WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

março 2021
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  



drupal counter

:: mar/2021

Fred marca dois, mas Flu perde do Volta Redonda, líder do Carioca

R7

Empolgado com as três vitórias seguidas, o Fluminense chegou ao jogo desta sexta-feira (26) com muita expectativa, já que contaria com o retorno de alguns de seus principais jogadores, como os experientes Nenê e Fred. Porém, do outro lado, estava o Volta Redonda, novo líder do Campeonato Carioca, e que endureceu bastante o duelo, garantindo a vitória graças a um gol já nos minutos finais: 3 a 2.

O confronto foi dividido. Um tempo para cada um. No primeiro, o Voltaço foi bem mais efetivo, marcando duas vezes, com João Carlos e Alef Manga. Na segunda etapa, foi o Tricolor quem dominou. E chegou ao empate graças a dois gols de Fred, que mostrou seu faro de artilheiro logo em seu primeiro jogo na temporada.

Os dois times voltam a atuar pelo estadual no próximo meio de semana. Enquanto o Fluminense tem pela frente um clássico com o Vasco, na noite de terça-feira, com transmissão da Record TV para o Rio de Janeiro e mais 26 praças, o Volta Redonda só joga na quinta, quando recebe o Boavista.

Contra o Madureira, escola Vasco de goleiros homenageia Barbosa

Isto É

É dia de Barbosa. Aniversário de um dos grandes personagens do imaginário popular brasileiro. Um dos maiores ídolos da história do Vasco. O time, neste início de temporada 2021, em meio à reconstrução do elenco e do clube, encara o Madureira. Debaixo das traves, outro goleiro negro. Lucão representa com orgulho a posição que o histórico goleiro cruz-maltino dignificou. Neste sábado, a vitória é o objetivo em forma de homenagem.

– Quando cheguei ao Vasco, me falaram muito da história do Barbosa. Sempre citava ele nos trabalhos da escola que falavam de ídolos. Ele abriu as portas para todos nós que somos pretos. Se estou aqui hoje, é por conta da luta dele. Nos tempos de hoje, temos goleiros pretos que são importantes, mas antes do Barbosa não era assim. Realmente dá pra ver o legado que ele nos deixou – exaltou Lucão, ao LANCE!. E acrescentou:

– Estou muito feliz por ocupar, hoje, um lugar que já foi do Barbosa. Ano passado, quando eu estava jogando, a filha dele entrou em contato comigo dizendo que eu fazia lembrar o pai dela e isso me emocionou bastante. Conversamos até hoje. Ela me conta várias histórias do Barbosa. Não tem como não ser fã ou agradecê-lo por tudo que fez por nós – reverencia.

Apesar das palavras conscientes, Lucão tem apenas 20 anos. É que a consciência sobre quem foi relevante ao extremo é obrigatória para quem cresceu em São Januário. Ainda engatinhando como titular, ele está no clube desde os 13 anos. Frequentou seleções de base em diferentes categorias, assim como o reserva Cadu, de 17 anos.

Ambos aprendem a “cartilha” de Barbosa. O Documento Orientador Metodológico que o clube entrega para cada um leva nome e rosto do ídolo. A capa já diz: “Excelência na formação de goleiros”. Também pudera. Estão bem de professor.

COPA DO NORDESTE: Briga pela liderança dos Grupos A e B agitam o sábado

Futebol Interior

Buscando assumir a liderança do Grupo B, o Fortaleza terá um desafio complicado diante do 4 de Julho, neste sábado (27), no Albertão, às 15h45, em Teresina, na abertura da sexta rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste.

Pouco mais tarde, às 16h, o Confiança recebe o Vitória, no estádio Paulo Barreto, sonhando também com a liderança do Grupo A.

Terceiro colocado do Grupo B, com oito pontos, apenas um atrás do CSA, líder da chave, o Fortaleza visita o 4 de Julho no Albertão, buscando reencontrar o caminho da vitória e subir na tabela de classificação. O time do Piauí é o sexto colocado do Grupo B, com cinco pontos, apenas três atrás do líder CRB.

Também buscando dormir na liderança do Grupo A, o Confiança encara o motivado Vitória, que não perde na Copa do Nordeste a três jogos e quer a liderança do Grupo B. Enquanto o time sergipano é o quarto colocado do Grupo A, com seis pontos, dois atrás do líder CRB, o Leão é o quarto do Grupo B, com oito pontos, um atrás do líder CSA.

A sexta rodada terá prosseguimento no domingo, com mais duas partidas, ambas às 16h. Em Pituaçu, o Bahia recebe o Altos-PI, enquanto o Treze-PB encara o rival Botafogo-PB, no Amigão. Na segunda-feira (29), em jogo isolado, o Sampaio Corrêa encara o Salgueiro, no Castelão, a partir das 19h30.

Em mais um jogo isolado, na terça-feira, o CRB encara o ABC, às 19h30, no Rei Pelé. A rodada será encerrada na quarta-feira (31), com mais duas partidas. Enquanto o Ceará, atual campeão do Nordestão, recebe o CSA, às 19h30, no Castelão, o Santa Cruz enfrenta o Sport, às 21h30, no Arruda.

Corinthians bate o Retrô nos pênaltis e segue na Copa do Brasil

R7

Foi no sufoco, mas o Corinthians segue vencendo em 2021. Até agora, o time não fez nenhuma atuação “de encher os olhos”. Mas é líder com folgas de seu grupo no Paulistão, e está na 3ª fase da Copa do Brasil, alcançada após a vitória nos pênaltis sobre o Retrô, de Pernambuco, na noite desta sexta-feira (26), em Saquarema, no Rio de Janeiro, por 5 a 3. No tempo normal, as equipes empataram em 1 a 1, gols de Otero e Mayco Félix.

O “herói” da classificação foi o travessão, que impediu o gol de Gelson. Pelos lados corintianos, ninguém perdeu.

Primeiro time garantido na 3ª fase do torneio, o Corinthians não sabe ainda quando volta a jogar, já que o futebol segue vetado em São Paulo. Já o Retrô foca suas forças agora no Campeonato Pernambucano. O próximo desafio é contra o Central, no dia 4 de abril.

Chance de Mundial de clubes não acontecer tem vantagens para brasileiros: evita vexame e valoriza Libertadores

ESPN

A notícia foi adiantada pelo jornalista Marcel Rizzo, do UOL. Com menos dinheiro em caixa pela COVID-19 e problemas no calendário, a Fifa não colocou no seu orçamento o Mundial de Clubes de 2022, que não deve acontecer.

Em outros tempos, isso seria uma tragédia para os clubes brasileiros. Mas, com a realidade atual, não é algo para se chorar.

A competição que roda por lugares como Japão, Marrocos, Emirados Árabes e Catar nem paga essa grana toda. Uma boa campanha na Copa do Brasil rende mais.

Mas é pelo choque da realidade que a confirmação de um eventual cancelamento não será uma decepção.

A verdade é que hoje a chance de um time brasileiro ou argentino ganhar de um rival europeu é mínima. E pior: os vexames se acumulam nos últimos anos. É triste ver gigantes sul-americanos penando contra mexicanos, asiáticos e africanos (o Palmeiras de Abel Braga que o diga).

E não ter que cruzar oceanos para jogar um Mundial em que a a chance de vexame é maior que a de título tem outra grande vantagem: vai valorizar ainda mais o título da Conmebol Libertadores.

Esse é o torneio que deve ser visto como a glória máxima para um time brasileiro. Não é possível repetir o que aconteceu com o Palmeiras.

O alviverde conquistou a Libertadores e poucos dias depois deu vexame no Mundial. Ficou parecendo que a temporada foi uma decepção. O palmeirense que deve fazer piada contra os rivais. Eles sim nada fizeram.

A realidade é que o Palmeiras conquistou o máximo para um clube brasileiro. Mundial é um sonho cada vez mais impossível.

Como Fortaleza e Ceará se tornaram as principais forças do futebol nordestino

Terra

O Estado do Ceará tornou-se a capital do futebol nordestino nos últimos anos. Fortaleza e Ceará, os dois clubes de maior expressão da região, estão juntos na elite do Campeonato Brasileiro desde 2019, quando o Leão do Pici garantiu o acesso após sagrar-se campeão da Série B em 2018. Além disso, são os dois últimos vencedores da Copa do Nordeste.

Os resultados dentro de campo são reflexo do que os clubes vêm realizando fora das quatro linhas. As gestões recentes buscaram equilibrar as finanças e desenvolver projetos sólidos para figurarem entre os clubes de elite do Brasil.

Marcelo Paz foi eleito para de presidente do Fortaleza em 2018, ano do centenário do clube. Naquela oportunidade, o Leão conquistou o título da Série B do Brasileirão pela primeira vez e voltou à primeira divisão após 13 anos sem figurar entre os 20 melhores times do país.

Em 2019, o clube ainda faturou os títulos do Campeonato Cearense, da Copa do Nordeste e garantiu a permanência na Série A, com direito a classificação inédita para a Copa Sul-Americana. E, no ano passado, o bicampeonato estadual e mais uma vez a continuidade garantida na elite do Brasileirão pela terceira temporada consecutiva, outro feito inédito em sua história.

O Ceará, comandado pelo presidente Robinson de Castro, subiu para a Série A em 2017 e se mantém desde então. Em 2018, título do Campeonato Cearense e, em 2020, o troféu inédito da Copa do Nordeste. Para melhorar ainda mais, fez a melhor campanha de sua história na Série A do Brasileirão do ano passado, com 52 pontos e na 11ª colocação, posição que garantiu vaga na Copa Sul-Americana 2021.

Fora dos gramados, os dois clubes conseguiram organizar suas finanças em meio a um cenário desafiador por conta da pandemia de Covid-19. Para ilustrar o tamanho do impacto: em 2019, o Fortaleza foi dono da segunda melhor média de público do Campeonato Brasileiro, atrás apenas do campeão Flamengo. Em 2020, com partidas sem a presença de torcedores, o tricolor não pôde contar com as receitas de bilheterias, um ativo de extrema importância.

‘Uma regra que seguimos rigorosamente no Fortaleza é a de gastar apenas o que temos, isso é de extrema importância em nosso planejamento. Na pandemia, foi necessário montar uma logística financeira para enfrentarmos os desafios que, aliás, ainda estão presentes. Com muita força coletiva e compreensão, conseguimos cumprir com nossos compromissos e manter o clube na primeira divisão sem cometer exageros no âmbito financeiro’, ressalta o presidente Marcelo Paz.

O Leão do Pici conseguiu, nos últimos anos, profissionalizar alguns departamentos internos, instaurou um sistema de compliance, que garante maior transparência e clareza nos objetivos, e também ampliou o número de lojas oficiais do clube. Uma marca importante da gestão de Marcelo Paz é a busca constante por maior exposição do Fortaleza com ativações e ações de marketing.

Paz falou sobre algumas das conquistas alcançadas fora dos gramados: ‘O Fortaleza viveu uma transformação estrutural nos últimos anos. Hoje, temos uma gestão profissional, com diretores remunerados e especializados. Como o futebol não se resume aos títulos conquistados, nosso foco está sempre em construir uma gestão responsável’.

Fortaleza e Ceará são modelos e mostram o impacto que gestões bem realizadas podem causar dentro de campo. Equipes que não têm o mesmo poder aquisitivo e potencial de faturamento de outros clubes brasileiros, mas que conseguiram construir bases sólidas para figurar entre os principais times do país com frequência.

IFFHS divulga ranking com os campeonatos mais fortes do mundo na década

MSN

A Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS) divulgou, na última quinta-feira (25), o ranking dos campeonatos mais fortes do mundo na década (2011-2020), com o Brasileirão Série A na lista e em uma colocação surpreendente.

A liga brasileira apareceu no top 3 da IFFHS, atrás apenas de La Liga (Espanha), que ficou com a primeira posição, e da Premier League (Inglaterra), que foi eleita a segunda competição mais forte a nível mundial. Segundo a organização, o Campeonato Espanhol já havia vencido nove prêmios anuais da entidade.

O Brasileirão ainda levou a melhor em relação a torneios como Serie A Tim (Itália) e Bundesliga (Alemanha). Enquanto a liga italiana surgiu em quarto lugar, a alemã se manifestou na quinta colocação. Vale lembrar que, para chegar à lista da década, a federação precisou somar os pontos de cada ranking anual nesse período.

Confira o top 10 das ligas mais fortes do mundo na década (2011-2020)

1 – La Liga (Espanha)
2 – Premier League (Inglaterra)
3 – Brasileirão Série A (Brasil)
4 – Serie A Tim (Itália)
5 – Bundesliga (Alemanha)
6 – Campeonato Argentino de Futebol (Argentina)
7 – Ligue 1 (França)
8 – Campeonato Colombiano de Futebol (Colômbia)
9 – Primeira Liga (Portugal)
10 – Campeonato Paraguaio de Futebol (Paraguai)

Medo de perder R$ 200 mi faz clubes aceitarem jogar Paulistão fora de SP

Uol

Os clubes temem perda ou congelamento no pagamento do contrato de direitos de transmissão da Globo para o Paulistão, em contrato que vale R$ 200 milhões somente em 2021 para todas as plataformas (TVs aberta e fechada, streaming e pay-per-view). Por esse motivo, principalmente, os 16 participantes aceitaram atuar em outros estados com jogos marcados em cima da hora. Mirassol 0 x 1 Corinthians e São Bento 1 x 1 Palmeiras foram realizados em Volta Redonda (RJ), respectivamente terça (23) e quarta (24).

Em caso extremo, de cancelamento definitivo da competição, os clubes teriam que devolver à emissora cerca de R$ 80 milhões que já foram pagos pela edição 2021 do Paulistão. Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo recebem R$ 30 milhões por temporada do acordo que vale até 2022. Já os menores, em média, ganham R$ 7 milhões — valor variável a cada um devido a partidas que passam em TV aberta e fechada. Isso totaliza cerca de R$ 200 milhões

É improvável que ocorra em São Paulo o que já foi definido no Rio Grande do Norte, que encerrou seu torneio sem finalização, mas uma paralisação mais longa fará com que o restante a ser pago fique congelado.

O governo de São Paulo proibiu os jogos de futebol em São Paulo inicialmente até o fim de março por causa do aumento no número de casos e mortes por covid-19 na segunda onda da pandemia no Brasil. Nesta sexta (26) foi anunciada a prorrogação do decreto até 11 de abril, o que vai impactar novamente nas datas do campeonato, que tem final prevista para 23 de maio.

Em 2020, com o campeonato parado de março a julho, a Globo congelou a cota e foi pagando a conta gotas até o fim da competição. Em 2021, por causa da extensão da crise econômica, a emissora já sinalizou que nem essas parcelas menores poderão ser desembolsadas caso haja paralisação.

Há pressão também de patrocinadores da emissora, que pagam milhões por ano. A Globo tem nesses primeiros meses da temporada 2021 do futebol o Paulistão como seu principal produto, junto com a Copa do Brasil, já que não tem mais o Carioca (não renovou e hoje é da Record) e nem a Libertadores (distrato feito judicialmente).

CBF diz que Fifa vai autorizar venda de jogadores de 16 anos para exterior

Uol

O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Rogério Caboclo, disse em reunião virtual com presidentes de clubes das Séries A e B do Brasileirão que a Fifa pretende autorizar a venda e transferência de jogadores a partir de 16 anos de idade para o futebol europeu no mercado da bola.

Hoje a Fifa proíbe que jogadores abaixo dos 18 anos possam ser transferidos para clubes europeus, mas não vendidos.

Em reunião com mandatários dos clubes das Séries A e B em 10 de março, Caboclo afirmou: “Vou dar uma informação privilegiada, a Fifa pretende autorizar que a partir de 16 anos de idade, os seus atletas de cada um, possa firmar contrato com clubes europeus. Isso está em via de acontecer e eu estou em guerra com ele, com o presidente da Fifa. Eu posso afirmar isso, porque é um fato. A partir dos 16 eles vão embora”, disse em vídeo divulgado hoje pelo jornal “O Dia”.

Foi nessa mesma reunião virtual que Caboclo disse que iria bancar a sequência dos campeonatos e que a Rede Globo, detentora de direitos de transmissão, e seus patrocinadores também são contra a paralisação. Ele afirmou que os clubes “estariam f…” se as competições não ocorressem.

Pia aposta na união para compensar problemas na preparação da seleção feminina para as Olimpíadas

Globo Esportes

Não foi uma semana fácil para a técnica da seleção feminina, Pia Sundhage. A quatro meses dos Jogos Olímpicos de Tóquio, a treinadora sueca recebeu duas notícias desanimadoras: a lesão de ligamentos da volante Luana, que está fora das Olimpíadas, e a impossibilidade de disputar amistosos na data Fifa de abril, a penúltima antes do torneio.

Nesta quinta, Pia convocou 25 jogadoras para um período de treinos na Granja Comary, entre 5 e 13 de abril. Somente duas não atuam no país, a zagueira Rafaelle, do Changchung Dahzong, da China, e a meia atacante Andressa Alves, da Roma. Das outras 23, apenas oito disputaram mais da metade dos amistosos com a treinadora desde 2019: Barbara, Bruna Benites, Erika, Tamires, Andressinha, Chú, Cristiane e Bia Zaneratto. Jogadoras do exterior chamadas frequentemente, como Formiga, Marta, Debinha, Ludmila, Kathellen e Aline Reis, não puderam ser convocadas desta vez.

Pia reconheceu na entrevista coletiva que o cenário não é o ideal, e espera tirar o máximo proveito possível dos treinamentos para reforçar a união do grupo, algo que ela considera fundamental para o sucesso em Tóquio.

– Claro que não é bom (a ausência de amistosos), mas eu acredito em todas nós juntas. Vamos para a Granja Comary para reforçar a importância de acreditar em algo – afirmou a treinadora.

O Brasil tinha um amistoso praticamente confirmado contra a Noruega, na Europa, mas não só esse como qualquer outro jogo contra seleções europeias teve de ser cancelado pela impossibilidade das viagens diante do cenário atual da pandemia no país.

Seleção feminina é convocada para treinos na Granja Comary

Galáticos Online

A técnica sueca Pia Sundhage anunciou, na tarde desta quinta-feira (25), a relação de 24 atletas da seleção feminina para um período de treinos na Granja Comary, em Teresópolis (Rio de Janeiro). As atividades acontecerão entre os dias 5 e 13 de abril.

Porém, as restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) restringiram o grupo chamado, praticamente de atletas que atuam no Brasil. Esta foi a terceira convocação feita por Pia Sundhage em 2021. Em janeiro, ocorreu um período de treinos em Viamão (Rio Grande do Sul). Em abril, a seleção participou do torneio She Believes Cup, na Flórida (Estados Unidos), contra as seleções da Argentina, dos Estados Unidos e do Canadá.

Confira a lista de convocadas:
Goleiras:
Bárbara – Avaí/Kindermann
Luciana – Ferroviária
Nicole – Napoli

Defensoras:
Rafaelle – Changchun Dazhong (China)
Bruna Benites – Internacional
Erika – Corinthians
Tainara – Palmeiras
Fabiana – Internacional
Poliana – Corinthians
Tamires – Corinthians
Camilinha – Palmeiras

Meio-campistas:
Duda Santos – Palmeiras
Ingryd – Corinthians
Julia Bianchi – Palmeiras
Ary Borges – Palmeiras
Vanessa – Cruzeiro
Andressinha – Corinthians
Adriana – Corinthians
Jaqueline – São Paulo
Duda – São Paulo
Andressa Aves – Roma (Itália)

Atacantes:
Chú – Palmeiras
Cristiane – Santos
Bia Zaneratto – Palmeiras
Vic Albuquerque – Corinthians

Assim como o Brasileirão, Série B terá limitação de troca de técnicos

Bahia Notícias

A Série B também terá limitação de trocas técnicos, assim como o Campeonato Brasileiro da Primeira Divisão. Os 20 clubes se reuniram virtualmente nesta quinta-feira com a Confederação Brasileira de Futebol e aprovaram a medida por 18 a 2.

Com a aprovação, cada equipe só poderá ter dois técnicos durante a competição. Em compensação, cada treinador só estará apto a trabalhar em duas agremiações diferentes.

Caso uma equipe demita o treinador pela segunda vez, ela só poderá efetivar no cargo um outro profissional que já seja funcionário do clube com no mínimo seis meses de casa.

A proposta foi apresentada aos clubes pelo presidente da CBF, Rogério Caboclo. No Brasileirão da Série A, a votação foi apertada: 11 a 9.

A Série B tem previsão para começar no dia 29 maio, um sábado. O término está previsto para 30 de novembro, uma terça-feira.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia