WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

março 2021
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  



drupal counter

:: 31/mar/2021 . 16:55

Governo do DF vai à justiça para liberar futebol em Brasília

Terra

O governo do Distrito Federal (DF) entrou na tarde desta quarta-feira com um recurso contra a liminar da Justiça Federal que determinou a adoção de medidas mais restritivas no combate à pandemia da covid-19. O objetivo é conseguir uma resposta rápida para realizar em Brasília os três jogos de futebol que estão previstos para abril pela Copa Libertadores, Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana. Flamengo, Santos e Palmeiras estão entre os times envolvidos nessas partidas.

O recurso veio após a juíza Kátia Balbino de Carvalho Ferreira determinar a retomada de regras de isolamento que ficaram em vigor em todo o Distrito Federal em março. Entre elas estão a suspensão das partidas de futebol. Na segunda-feira, o governo local havia liberado o retorno de várias atividades do comércio e autorizado a realização das atividades esportivas. Inclusive o próprio Campeonato Brasiliense recomeçou nesta quarta-feira.

Pela determinação da juíza, todos os espaços de Brasília deveriam permanecer fechados até a ocupação de leitos de UTI para covid-19 na rede pública chegasse entre 80% e 85% da capacidade de lotação e que a fila de espera estivesse com menos de cem pacientes. Na terça-feira, data da liminar da juíza, o ocupação chegava a 95% e o número de pessoas na espera ultrapassava 200.

O estádio Mané Garrincha tem uma agenda cheia para abril. Diante dos vetos de vários governos estaduais para realizar jogos, o governador Ibaneis Rocha (MDB) autorizou a realização de três partidas na capital federal. Em 11 de abril, Flamengo e Palmeiras vão decidir a Supercopa do Brasil. Dois dias depois, será a vez de o Santos receber o San Lorenzo pela partida de volta da fase prévia da Copa Libertadores. No dia seguinte, novamente o Palmeiras entra em campo, mas será para receber o Defensa Y Justicia, pela Recopa Sul-Americana.

Procuradas pela reportagem, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) explicaram que por enquanto os jogos estão com o cronograma mantido. As entidades aguardam o desdobramento dessa tentativa do governo de liberar o futebol para ver se será necessário mudar as partidas para alguma outra sede.

O governador do Distrito Federal chegou a afirmar que a Supercopa entre Flamengo e Palmeiras teria a presença de 7 mil pessoas. Os ingressos seriam destinados somente a profissionais de saúde já vacinados contra a covid-19. A ideia dele é a de permitir a entrada de médicos e enfermeiros como forma de agradecimento ao empenho durante o combate à doença.

Conmebol monitora situação do DF, e Palmeiras e Santos podem ir ao Paraguai

Uol

Um dia depois de agendar jogos do Palmeiras e do Santos para Brasília, a direção da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) monitora com preocupação a decisão judicial que obriga o governo do Distrito Federal a retomar as restrições para o combate à covid-19, o que proíbe a realização de partidas de futebol.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) vai recorrer, mas preocupa a Conmebol o risco de novas medidas judiciais atrapalharem o calendário em cima da hora. Por isso a entidade discute internamente se o melhor não seria já remarcar novamente esses confrontos para Assunção.

A capital paraguaia é o porto seguro da confederação para partidas que tenham problemas nas cidades previstas — a sede da entidade fica em Luque, ao lado de Assunção e há ótima relação com o governo paraguaio, que não imporia restrições. A CBF, que fez a ponte para os confrontos serem em Brasília, quer que a entidade sul-americana espere mais alguns dias.

O segundo jogo da final da Recopa, entre Palmeiras e Defensa Y Justicia (ARG), e o confronto decisivo entre Santos e San Lorenzo (ARG), pela terceira fase preliminar da Libertadores, foram marcados para o estádio Mané Garrincha nos dias 14 e 13 de abril, respectivamente. Isso ocorreu porque o governo paulista mantém pelo menos até 11 de abril sua fase emergencial, que impede partidas de futebol, e não há perspectiva de relaxamento.

A Conmebol precisa de pelo menos 15 dias para preparar a estrutura principalmente da Recopa, jogo que tem o estádio envelopado com os patrocinadores da entidade. É preciso definir também a logística de funcionários e prestadores de serviço, como os responsáveis pela geração de imagens da transmissão que é repassada aos detentores de direito.

Os embates de ida da Recopa para o Palmeiras e da terceira fase preliminar da Libertadores para o Santos estão confirmados para a Argentina na semana que vem, quarta (7) e terça (6) respectivamente.

Barcelona perde para o Manchester City mas se classifica para a semifinal da Champions Feminina

Globo Esportes

O Barcelona se classificou nesta quarta-feira para a semifinal da Liga dos Campeões da Uefa Feminina. O time espanhol perdeu para o Manchester City por 2 a 1, na Inglaterra, mas avançou por ter vencido o jogo de ida por 3 a 0. Janine Beckie e Ellen White fizeram os gols do time inglês, e Asisat Oshoala marcou para o Barça.

A derrota encerrou uma invencibilidade de 29 jogos do Barcelona, que não perdia desde 25 de agosto, quando caiu diante do Wolfsburg na semifinal da última Champions. O adversário do Barcelona na semifinal deste ano sairá do clássico francês Lyon x PSG. O jogo de volta seria nesta quarta, mas foi adiado por causa de um surto de Covid-19 no Lyon, e ainda não tem nova data marcada. O Lyon venceu o jogo de ida por 1 a 0, em Paris.

A outra semifinal será entre o Chelsea, que eliminou o Wolfsburg nesta quarta, e quem se classificar no confronto entre Bayern de Munique e Rosengard, nesta quinta. O time alemão venceu o jogo de ida por 3 a 0, em casa.

Filho de ídolo do Bahia é o novo preparador físico do Vitória da Conquista

Diário Esportivo

Após perder o técnico Gabardo Júnior e o preparador físico Rafael Barbosa para o Boa Esporte-MG, o Vitória da Conquista já se movimentou no mercado e já conseguiu um substituto para este último.

Rafael Ribeiro, filho do itapetinguense Charles, ex-atacante e ídolo do Bahia, será o novo preparador físico do clube. O profissional tem 25 anos, é bacharel em educação física e tem a licença C da CBF Academy.

Rafael fez estágios no Atlético-MG, no Cruzeiro e nas divisões de base do Bahia e já foi integrado ao clube na manhã desta quarta-feira (31). Até o momento Guilhermino Lima segue como técnico interino do time na sequência do Campeonato Baiano de 2021.

CBF avisa federações que não atrasará Brasileiro por Estaduais suspensos

Uol

A CBF tem alertado federações que não atrasará o início do Brasileiro por conta de paralisações dos Estaduais pela pandemia do novo coronavírus. Ou seja, os quatro Estados que tiveram competições paradas terão de dar um jeito para encaixar jogos perdidos até 23 de maio. A Série A está marcada para começar em 30 de maio, e a Série B, dois dias antes.

Até agora, decretos dos governos dos Estados paralisaram o futebol e os Estaduais em quatro locais onde há times do Brasileiro da Série A por conta do agravamento da pandemia de covid-19: Ceará, São Paulo, Goiás e Minas Gerais. Outras regiões como Rio de Janeiro e Paraná têm restrições de partidas em algumas cidades, e outras, não. Por isso, continuam.

As medidas de prefeitos e governadores foram reações ao esgotamento do sistema de saúde, com filas para UTIs de covid, e o consequente aumento do número de mortos: a média móvel do país aponta mais de 2 mil óbitos por dia na última semana.

O cenário mais complicado é São Paulo que tem cinco times na Série A, São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Santos e Red Bull Bragantino, além de outros na Série B. O decreto do governador João Doria já impediu três rodadas e deve impedir outros três jogos. A decisão da FPF é tentar reagendar tudo dentro dos limites de datas, mas ainda tem o problema de jogos da Libertadores e Copa do Brasil em abril.

Em Minas Gerais, o Estadual perdeu duas rodadas e a expectativa é retomar no início de abril. Neste caso, as rodadas seriam remanejadas para datas da Copa do Brasil.

Só que, se as paralisações ultrapassarem três rodadas, o cenário já é visto como difícil por federações para conseguir a conclusão dos Estaduais antes do Nacional. Neste caso, haveria duas soluções: pressionar a CBF novamente por uma mudança de posição ou buscar um outro caminho com Estaduais durante o Brasileiro. Neste caso, o temor é as competições se tornarem irrelevantes para os times em meio ao Nacional

Há uma lembrança entre dirigentes de que o presidente da CBF, Rogério Caboclo, costuma ter posições duras no início, mas às vezes cede na sequência. Além disso, está próximo de Reinaldo Carneiro Bastos, da FPF, que tem o principal gargalo do Estadual.

Professor da USP sobre futebol: ‘Ou é bolha ou paralisação’

GE

Com uma taxa de incidência de Covid-19 que chegou em 2020 a quase 12% entre jogadores e jogadoras — número semelhante ao dos profissionais da saúde e bem maior do que outras ligas, como Dinamarca (0,5%) e Qatar (4%) —, o futebol paulista deveria ser totalmente paralisado ou realizado numa bolha sanitária isolada. Essa é a conclusão de Bruno Gualano, professor da Faculdade de Medicina da USP e coordenador do estudo acadêmico que analisou os testes de mais de quatro mil jogadores de 122 times, que disputaram oito torneios no estado no ano passado (o estudo ainda não foi revisado por pares). Gualano não considera o protocolo da Federação Paulista de Futebol (FPF) falho dentro do ambiente esportivo, mas não totalmente seguro num cenário de descontrole total da pandemia do coronavírus.

A FPF, que ainda negocia a retomada do futebol, paralisado desde o dia 11, afirmou em nota que “do ponto de vista médico e científico, a comparação com outros países/ligas e setores é completamente descabida e desinforma as pessoas”. Reiterou também que o “diagnóstico precoce por meio dos testes levou ao rápido isolamento desses indivíduos e evitou a disseminação exponencial do vírus”. A entidade, no entanto, reconhece o momento atual e defende a concentração no modelo de “bolha” em ambiente controlado.

– O futebol não é o culpado pelo descontrole da pandemia. Mas ele faz parte da comunidade. Tem surtos e contágios exponenciais. Ele não pode se isentar da responsabilidade, como nenhum outro setor. Não vejo outra saída que não passe pela bolha sanitária ou pela paralisação. Os dados estão aí e eles deviam nortear as decisões. Sabemos que há vários interesses econômicos, mas eles indicam um caminho. Podem ser protocolos mais seguros ou a paralisação quando necessária.

Com saída de Gabardo, 50% das equipes trocaram de treinador no estadual

Diplomata News

Gabardo Júnior não comanda mais tecnicamente o Vitória da Conquista na sequência do Campeonato Baiano, mesmo o Bode estando na “comissão de frente” do estadual brigando para chegar a fase semifinal da competição. Com essa saída, cinco das 10 equipes participantes do estadual já trocaram de comando técnico.

Das cinco trocas, uma aconteceu por conta do profissional ter recebido outra proposta; três – Fluminense, Doce Mel e Atlético de Alagoinhas – estão relacionadas ao desempenho das equipes em campo – e outra – a Unirb – aconteceu por conta de divergência de ideias. Até aqui, Bahia, Vitória, Bahia de Feira, Jacuipense e Juazeirense não mexeram no comando técnico.

No caso específico de Gabardo Júnior, ele recebeu uma proposta do Boa Esporte/MG e juntamente com o preparador-físico Rafael Barbosa, se apresenta amanhã ao novo clube.

– Agradecemos ambos pelos serviços prestados, no qual foi desempenhado com muito profissionalismo, deixando o clube no G4. Desejamos sucesso na carreira de ambos – diz nota do Vitória da Conquista.

Auxiliar fixo do clube, Guilhermino Lima assume interinamente o comando do time baiano até a contratação de um novo treinador. Dessa forma, Jonilson Veloso permanece no Jacuipense; Givanildo Salles na Juazeirense; Oliveira Canindé no Bahia de Feira; Cláudio Prates no Bahia e Rodrigo Chagas no Vitória.

Titulares do Fla fazem estreia na temporada contra o Bangu pelo Carioca

Globo Esportes

Flamengo e Bangu se enfrentam às 21h (de Brasília) desta quarta-feira, pela sétima rodada do Campeonato Carioca. O jogo ocorrerá no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, devido à suspensão pela prefeitura do Rio de Janeiro de partidas de futebol no município.

O duelo vai marcar a estreia do elenco principal do Flamengo na temporada. Após duas semanas de pré-temporada, o técnico Rogério Ceni comandará o time pela primeira vez – antes, o time ficou a cargo de Mauricio Souza.

A expectativa é de que Ceni coloque em campo o time-base da reta final do Campeonato Brasileiro. Diego Alves, recuperado, está à disposição, assim como Willian Arão, que vem treinando como zagueiro neste início de temporada. Da equipe considerada ideal, apenas Gabigol já estreou na temporada – no empate em 1 a 1 com o Boavista, no último domingo.

Ceni receberá o Flamengo na liderança do Carioca, com 13 pontos em seis jogos. A situação do Bangu é oposta: o time está em 11º lugar, com cinco pontos e apenas uma vitória na competição.

Santa Cruz e Sport tentam se manter vivos na briga pela classificação na Copa do Nordeste

Diário de Pernambuco

Depois de empatarem em 1 a 1 pelo Campeonato Pernambucano no primeiro clássico da temporada, Santa Cruz e Sport voltam a se enfrentar, mas dessa vez em duelo decisivo pela Copa do Nordeste. Nesta quarta-feira, a partir das 21h30, o estádio do Arruda volta a ser palco do Clássico das Multidões. Nas lanternas dos respectivos grupos, tricolores e rubro-negros tentam manter viva a esperança de classificação para as quartas de final.

Mandante do clássico, o Santa Cruz vem de duas vitórias consecutivas. Após uma péssima largada na Copa do Nordeste com quatro derrotas nos quatro primeiros jogos, venceu o Fortaleza na última rodada e, apesar de continuar na lanterna do Grupo A com três pontos, está a quatro do Ceará, quarto colocado. Com o trabalho menos questionado depois do início de temporada ruim, o técnico João Brigatti projeta mais um confronto difícil, mas mira os três pontos.

“Acredito que vai ser uma partida muito difícil contra um dos maiores rivais que temos aqui em Pernambuco. Temos que respeitar, mas também temos que impor o nosso ritmo, buscar um jogo ofensivo. Vai ser uma partida muito disputada, mas como eu disse para o nosso elenco, temos sempre que buscar a vitória, saber jogar, marcar, se posicionar, ter um comportamento exemplar dentro de campo para que a gente possa sair com a vitória”, disse.

Já o Sport segue sem vencer na Copa do Nordeste. Lanterna do Grupo B com apenas dois pontos, vive situação complicada na classificação. Para avançar de fase, basicamente precisa vencer os três jogos que restam. Dessa maneira, em caso de derrota contra o Santa Cruz, o Leão praticamente dá adeus a competição. Estreando em um clássico pernambucano, o meia Thiago Neves se mostrou motivado para se impor dentro do Arruda.

“Estou muito feliz. Não via a hora de jogar um clássico contra o Santa Cruz e contra o Náutico. Então esse momento chegou. Com todo o respeito que a gente tem pelo adversário, mas vamos ao Arruda na quarta-feira para ganhar porque precisamos da vitória. Independentemente dos adversários que vamos enfrentar pela frente temos que impor o nosso ritmo dentro ou fora de casa, sendo em um clássico ou não”, destacou Thiago.

As equipes têm poucos desfalques para o jogo. No Santa Cruz, como já jogou no rival rubro-negro na Copa do Nordeste, o atacante Maxwell está fora do clássico. Enquanto o Sport não vai poder contar com o volante Ronaldo, suspenso, e nem com o goleiro Carlos Eduardo, que vai passar por uma cirurgia na face.

Internacional busca ampliar sequência de vitórias no Gaúcho contra o São José

Terra

O Internacional recebe o São José na noite desta quarta-feira em busca de mais um vitória para seguir na ponta do Campeonato Gaúcho de 2021.

A equipe comandada por Miguel Ángel Ramírez vem de quatro vitórias seguidas na competição estadual e ocupa a primeira colocação, com 16 pontos conquistados em sete jogos. Do outro lado, o São José faz campanha ruim na competição até o momento, mas venceu o Juventude na última rodada, o que pode aumentar a moral da equipe para o duelo no Beira-Rio.

O Colorado vem utilizando força máxima no campeonato desde a chegada de seu novo treinador e vem conseguindo bons resultados, com cinco vitórias, um empate e uma derrota até aqui. A equipe contou com a apresentação do novo reforço Carlos Palacios nos últimos treinamentos, mas sua presença para o jogo ainda é incerta pelo pouco tempo de trabalho.

Mesmo na liderança da competição, o resultado positivo é importante para o Internacional ter segurança, já que o Grêmio está a três pontos de distância, mas com um jogo a menos. Além disso, o jogo entre as duas maiores equipes do Rio Grande do Sul está marcado para a nona rodada, já neste sábado e na casa do rival.

Pelo Campeonato Baiano, Vitória enfrenta o Bahia de Feira na Arena Cajueiro

Bahia Notícias

O Vitória encara o Bahia de Feira, nesta quarta-feira (31), às 19h30, na Arena Cajueiro, em confronto válido pela sexta rodada do Campeonato Baiano.

O time rubro-negro só disputou três jogos no Baianão, já que teve dois jogos suspensos: contra o Vitória da Conquista e o Jacuipense, ambos em razão de surtos de Covid-19 nas equipes adversárias.

O técnico Rodrigo Chagas optou por escalar um time alternativo para o confronto diante do Bahia de Feira. A ideia é evitar o desgaste físico de alguns atletas.

“Nos últimos dez jogos, uma sequência muito grande. A exemplo, David e Samuel fizeram dez partidas. Gabriel Bispo, João Pedro, Pedrinho e Wallace fizeram nove jogos. A gente tem mantido basicamente quase que a mesma equipe. Agora a gente tem uma semana muito forte e decisiva. Campeonato Baiano quarta [hoje] domingo Copa do Nordeste, meio de semana Copa do Brasil. Como a gente tem um elenco, não temos titulares absolutos, temos uma equipe, nesse momento acho melhor utilizar uma equipe que possa vir a ser muito competitiva nesse jogo contra o Bahia de Feira”, destacou.

Além do Bahia de Feira, o Vitória terá outro adversário no duelo: o gramado da Arena Cajueiro. Rodrigo confia na capacidade do elenco para superar esse obstáculo.

“É um campo que a gente vai ter dificuldade principalmente no início da partida, questão da adaptação, você tem que se adaptar rápido. Vamos ter cinco ou dez minutos, o quanto antes, para se adaptar ao gramado. A gente sabe que o adversário já está adaptado, sabe forma e maneira de jogar. Mas somos profissionais, vamos encarar qualquer tipo de piso. Seja um gramado mais fofo, mais rápido, sintético. O mais importante de tudo é a gente saber identificar o quanto antes essa situação e procurar o mais rápido se adaptar dentro do jogo para que as coisas possam correr bem”, afirmou o comandante rubro-negro.

O técnico Oliveira Canindé, do Bahia de Feira, classificou o jogo como “um divisor de águas”.

O jogo em si já é um fator motivacional muito grande, na verdade é um divisor de águas para todos nós, queremos saber como é que se a nossa equipe se comportará jogando contra um grande time do futebol baiano, do nordeste, do Brasil. O Vitória tem uma representatividade muito grande. Respeitaremos ele, é claro, mas na verdade estamos com uma ansiedade muito grande para que a gente possa, se Deus quiser, desempenhar um bom futebol, mostrando a qualidade e capacidade que temos”, declarou o treinador em entrevista ao Bahia Notícias.

Madureira invicto é obstáculo para o embalo do Botafogo na Taça Guanabara

Isto É

Sexto colocado, com nove pontos, o Botafogo planeja conquistar a segunda vitória consecutiva na Taça Guanabara, nesta quarta-feira, às 17 horas, em Mesquita, diante do Madureira. O problema para o time do técnico Marcelo Chamusca é o fato de o adversário ser o único invicto na competição.

Após seis rodadas, o time da zona norte do Rio acumula duas vitórias e quatro empates, o que o coloca na quarta colocação na competição estadual. Entre os resultados mais expressivo doa comandados do técnico Alfredo Sampaio está a vitória de virada, por 3 a 2, sobre o Vasco, em São Januário.

Depois de derrotar o Nova Iguaçu, por 2 a 1, o Botafogo tem como principal objetivo ficar entre os quatro primeiros colocados, o que torna a vitória nesta quarta-feira essencial. O zagueiro Gilvan, capitão botafoguense na última apresentação, demonstrou respeito ao adversário na entrevista coletiva.

“Vai ser um jogo difícil, o Madureira tem uma equipe qualificada, está no G-4. O professor (Marcelo Chamusca) vai passou o ponto forte do adversário e vamos tentar neutralizar”, disse o jogador, que teve bela atuação contra o Nova Iguaçu.

Gilvan deverá formar a dupla de zaga com Marcelo Kanu, em condições de retornar à equipe após cumprir suspensão pelo cartão vermelho recebido no clássico diante do Flamengo. Chamusca, mais uma vez, confia na produção ofensiva de Marcinho e Matheus Babi.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia