WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago   out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  



drupal counter

:: 21/set/2020 . 17:41

Ferj se isenta sobre possível volta de público a estádios do Rio de Janeiro

Uol

A possibilidade de o jogo Flamengo x Athletico, em 4 de outubro, pelo Campeonato Brasileiro, contar com torcida foi apenas a sugestão de um teste. Pelo menos, foi o que afirmou hoje o presidente da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), Rubens Lopes, em entrevista à CNN Brasil

De acordo com o dirigente, a Ferj não determinou datas para a volta de torcidas aos estádios. No entanto, como participou da retomada de partidas oficiais, que haviam sido paralisadas no começo do ano em decorrência da pandemia do novo coronavírus, foi chamada a ajudar na avaliação de um protocolo de retorno dos torcedores.

“Foi elaborado (para o Campeonato Carioca) o chamado Protocolo Jogo Seguro, que no Rio de Janeiro se mostrou eficaz. As atividades de retorno aos treinamentos aconteceram com segurança, com nenhuma intercorrência. O retorno da competição sem público aconteceu também sem nenhuma intercorrência. Em função disso, fomos solicitados a estender esse estudo”, argumentou Lopes.

O dirigente lembrou ainda a autonomia de autoridades sanitárias estaduais e municipais para medidas como a liberação da volta de torcedores a estádios. Segundo ele, o que foi feito foi apresentar as regras adotadas no Campeonato Carioca à Prefeitura do Rio, para que se avaliasse o que poderia ser feito para um retorno.

“O que fizemos foi apenas um estudo técnico, de operação de jogo, de como este protocolo pode ser empregado em um experimento piloto, utilizando-se o Maracanã, pelas condições que o Maracanã permite setorizar tudo isso”, afirmou Rubens Lopes — que, no entanto, demonstrou confiança em uma possível volta dos torcedores ao Maracanã.

“Eu garanto, em contraponto àqueles que dizem que não é possível, que existe uma biossegurança. Existe um risco muito menor que qualquer outra atividade que está sendo desenvolvida”, completou.

Flamengo pode ter atletas infectados no próximo jogo da Libertadores dia 30

Extra

Bruno Henrique, Diego, Filipe Luís, Isla, Matheus e Michael, os seis atletas do Flamengo que testaram positivo para o coronavírus, desfalcam o time contra o Barcelona, nesta terça-feira, mas podem estar aptos para jogar a próxima rodada da Libertadores, dia 30, contra o Independiente Del Valle, no Maracanã.

Já isolado no Equador desde sábado, quando realizaram os primeiros exames, o grupo chegará ao Brasil, onde vai cumprir protocolo de quarenteina até novas testagens no fim da semana. Caso deem negativo nas próximas avaliações, previstas para sexta-feira, estão aptos para o jogo da próxima quarta.

Em caso de manutenção dos exames positivos, os atletas só vão testar novamente na véspera do jogo. O que torna a participação difícil, sobretudo pelo tempo parado sem treinamento. Mas pelo protocolo, se testarem negativo, estão em condições de entrar em campo contra o Del Valle.

Certo é o desfalque na partida contra o Palmeiras, pelo Brasileiro, no próximo domingo.

Por atletas multifunções nos Jogos, Pia faz testes em jogo-treino; Pardal lembra origem de volante

GE

Duas vezes seguidas melhor zagueira do Brasileiro e Paulista, Pardal recebeu uma oportunidade de Pia Sundhage para integrar o período de treinos da seleção brasileira até o dia 22 de setembro. Neste sábado, a defensora participou de um jogo-treino na Granja Comary e experimentou as orientações da treinadora. De acordo com a jogadora do Corinthians, a técnica pede o que ela já está habituada sob o comando de Arthur Elias no Timão com intensidade, roubar e manter a posse da bola.

Ciente do objetivo de Pia de contar com atletas multifunções até pela limitação de 18 nomes na lista dos Jogos Olímpicos, a atleta comentou que não vê problemas em adaptações e lembra que começou na carreira como volante.

– Se for para ter uma vaga nas Olimpíadas, com certeza. Quem não quer ir para as Olimpíadas? Sou zagueira, mas se ela precisar de mim para outras funções com certeza estou aqui para ajudar a equipe de alguma forma. Comecei minha carreira como volante. É uma posição que eu sei fazer também – afirmou Pardal durante entrevista coletiva online.

A auxiliar técnica Lillie Persson avaliou positivamente o trabalho e salientou justamente a atuação das jogadoras em posições diferentes para suprir a necessidade de Pia para os Jogos Olímpicos, postergados para 2021, e a limitação de 18 nomes. Uma das adaptações foi a presença de Chú na lateral direita, ela que atua como atacante na Ferroviária.

– Primeiramente, nós estamos muito felizes por ter tido dois tempos de trinta minutos. Algumas jogadoras foram muito bem e nós também queríamos ver algumas jogadoras em posições diferentes. Nós mudamos um pouco para o segundo tempo – destacou.

Mesmo sem torcida, visitantes não aproveitam o Brasileirão de ‘portões fechados’

Isto É

Principal novidade para o Campeonato Brasileiro deste ano, a realização de jogos com os portões fechados por medida de segurança contra a pandemia do novo coronavírus não interferiu até agora no aproveitamento dos times. A atual competição completou no último final de semana 100 jogos disputados e em comparação aos números do ano passado a porcentagem de vitórias dos visitantes continua idêntica e houve alteração de apenas três pontos porcentuais nos empates e vitórias de mandantes. Ou seja, até agora a ausência de torcida quase nada impactou.

O Estadão analisou os dados dos jogos disputados até o último final de semana e observou também as informações das 10 últimas edições do Brasileirão, todas realizadas com a presença de torcida nos estádios. Neste ano, em 103 partidas, os mandantes venceram 45% dos encontros, os visitantes ganharam 26% e em 29% houve empate. Ao longo de 2019, os números nas 38 rodadas foram muito parecidos: quem jogou em casa levou a melhor 48% das vezes, perdeu em 26% das ocasiões e em outras 26% houve empate.

Na comparação entre os números dos jogos disputados até agora em comparação à última década, a diferença também é pequena. De 2010 a 2019, os mandantes ganharam 49% dos jogos disputados pelo Brasileirão, foram derrotados em 24% e ficaram no empate em 27% das ocasiões. Portanto, se antes da competição havia a expectativa de que jogar com portões fechados poderia representar um ganho para quem não atuava em casa, até agora isso não se concretizou.

“O Campeonato Brasileiro está muito equilibrado. Por mais que não tenha torcida para apoiar os times, quem joga em casa continua com a vantagem de conhecer o estádio, de não ter precisado viajar e de estar na sua cidade”, explicou o diretor de futebol do Sport, Chico Guerra, ao analisar os números. “Eu ainda acho que jogar sem torcida pode ter uma interferência, sim”, comentou.

Por enquanto no Brasil não há uma estimativa de quando a torcida poderá comparecer novamente nos estádios. Uma das principais preocupações da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é que justamente o retorno do público possa ser feito ao mesmo tempo em todos os Estados, justamente para se ter igualdade de condições para os 20 participantes.

Conmebol confirma data, horário e local de início das Eliminatórias

Globo Esportes

A Conmebol confirmou nesta segunda-feira data, horários e locais das primeiras duas rodadas das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. A seleção brasileira joga em São Paulo, contra a Bolívia, e em Lima, diante do Peru, em outubro.

A apresentação do time de Tite está prevista para o dia 5 de outubro. Os jogadores estão liberados depois da segunda partida, dia 13, no Peru. No informe da Conmebol, a confederação sul-americana comunica que ainda aguarda a versão final do protocolo de partidas internacionais da Fifa.

As seleções divulgaram suas listas – ou pré-relações – para as partidas desde a última semana. Equipes como Argentina, Paraguai e Uruguai convocaram atletas que atuam no Brasil e devem ficar fora de duas a três rodadas do Campeonato Brasileiro, que seguirá normalmente durante a Data Fifa, a primeira de 2020 na América do Sul.

A Conmebol chegou a se reunir na última semana para analisar a possibilidade de adiar o início das eliminatórias mais uma vez. Alguns países solicitavam o adiamento para novembro, mas ficou decidido que o torneio começará no próximo mês, depois de ter seu início suspenso em março – quando a pandemia da Covid-19 ganhou força no continente – e em setembro.

Os jogos da Seleção
Brasil x Bolívia – 21h30 – Arena Neo Química Corinthians, em São Paulo
Peru x Brasil – 21h15 – Estádio Nacional de Lima, em Lima

Vitória da Conquista vence o Coruripe em jogo de estreia do Brasileirão da Série D

Diário Esportivo

O Vitória da Conquista venceu o Coruripe-AL por 2 a 0, em partida de estreia no Grupo A4 do Campeonato Brasileiro da Série D – realizada na tarde deste domingo (20), no Estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista. Diferentemente das partidas do Baianão 2020, o Bode esteve mais motivado e demonstrou uma proposta de jogo bem interessante no confronto da primeira rodada do torneio nacional.

O Vitória da Conquista foi para campo com: (G) Netto Rocha; Guilherme Puhl, Sílvio e Rhamon Mexicano (Vinícius Costa); Marquinho (Robinho), Rodrigo, Ninho Xavier, Natan (Luiz Henrique) e Lucas Franco; Jefferson (Rafamar) e Léo. Já o Coruripe-AL entrou em campo com: (G) Alexandre Silva; Lazaro (Renato), Marcelo, Erivelton (Leandro Sardinha) e Tadeu (Pedrinho); Caio (Chiquinho Alagoano), Jair Amaral, André Pedrão e Palinha; Alexandre e Alef Manga.

A partida foi bem disputada no primeiro tempo. As duas equipes se movimentaram bastante, mas as chances criadas não foram convertidas em gol. Mesmo com dificuldades na saída de bola, o Alviverde chegou à frente com mais perigo do que o Hulk Praiano, que teve problemas na transição ofensiva e não atacou a defesa dos mandantes com muitos jogadores.

No início do segundo tempo, o time da casa abriu o placar em finalização do atacante Léo, aos 7 minutos, após bom cruzamento do lateral-esquerdo Lucas Franco. A equipe comandada pelo técnico Joaquín Monastério manteve a mesma postura da etapa inicial e o confronto permaneceu aberto. Nos acréscimos, o meia Robinho fez um belíssimo gol e liquidou o resultado para o Bode, que estreou com uma boa vitória.

Na segunda rodada da Série D do Brasileirão, o Vitória da Conquista enfrentará o Freipaulistano-SE, no próximo domingo (27), às 16 horas, no Estádio Jairton Menezes de Mendonça, o “Titão”, na cidade de Frei Paulo-SE. No sábado (26), pelo mesmo horário, o Coruripe-AL irá encarar o Potiguar-RN, em jogo que acontecerá no Estádio Gérson Amaral, em Coruripe-AL.

Governo adia volta de público no RJ, mas terá reunião com Crivella e CBF

Galático Online

Em edição extra do diário oficial nesta sexta-feira (18), o governador em exercício no Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), adiou momentaneamente a volta do público aos estádios de futebol no estado. O governo terá uma reunião com o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) e com a CBF para tratar do assunto na semana que vem.

Apoiado pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Crivella pretendia fazer um “teste” na partida entre Flamengo x Athletico, em 4 de outubro. Mas o governo do estado decretou a suspensão de eventos com público até o dia 6, incluindo jogos de futebol.

O aceno é também político, já que o prefeito vê com bons olhos o retorno das torcidas antes da eleição, onde tentará emplacar um segundo mandato no município. Entre seus interlocutores, Crivella acredita que a medida será popular, principalmente por envolver o Rubro-Negro, clube de maior torcida do país.

Além disso, o presidente Jair Bolsonaro é partidário da volta do público aos estádios, e Marcelo Crivella corteja seu apoio para o pleito marcado para 15 de novembro.

A nova rodada de conversas entre as autoridades incluirá também o Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde e da Vigilância Sanitária, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, bem como empresas que administram as malhas ferroviárias e as linhas de ônibus da cidade, responsáveis por toda a logística de cada partida.

Depois disso, a CBF e os clubes da Série A precisarão aprovar um protocolo para a volta, que será conjunta, já que ao menos nove das 20 associações da primeira divisão do futebol brasileiro são contrárias ao retorno em uma só praça. O Corinthians, inclusive, afirmou que não entrará em campo caso qualquer time volte a ter público em seu estádio antes dos demais.

A entidade máxima do futebol brasileiro sempre trabalhou com a previsão de retorno em novembro, o que segue considerando mais plausível em função do tempo para aprovação dos protocolos e alinhamento de objetivos com todos os interessados.

Uma reunião urgente foi marcada com os clubes também para a próxima semana. Não só o Corinthians, mas Palmeiras, Grêmio, Internacional, Fluminense, Botafogo, Atlético-MG, Bahia e Ceará também são contrários ao retorno do público antecipado para apenas um clube. No mesmo dia 4, a cidado do Rio também terá clássico entre Flu x Bota, dois clubes opositores à Ferj e que alegam não ter sido convidados para a reunião feita para o retorno do futebol.

Dupla BA x VI pode ser multada por violar regras contra a Covid-19

Atarde

A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) está preparando denúncias contra vários clubes das Séries A e B devido aos descumprimentos do protocolo de segurança contra o novo coronavírus. O procurador Ronaldo Botelho disse que as denúncias serão apresentadas até o fim desta semana.

Dentre os times, Bahia e Vitória estão envolvidos.

Segundo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), os casos relatados estão relacionados à troca de camisas e não utilização de máscaras.

“Na troca de camisas, as camisas estão todas suadas. O atleta está lá jogando, obviamente sem máscara, então o que tem de saliva, de gotículas ali… Isso é um perigo. Evidente que, se trocar as camisas e um dos atletas por ventura estiver contaminado, ele vai contaminar o outro. O artigo II da Lei Pelé e também o Regulamento Geral de Competições da CBF é muito claro exigindo segurança e saúde aos participantes dos eventos. Então qual o objetivo das denúncias? Fazer com que isso seja cumprido. Que, nesse momento, não se troque camisas, não se aglomere, que não se abracem no momento do gol. Precisamos preservar a saúde deles, dos jogadores”, disse Botelho.

A princípio, os denunciados vão ser enquadrados no artigo 191 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que cita sobre deixar de cumprir ou dificultar o cumprimento de: resolução, determinação, requisição ou qualquer ato normativo ou administrativo do CNE ou de entidade de administração do desporto a que estiver filiado ou vinculado; além do regulamento, geral ou especial, de competição. A multa devido a punição varia entre R$ 100 e R$ 100 mil.

Neymar foi chamado de macaco, dizem especialistas em leitura labial

IG Esportes

Uma semana após a polêmica envolvendo Neymar e o espanhol Álvaro González , o “Esporte Espetacular”, da Globo, reuniu especialistas para analisar se houve ou não uma ofensa racista contra o brasileiro.

Felipe Ramos, da Associação de Surdos do Rio de Janeiro, Felipe Oliver e Mikel Vidal, tradutores de libras, foram unânimes em dizer que o zagueiro chamou Neymar de macaco.

“Ele fala a palavra ‘mono’ em espanhol, no momento em que ele, inclusive, fala e vira a boca. Ali fica claro. A gente não conseguiu, por exemplo, perceber o que ele fala antes de falar a palavra ‘mono’. Mas a palavra ‘mono’ foi um trecho que a gente teve consenso na hora em que estava fazendo o trabalho de leitura labial”, disse Felipe Oliver.

Os especialistas analisaram também a resposta de Neymar ao adversário e identificaram uma ofensa homofóbica.

“Num segundo momento, fica claro também uma ofensa homofóbica”, disse Oliver.

Após a polêmica, Neymar foi suspenso por duas partidas por conta da agressão contra Álvaro González, que segue sendo investigado pelo suposto ato de racismo.

Flamengo corre para trazer reforços do Brasil;

MSN

Um problema atrás do outro: assim está sendo a passagem do Flamengo pelo Equador. Após a derrota por 5 a 0 para o Del Valle, na última quinta, Gabriel Barbosa teve lesão constatada e seis jogadores contraíram a Covid-19. Assim, o elenco está desfigurado para a partida de terça, contra o Barcelona (EQU) pela Libertadores. Correndo contra o tempo, o clube está trabalhando para que os demais inscritos cheguem em Guayaquil para reforçar o time de Dome Torrent.

Do grupo de 25 atletas que viajou para o Equador há uma semana, o técnico só tem três goleiros e 13 jogadores de linha à disposição. No Brasil, os atletas inscritos na Copa ficaram de sobreaviso e a expectativa é de que consigam chegar a tempo de compor o grupo do Fla diante do Barcelona de Guayaquil.

São eles o lateral-direito João Lucas, que ficou no Rio de Janeiro em fase final de recuperação de uma lesão muscular, e os jovens zagueiros Natan e Gabriel Noga e os atacantes Rodrigo Muniz, Guilherme Bala e Lázaro, todos da base.

Jogadores que estão em Guayaquil e à disposição de Domènec Torrent:

Goleiros: César, Gabriel Batista, Hugo Souza
Zagueiros: Léo Pereira, Thuler e Rodrigo Caio
Laterais: Ramon e Renê
Meias: Everton Ribeiro, Arrascaeta, Gerson, João Gomes, Thiago Maia e Willian Arão
Atacantes: Lincoln e Pedro
Atletas que estão no Equador e devem desfalcar o Flamengo na terça:
Bruno Henrique, Diego Ribas, Isla, Matheuzinho, Filipe Luís e Michael – Covid-19
Gabriel Barbosa – lesão muscular constatada na última sexta-feira
Vitinho – apresentou quadro viral em Quito, na última quinta-feira
Gustavo Henrique – expulso contra o Independiente Del Valle, na última quinta

O futebol não vive numa bolha, mas o prefeito do Rio mora quase numa ilha

Globo Esportes

Península é uma porção de terra que se estende além do continente. É quase uma ilha. Península é também o nome do sub bairro na Barra da Tijuca onde o prefeito Marcelo Crivella tem seu apartamento, onde a Polícia Civil fez buscas na semana passada. Lá, às margens da lagoa da Tijuca, Crivella está quase numa ilha. Proíbe gente na areia da praia que está a três quilômetros de sua residência, sempre cheia. Mas queria permitir público no Maracanã durante o Brasileirão.

A primeira decisão da CBF foi convocar os clubes para tentar dar igualdade ao campeonato e, felizmente, a decisão de Crivella esbarrou na ampliação das restrições, pelo governo do Estado. Não vai haver Maracanã em outubro, porque o futebol não é uma bolha, embora o prefeito viva numa ilha, ou quase, na Península.

laro que o mundo inteiro está à espera do momento em que se possa entrar nos estádios. Na Inglaterra, a previsão inicial também era abrir em outubro, mas o primeiro-ministro, Boris Johnson, alertou que o aumento do número de casos pode atrasar a liberação. Abrir 30% do Maracanã significaria ter mais de 20 mil torcedores. Alguém dirá que poderiam se espalhar pelas largas arquibancadas. Mas se a prefeitura não consegue cumprir sua determinação de bloquear a areia da praia, como se vai acreditar em qualquer determinação depois de os torcedores poderem passar pelas catracas.

Neste caso, Andrés Sanchez gritou com absoluta razão. Não haverá público em um estado ou em um estádio, enquanto não puder haver em todos. O campeonato já corre o risco do desequilíbrio pela chance de se abrir o público, por exemplo, no meio do segundo turno. Mas, nesse caso, será igual para todo mundo.

É como se pensa, por exemplo, numa ilha como o Reino Unido, ou numa Península, como Portugal e Espanha.

Fortaleza diz que segue protocolo da CBF e não levou torcida ao Castelão.

UOL

Acusado de abrir o Castelão para “mais de 80 torcedores” na noite de ontem, no duelo contra o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro, o Fortaleza se defendeu, afirmou seguir à risca o protocolo estabelecido pela CBF e garantiu que a reclamação do vice-presidente de futebol da equipe colorada, Alessandro Barcelos, não procede.

Procurado pelo UOL Esporte, o clube cearense negou que tenha recebido torcedores e divulgou uma nota para tratar da acusação do time adversário. O Tricolor afirmou que está seguindo as normas das autoridades e especificou quantas pessoas estiveram no estádio.

“O Fortaleza Esporte Clube vem cumprindo com todo o protocolo estabelecido pela CBF em dia de jogos. Reiteramos ainda que seguimos rigorosamente o protocolo do Governo do Estado, além das diretrizes da CBF, com o acompanhamento direto da diretoria responsável”, diz um trecho da nota.

“A relação com todos que trabalham em dia de jogos é enviada para a CBF e conferida atentamente na checagem que acontece na Arena Castelão para a distribuição dos crachás de acesso”, concluiu o comunicado emitido pelo Fortaleza

Ontem, após o duelo, Alessandro Barcelos, vice-presidente de futebol do Internacional, afirmou que o Fortaleza contou com apoio de “mais de 80 pessoas” nas arquibancadas do Castelão. O dirigente chegou a relatar que o público fez pressão na arbitragem para não-marcação de pênalti em Damián Musto.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia