R7

Sete das onze rodadas da Taça Guanabara, a fase de pontos corridos decisiva do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, 63,6% do total, foram jogadas até a manhã deste domingo (4). Se a etapa terminasse neste momento, a competição teria um desfecho surpreendente. Dos quatro grandes clubes do estado – Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco -, apenas o rubro-negro estaria entre os classificados para as finais gerais. Os outros três seriam Volta Redonda, Portuguesa e Madureira, nesta ordem. Fla e Madura se enfrentariam em uma semifinal; Voltaço e Lusa carioca, na outra. Estadual mais charmoso do país, o Cariocão é transmitido com exclusividade pela Record TV para a tevê aberta.

O desempenho desses três times de menor investimento tem gerado euforia entre seus fãs e os amantes nostálgicos do futebol. Em Volta Redonda, na região sul fluminense, a empolgação com vice-liderança do time da cidade é total. O Voltaço chegou à sétima rodada com os mesmos 16 pontos, cinco vitórias, um empate, uma derrota e 76,2% de aproveitamento do líder Flamengo. Roçou com as unhas a ponta da disputa, mas só está nela agora por conta do saldo de gols: tem cinco, contra dez do adversário. A campanha do time do interior do estado inclui vitórias sobre o Vasco (1 a 0) e Fluminense (3 a 2).

O Volta Redonda Futebol Clube (VRFC) é abrigado em um clube organizado. Manda seus jogos no bom Estádio Municipal da Cidadania Raulino de Oliveira, com capacidade para 20.255 espectadores. Construído no final da década de 1940, foi reinaugurado em 2004 após obras profundas de recuperação no gramado, vestiários, arquibancadas e instalações para imprensa. Com o aumento das restrições em função da pandemia, tem abrigado, nos últimos dias, também jogos de times paulistas.

Na terceira colocação, com 13 pontos, está a Associação Atlética Portuguesa (AAP), fundada em 1924 na Ilha do Governador, uma das ilhas da Baía de Guanabara e também um dos mais tradicionais bairros cariocas. O início da Portuguesa da Ilha na Taça Guanabara foi fulminante: uma vitória sobre o Vasco por 1 a 0 na estreia e um chocolate de 3 a 0 no Fluminense na segunda rodada.

Fechando o G4, com 11 pontos, vem o centenário Madureira Esporte Clube (MEC), o Tricolor Suburbano. Das três equipes, é a mais acostumada a incomodar os grandes cariocas no estadual. Fundado em 1914 no histórico bairro da zona norte da Cidade Maravilhosa, berço das escolas de samba Portela e Império Serrano, chegou ao vice-campeonato em 1936 e 2006. Está na oitava posição entre os clubes com mais pontos na história da competição. Evaristo de Macedo e Marcelinho Carioca estão entre os craques que vestiram a chamativa camisa amarela, vermelha e azul do Madura.

O G4 do Cariocão continuará exatamente do jeito que está pelo menos até o início da noite de domingo (4), quando terminará o jogo entre Botafogo e Portuguesa pela oitava rodada. Se o alvinegro não vencer, a ordem de classificação sobreviverá por mais um tempo.