Uol

A direção da Fifa pretende sugerir à cúpula da Conmebol que a rodada de março das Eliminatórias para a Copa do Qatar-2022 na América do Sul seja cancelada. Será dada uma opção: que os jogos deste mês (dois para cada seleção) sejam diluídos em outras datas Fifa até março de 2022, quando a Conmebol pretende terminar a competição.

Os presidentes Gianni Infantino e Alejandro Dominguez têm conversa virtual agendada para esta quinta-feira (4). A Conmebol não deve aceitar a ideia, apurou o blog, e vai bater o pé para que a Fifa pressione os clubes europeus a liberarem seus jogadores para que possam vir à América do Sul no fim deste mês.

Alguns países estão aumentando as restrições de viagem e exigências de isolamento devido ao crescimento de casos de Covid-19 registrados principalmente no Brasil. A Fifa manteve para 2021, por causa da pandemia, alteração temporária na regra que desobriga clubes a liberarem atletas às seleções. Mesmo assim, a Conmebol quer que a entidade os pressione a liberar, o mesmo que fez em outubro de 2020 quando a competição começou após cancelamentos nas datas de março e setembro.

A seleção brasileira, que tem a base de seu elenco formada por atletas que atuam na Europa, tem jogos marcados para 26 de março, contra a Colômbia em Barranquilla, e 29 de março diante da Argentina, no Recife. Tite deveria convocar a seleção até esta sexta-feira, 5 de março, mas a indefinição de quem poderá viajar e se haverá os jogos deixou a situação em aberto.