WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte




vitoria da sorte

dezembro 2021
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  



drupal counter

:: 3/dez/2021 . 18:32

Arbitragem para o Campeonato dos Servidores neste final de semana

Da Redação

Confira a escala de árbitros para os jogos que serão realizados neste final de semana no estádio Edvaldo Flores, válidos pelo Campeonato dos Servidores.

Sábado
15h45
Câmara Municipal x GM

Árbitro: Aparecido Jorge
Assistentes: Rubinei Almeida e Jonathan Machado
Reserva: Djalma Lima

Domingo
08h45
Administração x Esaú Matos

Árbitro: Carlos de Jesus
Assistentes: Alcione Silva e Claudia Batista
Reserva: Djalma Lima

10h15
Serviços Públicos x Semob

Árbitro: Marcelo Carvalho
Assistentes: Rosimeire Santos e Alcione Silva
Reserva: Djalma Lima

Como ficará a Supercopa caso o Atlético-MG ganhe a Copa do Brasil

Uol

O Atlético-MG conquistou o título do Campeonato Brasileiro, ontem (2), após vencer o Bahia por 3 a 2, na Arena Fonte Nova. O Galo encerrou um jejum de 50 anos sem conquistar a competição. O troféu garante o time comandado por Cuca na próxima edição da Supercopa do Brasil — que coloca frente a frente o campeão do Brasileirão e o da Copa do Brasil.

No entanto, além do título brasileiro, o Atlético-MG ainda jogará a final da Copa do Brasil contra o Athletico-PR — a partida de ida está marcada para o dia 12, no Mineirão, às 17h30 (de Brasília), e de volta para o dia 15, na Arena da Baixada, às 21h30. Ou seja, existe a possibilidade do Galo ganhar as duas competições. Caso isso aconteça, quem será o adversário dos mineiros na Supercopa do Brasil?.

Messi sofre golpe ao comprar hotel na Espanha, diz jornal

terra.com.br

Jogador havia adquirido o hotel luxuoso sem saber que o espaço é irregular e a construção será demolida

Nem tudo são flores… O jogador eleito melhor do mundo em 2021 e astro do Paris Saint-Germain, o argentino Lionel Messi acabou caindo em um golpe após comprar um imóvel em Sitges, município espanhol próximo à Barcelona. O investidor havia adquirido o hotel luxuoso sem saber que o espaço é irregular e a construção será demolida.

O imóvel foi comprado no período em que o jogador ainda atuava pelo Barcelona. As informações são do jornal El Confidencial, que destaca o alto padrão do espaço. O diário aponta que Messi teria sofrido um golpe porque o ex-dono do Hotel MiM Sitges, que custou 30 milhões de euros, cerca de R$ 192 milhões na cotação atual, já sabia que o local poderia ser demolido.

As autoridades locais apontam que o empreendimento adquirido pelo atleta do PSG está fora das legislações e das normas urbanísticas de Barcelona. O empresário Francisco Sánchez Rodríguez, dono anterior do hotel, já sabia dessas irregularidades e da ordem de demolição. Ainda não há data para a derrubada do prédio.

Messi não se declarou sobre o caso. Por outro lado, ao jornal, Rodríguez livrou seu lado e disse que não existe ainda ordem de demolição – apenas confirmou que a prefeitura de Sitges declarou sentença, que está definida e não terá mais volta independentemente de quem peça.

O prédio foi construído em 2013, e ostenta 77 suítes e quartos, 300 m² de salões com luz natural e um spa, além de uma piscina e ginásio. O hotel fica bem perto de uma região de praia.

Bahia amplia promoção e aumenta cota de ingressos para última partida em casa no ano

Galáticos online

O Esporte Clube Bahia anunciou a ampliação da promoção de ingressos a preço promocional para a partida deste domingo (5) contra o Fluminense, às 16h, na Arena Fonte Nova. Essa será o último jogo do tricolor em casa neste ano e precisa vencer para seguir brigando contra o rebaixamento.

Desde a última quinta-feira (2) as entradas já estão sendo comercializadas para o público geral. A quantidade de bilhetes aumentada foram para os setores de Cadeira Superior, Interior e Intermediária. A primeira está por R$ 10,00, enquanto as outras duas podem ser compradas por R$ 20,00. Antes, esses lugares custavam R$ 60,00 e R$ 70,00.

Sócios Esquadrão sem Acesso Garantido devem comprar os ingressos pela internet e terão 50% de desconto em qualquer setor. Os pontos de venda são o site da Arena e a Bilheteria Sul da Fonte Nova, das 10h às 16h, em frente ao Dique do Tororó, ao lado da Loja Esquadrão. O mesmo acontecerá no dia da partida, das 10h às 17h15.

Sócios com Acesso Garantido só precisarão apresentar a carteira para serem autorizados a entrar. ”Seu apoio faz toda a diferença pra gente. Ninguém nos vence em vibração! #BBMP”, disse o clube na divulgação.

Pia Sundhage avalia desempenho da Seleção em Manaus: ‘Demos um passo à frente’

CBF

O desempenho da Seleção Brasileira no Torneio Internacional de Manaus, fechado com chave e medalha de ouro nesta quarta-feira (1), agradou a técnica Pia Sundhage. Em entrevista coletiva após a decisão contra o Chile, a comandante analisou o desenvolvimento da equipe neste processo de renovação.

“Acho que nossa jornada até aqui, com novas jogadoras no campo e com a Marta, é muito interessante porque mudamos bastante o ataque. O Chile é um bom time e criou dificuldades para nós, trabalhando nos contra-ataques, por exemplo, quando perdíamos a posse no meio. Mas, no fim das contas, nós realmente nos esforçamos para atacar pelo meio, para tentar isso com mais frequência, e acho que há margem para melhora nas nossas tentativas pelas pontas. Em relação a esses dois aspectos, leva tempo para que estejamos na mesma página. As meias e as atacantes trabalharam muito bem juntas em alguns momentos e, em outros, estavam um pouco desconectadas. Mas gosto muito do que vi porque demos um passo à frente, e daremos outros no futuro”, garantiu.

No primeiro tempo, a Seleção encontrou uma defesa muito fechada e criou boas chances, mas não conseguiu marcar. A marcação forte das chilenas dificultou a vida do ataque, que conseguiu achar os espaços na segunda etapa da partida. Pia destacou que a Canarinho está mais criativa do que antes no setor ofensivo, com repertório tático mais diversificado.

“Nós nos tornamos mais imprevisíveis, construímos mais tabelas e ainda falamos em desafiar as linhas, mas fazemos isso de um jeito diferente, com jogadoras diferentes e jogadas diferentes. Isso é difícil, porque o ataque é muito rápido. Você tem atletas velozes, mas também precisa tomar as decisões mais rápido, e há muitas tabelas. Claro que isso é mais difícil se comparado a simplesmente jogar pelas pontas e tentar um cruzamento. Precisamos fazer as duas coisas e ser pacientes, porque eu realmente acredito nas habilidades técnicas das jogadoras brasileiras. Agora, pouco a pouco, acho que nos tornaremos mais coesas. Outro aspecto é quando perdemos a posse, para mencionar uma situação defensiva também. Esses três jogos foram muito bons para nós, passamos por diferentes fases de ataque e defesa. É só assistir alguns minutos de cada uma das partidas para perceber que é um processo de aprendizagem. Toda partida nos ensina”, avaliou.

A treinadora também comentou o equilíbrio no início da partida, com o Chile retomando a posse e tentando aproveitar a velocidade para furar a defesa brasileira. Para ela, a perda de posse no meio de campo resulta de um ataque mais agressivo que ainda não estabeleceu o ritmo ideal, mas que está no caminho certo para isso.

“Fizemos um bom jogo. Parte de nosso desempenho defensivo, nos minutos iniciais, precisa melhorar, especialmente em relação aos contra-ataques. Mas, no geral, acho isso se deve ao fato de que atacamos muito e, ao perder a bola, tínhamos que defender muito também. A parte interessante, para mim, é como vamos conseguir juntar as duas coisas: esta maneira mais veloz de atacar, com passes curtos e tentando desafiar as linhas, e, em outros momentos, relaxar um pouco mais com a bola e se estabelecer no ataque. É uma questão de equilíbrio. Agora, quero ver a gente indo para o ataque o máximo possível e, no futuro, nesta jornada que começamos, veremos um pouco mais de ritmo, de forma que a gente dite o tempo de jogo. Essa é provavelmente a parte mais difícil de nosso ataque, mas chegaremos lá, e gosto do que vejo até aqui”, elogiou.

Pia também valorizou a oportunidade de dar minutos em campo às jogadoras mais jovens, especialmente neste momento de renovação da equipe. Para ela, quanto mais diversos forem os estilos de jogo das adversárias, mais preparada a Seleção estará para lidar com as situações que o jogo apresenta.

“Primeiramente, precisamos jogar e lidar com situações de jogo distintas, independentemente se as equipes vêm da América do Sul, da Europa ou da Ásia. O Chile, por exemplo, recebe a bola nas pontas, corta de volta e tenta uma tabela para quebrar a marcação. Isso é muito diferente do que faz a França ou os Estados Unidos, por exemplo. São esses pequenos detalhes, e eu gosto muito de estar na América do Sul porque tudo é muito diferente de qualquer coisa que eu já tenha feito, e eu gosto das situações imprevisíveis”, disse.

O título em Manaus marca o encerramento dos compromissos da Seleção nesta temporada. A próxima Data FIFA é em fevereiro, quando as Guerreiras do Brasil disputarão o Torneio Internacional da França, enfrentando, além da anfitriã, Holanda e Finlândia. Em julho, começa a Copa América, que garante às campeãs uma vaga na Copa do Mundo e nos Jogos Olímpicos de Paris 2024. Para que a Seleção esteja preparada até lá, a treinadora destaca que é preciso avançar um degrau de cada vez.

“É impossível acelerar o processo. Precisamos estabelecer prioridades, trabalhar certos aspectos, enfatizá-los para, antes da Copa América, ter uma ideia de como vamos jogar. Mas para ter sucesso, você precisa cometer erros. Estou preparada para algumas jogadoras perdendo a bola ao ir para o 1×1, por exemplo. Mas, por outro lado, temos uma boa defesa. Agora, a chave é descobrir quando ir para o 1×1, que cria uma chance de superar a marcadora. É achar o equilíbrio, e é muito importante fazer isso não só nos treinos, mas em jogos. O Torneio na França em fevereiro é muito importante, porque precisamos de adversários diferentes e elas são muito qualificadas. Se você cometer muitos erros, por exemplo, no meio de campo, exigiremos mais da defesa. Mas se superarmos uma marcadora no meio, teremos uma grande oportunidade de criar chances de gol. Cada jogo é um momento de aprendizado. É melhor se enfrentarmos uma das seleções no top 10 do ranking, porque isso nos ensina ataque e defesa ao mesmo tempo”, concluiu.

Escala de árbitros para a Copa Ceci Aguiar de Futebol de Base

Da Redação

Condira a arbitragem para os jogos que acontecem na manhã deste sábado (4), no estádio Edvaldo Flores, válidos pela Copa Ceci Aguiar de Futebol de Base.

08h30
Periquito x Moriá
Árbitro: Jaimilton Vieira
Assistentes: Glauber Santos e Claudia Batista

09h30
Win Soccer x JEP
Árbitro: Glauber Santos
Assistentes: Claudia Batista e Jaimilton Vieira

10h30
Brasil x Planeta Bola
Árbitro: Jaimilton Vieira
Assistentes: Glauber Santos e Claudia Batista

BRASILEIRÃO: Luta contra o rebaixamento movimenta a sexta-feira

Futebol Interior

Quatro jogos movimentam a sexta-feira (3) pelo Campeonato Brasileiro. Duas partidas são válidas pela 35ª rodada, e outras duas pela rodada 36.

Três jogos tem algo em comum: times que estão lutando contra o rebaixamento para a Série B.

Athletico-PR e Cuiabá se enfrentam às 19h, na Arena da Baixada, pela 35ª rodada. O Furacão, que venceu a Copa Sul-americana e jogará a Libertadores em 2022, é apenas o 16º colocado, com 42 pontos. Já o Cuiabá vem logo acima, em 15º lugar, com 43 pontos somados.

Quem vencer ganha algumas posições na tabela e praticamente encerra as chances de descenso. Já a derrota pode colocar um dos times dentro do Z4.

Pela 36ª rodada, Fortaleza e Juventude duelam com objetivos diferentes, às 21h, no Castelão. O Leão, sexto colocado com 52 pontos, quer seguir no G6 para conquistar uma vaga para a fase de grupos da próxima Libertadores.

Já o time de Caxias do Sul, que vive seu melhor momento no campeonato, tenta se livrar de vez dos riscos de rebaixamento. O clube é o 14º colocado, com 43 pontos somados.

Pela 35ª rodada, às 20h, o já rebaixado Sport, 19º colocado, com 33 pontos, recebe o Flamengo, vice-líder, com 70 pontos, mas sem nenhuma pretensão no campeonato, já que o Atlético-MG já tem o título praticamente garantido. A partida será na Ilha do Retiro.

No mesmo horário, mas pela rodada 36, o Atlético-GO visita a já rebaixada Chapecoense, na Arena Condá. O Dragão tem a oportunidade de se afastar de vez da zona perigosa. O clube está em 13º lugar, com 44 pontos. Já a Chape tenta uma vitória para evitar a pior campanha da história dos pontos corridos. Com 15 pontos, busca superar a pontuação do América-RN de 2007, que somou 17 pontos.

Histórico! Atlético busca virada épica sobre Bahia e é bicampeão brasileiro

Super Esportes

Foram 50 anos de angústia. A espera de uma vida. Foram gerações em apreensão, que construíram um amor baseado na história. A história que não haviam presenciado. Até esta quinta-feira, 2 de dezembro de 2021. As cinco décadas de ansiedade, injustiças e incertezas se resumiram em cinco minutos de alta emoção. Foi o tempo necessário para o Atlético buscar uma virada épica, vencer o Bahia por 3 a 2 na Fonte Nova, em partida adiada da 32ª rodada, e conquistar o bi do Campeonato Brasileiro.

Luiz Otávio e Gilberto, no segundo tempo, aumentaram a apreensão com gols para o Bahia. Mas quando parecia perdido, o Atlético lutou. E a luta valeu a pena: Hulk, o artilheiro, e Keno (duas vezes), o herói, marcaram e conseguiram a virada. O necessário para a festa ser completa.

Com a vitória, o campeão Atlético chega aos 81 pontos e já não pode mais ser alcançado pelo vice-líder Flamengo, que tem 70. Com 40, o Bahia ocupa a 17ª posição, na zona de rebaixamento.

O Atlético volta a campo neste domingo, a partir das 16h, para o jogo da taça. Com o Mineirão lotado, o time alvinegro recebe o Red Bull Bragantino. No mesmo dia e horário, o Bahia recebe o Fluminense na Fonte Nova. Os dois jogos valem pela 37ª – e penúltima – rodada.

Ansiedade, tensão, preocupação… Os sentimentos dos torcedores de Bahia e Atlético, em situações tão contrastantes na tabela, eram similares antes de a bola rolar. Em campo, as emoções se transferiram para os jogadores.

Os times até fizeram um primeiro tempo animado, com chances (não tão claras) de gol e muito equilíbrio. Tecnicamente, porém, os erros em lances simples evidenciavam a apreensão – seja pelo título, seja contra o rebaixamento.

Saíram dos pés de Nacho Fernández e Keno as melhores chances alvinegras, mas Danilo Fernandes foi bem para evitar. O Galo tinha mais a bola, mas afunilava demais o jogo. Pelo Bahia, Rodriguinho, de cabeça, assustou Everson, mas não tirou o zero do placar.

Começou agitado o segundo tempo, com uma finalização na trave de Hulk e um avanço perigosíssimo do Bahia antes dos quatro minutos. As boas chances seguiram de lado a lado, e o primeiro gol parecia questão de tempo.

E foi mesmo. Após cobrança de escanteio aos 16 minutos, Luiz Otávio, no alto dos seus 1,94m, cabeceou onde goleiro nenhum consegue chegar. Festa em Salvador, angústia em Belo Horizonte: 1 a 0 para o Bahia.

A festa tricolor aumentou quatro minutos depois. Matheus Bahia avançou pela esquerda e cruzou para Gilberto desviar para as redes: 2 a 0. Tenso, o Atlético se viu encurralado pelo adversário e pelo próprio placar.

Quando as coisas pareciam perdidas, Sasha – que saiu do banco – deu uma sobrevida ao Galo ao sofrer um pênalti. Na cobrança, o artilheiro Hulk deslocou Danilo Fernandes, marcou o 18º gol dele no campeonato e diminuiu a desvantagem: 2 a 1. No minuto seguinte, Keno empatou com um chutaço e fez a alegria da torcida atleticana.

A virada épica veio logo em seguida. Aos 32 minutos, Keno finalizou forte, venceu o goleiro adversário e marcou o terceiro. A festa estava completa. De forma heroica, o Atlético venceu por 3 a 2 e findou o jejum de 50 anos. Agora, pode gritar: é bicampeão brasileiro.

Grêmio atropela São Paulo e ainda tem chances de escapar da Série B

r7

Um dos times entrou para jogar uma decisão, enquanto o outro parecia desinteressado no Brasileirão. Foi assim que o Grêmio não tomou conhecimentos do São Paulo, venceu por 3 a 0, na noite desta quinta-feira (2), em sua arena e ainda tem chances de evitar a queda para a Série B.

Os gols de Thiago Santos, Diogo Barbosa e outro de placa, de Jhonata Robert, colocam os gaúchos com 39 pontos. O time precisa vencer seus dois últimos jogos para, quem sabe, não ser rebaixado. A próxima “final” é na tarde de domingo.

Por outro lado, os paulistas, com 45, seguem com chances remotas de queda. Na próxima segunda, a equipe faz um duelo direto com o Juventude, no Morumbi.

Desde o primeiro minuto, o Tricolor gaúcho subiu suas linhas, pressionou a saída de bola e provocou erros do rival, que aceitou essa pressão e, com Gabriel Sara quase como um lateral-direito, criou muito pouco.

Foi nessa pressão que o Grêmio perdeu um gol inacreditável com Thiago Santos. Após erro feio de Rodrigo Nestor, o volante, sem goleiro, bateu. Miranda se esticou todo e salvou.

Pouco depois, o mesmo Thiago Santos se redimiu ao receber cruzamento de Diogo Barbosa e cabecear sem chances para Tiago Volpi.

O São Paulo só foi finalizar nos acréscimos do primeiro tempo, com Benítez, em bola que passou longe de levar perigo a Gabriel Chapecó.

Mesmo com a vantagem no placar, os gaúchos voltaram para o segundo tempo com a mesma “fome”. E quase marcou três vezes com Ferreirinha. Na primeira, ele quase fez um gol de placa. Na segunda, parou em Arboleda. Na última, bateu na trave.

A sorte dele é que logo na sequência, aos 22, Diogo Barbosa arriscou de longe e fez um golaço.

O terceiro por pouco não saiu logo depois. Campaz ganhou de dois e cruzou. Borja alcançou, mas errou na hora da finalização e mandou a bola na trave.

Já nos acréscimos, o terceiro saiu. E foi mais um golaço. Jhonata Robert viu Tiago Volpi adiantado e bateu do meio de campo. Um gol de placa, para confirmar a vitória gremista.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia