MSN

É dinheiro que não acaba mais. Conforme estudo do Itaú BBA, conduzido pelo economista Cesar Grafietti, 25 clubes do futebol brasileiro fecharam o ano de 2019 devendo um total de R$ 8,043 bilhões.

Este montante é 18% maior na comparação com 2018, quando o débito alcançou R$ 6,797 bilhões. Segundo Grafietti, a alteração se dá por conta de “gestões desastrosas, que gastam além do que podem”. Chama atenção, por exemplo, o salto de R$ 1,891 bilhão para R$ 2,706 bilhões em pendências operacionais, que englobam compromissos com outras agremiações, jogadores e agentes.

O cenário coloca o Atlético-MG no líder do ranking: R$ 746 milhões. O top 5 é completado por Botafogo (R$ 708 milhões); Corinthians (R$ 652 milhões), Cruzeiro (R$ 631 milhões) e Vasco da Gama (R$ 567 milhões). Entre os dez primeiros, somente Flamengo e Palmeiras arrecadaram mais do que o total da dívida acumulada ao final do período. E isso, claro, acaba compensando e tornando esses clubes administráveis do ponto de vista financeiro. Abaixo, é possível conferir a lista, com destaque para a soma de pendências ao final do ano passado e, também, o quanto de receita cada instituição teve. Este último dado está entre parênteses.

O RANKING
1º – Atlético-MG – R$ 746 milhões (R$ 256 milhões)
2º – Botafogo – R$ 708 milhões (R$ 186 milhões)
3º – Corinthians – R$ 652 milhões (R$ 359 milhões)
4º – Cruzeiro – R$ 631 milhões (R$ 290 milhões)
5º – Vasco – R$ 567 milhões (R$ 199 milhões)
6º – Flamengo – R$ 563 milhões (R$ 841 milhões)
7º – Palmeiras – R$ 530 milhões (R$ 635 milhões)
8º – São Paulo – R$ 526 milhões (R$ 374 milhões)
9º – Athletico-PR – R$ 506 milhões (R$ 355 milhões)
10º – Internacional – R$ 443 milhões (R$ 417 milhões)
11º – Fluminense – R$ 407 milhões (R$ 249 milhões)
12º – Santos – R$ 357 milhões (R$ 389 milhões)
13º – Grêmio – R$ 238 milhões (R$ 391 milhões)
14º – Bahia – R$ 174 milhões (182 milhões)
15º – Ponte Preta – R$ 162 milhões (R$ 33 milhões)
16º – Sport – R$ 151 milhões (R$ 110 milhões)
17º – América – R$ 84 milhões (R$ 32 milhões)
18º – Vitória – R$ 77 milhões (R$ 46 milhões)
19º – Avaí – R$ 73 milhões (sem informação)
20º – Bragantino – R$ 43 milhões (R$ 39 milhões)
21º – Paraná – R$ 41 milhões (R$ 22 milhões)
22º – Fortaleza – R$ 37 milhões (R$ 120 milhões)
23º – Goiás – R$ 24 milhões (R$ 83 milhões)
24º – Atlético-GO – R$ 19 milhões (R$ 19 milhões)
25º – Ceará – R$ 16 milhões (R$ 98 milhões)