após a entrada da arbitragem, com o time mandante indo primeiro. A saída é ao contrário, com os visitantes deixando o campo primeiro. A arbitragem, delegados e gandulas também vão responder um questionário e aferir a temperatura. :: LEIA MAIS »

Vasco vence jogo-treino contra o Macaé por 5 a 0 em São Januário

Globo Esportes

O Vasco venceu o jogo-treino contra o Macaé por 5 a 0. Na manhã deste sábado, em São Januário, Talles, Ribamar, Bruno César, Lucas Santos e Kaio Magno marcaram os gols a favor do time de Ramon Menezes.

Foi o segundo teste do Vasco em preparação ao Brasileirão, que iniciará em agosto. Na quarta, o Porto Velho-RO foi superado por 5 a 0. Os dois jogos-treino foram sem público, uma medida adotada por conta da pandemia do novo coronavírus.

Ramon manteve a base que utilizou nos dois jogos do Carioca e na partida do meio de semana. Castan continuou fora, poupado, assim como Cano. Ulisses e Ribamar, respectivamente, foram os substitutos. Além disso, Fellipe Bastos voltou a ser titular no lugar de Raul. :: LEIA MAIS »

Fortaleza perde muitos gols, mas vence Guarany e é finalista do Cearense 2020

Diário do Nordeste

O Fortaleza é o primeiro finalista do Campeonato Cearense 2020. Mas, mesmo assim, o técnico Rogério Ceni saiu da Arena Castelão na bronca com a equipe. Mesmo tendo vencido o Guarany de Sobral por 1 a 0, o Tricolor de Aço perdeu pelo menos 5 chances claras de gol e ficou apenas no placar magro.

Durante toda a partida, o time da capital cearense mostrou posição dominante frente ao adversário, tendo maior posse de bola e criando situações reais de finalização a todo instante.

No primeiro tempo, o Tricolor de Aço começou levando um susto logo no primeiro minuto. Leo recebeu na cara do gol, mas mandou fraco para defesa de Felipe Alves. Perder essa chance custaria muito caro para o Bugre, já quer seria a única do time em todo o jogo.

Logo em seguida, o Leão acordou, abusando da criação de jogadas pelas laterais. Em uma delas, aos 21 minutos, Tiago Orobó recebeu livre na pequena área, trombou com a zaga sobralense, mas conseguiu mandar a bola para o fundo das redes.

O que parecia que seria o primeiro de uma série de gols acabou sendo o “filho único”, com o tricolor abusando de perder gols. Ederson teve chances na pequena área, mas em todas elas ou mandou para fora ou foi bloqueado pela zaga ou pelo goleiro Dionatan.

No segundo tempo, Rogério Ceni fez uma série de substituições, mas não surtiu efeito. Wellington Paulista também perdeu chances, irritando o treinador ao fim da partida. Mas o Guarany não teve poder de reação e partida terminou no 1 a 0.

Agora, o Fortaleza espera o vencedor de Ceará X Ferroviário, que acontece neste domingo (19), às 16h, com transmissão da TV Verdes Mares e Rádio Verdes Mares.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia