Uol

Na busca por um técnico para ocupar a vaga deixada por Jorge Jesus, o Flamengo terá um obstáculo a mais. Com uma predileção por treinadores estrangeiros, o Rubro-Negro terá de enfrentar também a concorrência europeia para assinar vínculo com o novo comandante.

Um dos preferidos da diretoria, Carlos Carvalhal terminou o Campeonato Português valorizado após classificar o Rio Ave para a próxima edição da Liga Europa. Depois da partida de ontem (25), contra o Boa Vista, o próprio treinador admitiu que chegaram muitas propostas concretas. O Braga, de Portugal, por exemplo, tem interesse no técnico.

“Tenho diversas propostas, do Brasil, da Inglaterra, diversos países, isso é um sinal de que querem que eu transporte os conceitos implementado no Rio Ave nos seus respectivos clubes, sempre disse aos jogadores que não é só ganhar, mas como ganhar”, disse à imprensa portuguesa.

Outro nome na lista do clube da Gávea, Leonardo Jardim, ex-técnico do Mônaco, da França, já indicou a preferência por permanecer na Europa. Marco Silva também é analisado.

Enquanto a cúpula estuda e avalia possibilidades no mercado, o vice-presidente de Futebol Marcos Braz e o diretor executivo Bruno Spindel, que estão na Europa, conversam com alguns nomes. A dupla teve uma reunião inicial com Domènec Torrent, que já foi auxiliar de Pep Guardiola e, atualmente, está sem clube.

O Flamengo adota cautela nas negociações e calma para dar os próximos passos, mas, ainda assim, pretende ter tudo alinhado com o novo técnico ainda antes do Campeonato Brasileiro. Enquanto isso, o elenco profissional vai sendo comandado por Maurício Souza, técnico do Sub-20. COMUNICAR ERRO .