Globo Esportes

Nas últimas duas partidas das Eliminatórias Sul-Americanas do ano, a Covid-19 foi a principal “contusão” nos gramados do continente. Os casos de coronavírus tiveram maior incidência na volta dos compromissos com as seleções do que as ocorrências de lesão. No total, 14 jogadores foram infectados e desfalcam os respectivos clubes. Já as contusões de jogo fizeram apenas três baixas.

O Uruguai lidera a lista com sete atletas com o vírus, seguido do Equador, com seis. O Brasil precisou cortar Gabriel Menino, do Palmeiras, ainda no início da reunião em Teresópolis.

O argentino Exequiel Palacios teve a lesão mais grave entre as seleções, com uma fratura na lombar que pode deixá-lo afastado dos gramados por até três meses. Outro jogador a voltar fora de combate das Eliminatórias foi o atacante Pedro, do Flamengo.