WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
pmvc

março 2019
D S T Q Q S S
« fev    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  



drupal counter

:: ‘Seleção Brasileira’

Eliminatórias mudam padrão e Dunga fecha treino a dois dias da estreia

Globo Esportes

20151006182513_56143c3948605

O que se viu do primeiro treino da seleção brasileira com grupo completo em Santiago? Selfies de Jefferson com torcedores, chutes de Dunga e sua comissão técnica do meio-campo e uma ação beneficente com a Cruz Vermelha do Chile, em prol das vítimas do terremoto que atingiu parte do país em setembro. Só. A estreia nas Eliminatórias, competição priorizada pelo técnico desde que reassumiu o cargo, mudou a rotina da Seleção. Pela primeira vez em mais de um ano, Dunga fechou o treino da antevéspera da partida.

Normalmente, apenas os ajustes finais, um dia antes dos jogos, são feitos sem a presença dos jornalistas, que entram quando a atividade já está em sua parte final, recreativa, sem pistas táticas. Dessa vez, quando a imprensa teve acesso às tribunas do estádio San Carlos de Apoquindo, a enorme maioria dos jogadores já estava sentada sobre colchões de alongamento.

Outros finalizavam. Não havia dicas sobre escalação, separação que pudesse induzir a alguma lógica. Nada. E a assessoria de imprensa já avisou que será da mesma forma na quarta-feira.

Pela coerência adotada por Dunga ao longo dessa atual trajetória, e também por escolhas relacionadas ao grau de dificuldade da partida, imagina-se que ele começará as Eliminatórias com Jefferson, Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Elias (Fernandinho), Oscar, Willian e Douglas Costa; Hulk.

Com boas atuações nos últimos amistosos, contra Costa Rica e Estados Unidos, o lateral-esquerdo Marcelo e o meia Lucas Lima sonham com oportunidades.

No fim da atividade, depois que Dunga, Gilmar Rinaldi e Andrey Lopes ensaiaram chutes do meio-campo contra os goleiros Jefferson, Marcelo Grohe e Alisson, a comissão técnica, reforçada pelo auxiliar pontual Cafu e o preparador de goleiros Taffarel, se reuniu à beira do campo com membros da Cruz Vermelha. As camisas usadas pelos jogadores serão leiloadas em prol das vítimas do terremoto ocorrido em setembro no Chile.

Brasil e Chile entrarão em campo nesta quinta-feira, a partir das 20h30, no estádio Nacional.

outdoor_pq

Sob frio intenso, seleção faz primeiro treino em Santiago

O Estadão

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.Ek-8Hx12r9

Com o grupo incompleto, muito frio e neblina, a seleção brasileira fez na tarde desta quinta-feira, em Santiago, o primeiro treino para a partida de quinta-feira contra o Chile, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O treinamento ocorreu no Estádio San Carlos de Apoquindo, da Universidad Católica, localizado no pé da Cordilheira dos Andes.

Dunga só teve à disposição 18 dos 23 jogadores convocados. Douglas Costa, do Bayern de Munique, que perdeu o voo desde a Alemanha, e Kaká, do Orlando City, chamado no domingo à noite para o lugar do machucado Philippe Coutinho, só se apresentam nesta terça-feira. Também na terça chegam os três jogadores do Paris Saint-Germain: Marquinhos, David Luiz e Lucas Moura.

Na parte inicial do treinamento, os três goleiros – Jefferson, Marcelo Grohe e Alisson – treinaram com o preparador Taffarel. Os jogadores de linha fizeram um treino técnico. Depois, ocorreu um trabalho de finalizações, com os goleiros se revezando para defender. Também foi feito uma atividade de cobrança de pênaltis. Ao fim do treinamento, a temperatura caiu para 8ºC.

Nesta terça-feira à tarde, já com todos os jogadores à disposição, Dunga vai começar a definir o time que iniciará a partida com os chilenos. A tendência é que escale no começo da atividade: Jefferson; Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luis; Luiz Gustavo, Fernandinho, Willian e Oscar; Douglas Costa e Hulk.

Mas Marcelo Grohe agradou o treinador nos amistosos de setembro contra Costa Rica e Estados Unidos. Elias também pode ter chance no lugar de Fernandinho. E Luiz Gustavo, que não jogou no fim de semana passado pelo Wolfsburg, disse que não tem nenhum problema físico. “Estou bem, não joguei por precaução, porque preciso ter cuidado depois da cirurgia (no joelho, em junho), mas não tenho problema nenhum para jogar na quinta.”

unimarc-modelo-4

Philippe Coutinho é cortado por lesão, e Kaká ganha chance nas Eliminatórias

Globo Esportes

kaka_orlando_city

Kaká está convocado para os dois primeiros jogos do Brasil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018: contra o Chile, no dia 8, em Santiago, e diante da Venezuela, dia 13, em Fortaleza. O meia do Orlando City foi chamado para a vaga de Philippe Coutinho, do Liverpool, cortado por lesão. A informação foi divulgada pela CBF na noite deste domingo, momentos antes de a comissão técnica chegar ao hotel na capital chilena.

Aos 33 anos, Kaká ganha mais uma chance na Seleção. Em setembro, o apoiador já tinha voltado a ser convocado. Chamado para os amistosos contra Costa Rica (1 x 0) e Estados Unidos (4 x 1), ele entrou no segundo tempo do primeiro jogo e ficou fora do segundo por lesão. Antes disso, havia participado das vitórias sobre Argentina e Japão, em 2014, também sob o comando de Dunga.

– Aprendi ao longo da minha vida e carreira que preparação e fundamental, estar pronto para quando a oportunidade chegar! Eliminatórias aqui vamos nós! – escreveu o jogador em seu perfil no Instagram.

Já Philippe Coutinho é o segundo jogador cortado dentre os convocados pelo técnico para o início das Eliminatórias. Neste domingo, ele disputou os 90 minutos do empate por 1 a 1 entre Liverpool e Everton. Além dele, o atacante Roberto Firmino, coincidentemente também dos Reds, deu lugar a Ricardo Oliveira, do Santos. Sem falar no lateral-direito Rafinha (Bayern de Munique), que abriu mão da convocação, e acabou substituído por Daniel Alves (Barcelona).

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n

Tribunal rejeita recurso e Neymar segue suspenso por dois jogos

Bahia Noticias

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.DizG4ZOaaf

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) indeferiu a apelação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e manteve o atacante Neymar suspenso por dois confrontos oficiais pela Seleção Brasileira de Futebol.

Por conta disso, o brasileiro não atuará contra Chile e Venezuela pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2018.

Com o resultado, o treinador Dunga pode convocar mais um jogador para os confrontos, já que esperava a resolução do caso para escalar o substituto de Rafinha, que pediu dispensa da equipe.

Seleção se prepara para estreia nas eliminatórios contra o Chile

CBF

20150908032621_0

A Copa do Mundo de 2018 começa na próxima quinta-feira (8) para a Seleção Brasileira. Será o dia da estreia do Brasil nas Eliminatórias da competição. O time do técnico Dunga enfrenta o Chile nesta primeira partida, em Santiago, às 20h30.

Para esta partida, a comissão técnica embarca para o Chile no domingo (4), às 16h20, do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Ao longo da segunda-feira, os jogadores que saem da Europa e aqueles que tiverem atuado por seus clubes no Brasileirão no dia anterior se apresentam diretamente no Hotel Intercontinental, local da concentração da Seleção Brasileira em Santiago.

Logo no primeiro dia tem treino no Estádio San Carlos de Apoquindo. A atividade está marcada para as 17h. Já na terça e na quarta-feira, o treinamento está marcado para as 16h, no mesmo local. Antes, às 15h30, haverá atendimento à imprensa nos dois dias, também no local do treino.

Brasil e Chile se enfrentam na quinta-feira, às 20h30, no Estádio Nacional.

Espanha aparece em 6º e volta ao top 10 do ranking da Fifa; Brasil cai para 7º

MSN

AAeZYLB.img

A Espanha protagonizou a grande alteração no ranking da Fifa ao subir cinco lugares, figurar na sexta posição e voltar ao top 10. A ascensão se deu após triunfos sobre Eslováquia e Macedônia, pelas eliminatórias para a Eurocopa de 2016.

A liderança da lista segue com a Argentina, que agora tem a Alemanha como sua principal perseguidora. Os germânicos ultrapassaram a Bélgica e agora aparecem no segundo lugar. Já o Brasil está em sétimo após ter perdido duas posições – uma delas para Portugal, que pulou do sexto para o quarto posto.

Surpresa do topo 10, País de Gales subiu um lugar e está em oitavo. Um pouco mais atrás, a Suíça conseguiu grande avanço ao saltar da 17ª para a 12ª colocação.

A Fifa confirmou que o maior avanço na atualização do ranking deste mês entre os 50 primeiros foi protagonizado pela Noruega, que subiu 35 postos e agora é a 34ª. Cabo Verde também foi bem, melhorou sua situação em 15 posições e aparece em 41º.

Para o resultado da lista atual, a Fifa levou em conta 149 partidas internacionais entre seleções, sendo 75 de classificação para campeonatos continentais, como 50 na Europa e 25 na África, somados a 12 confrontos da Concacaf, 30 da Ásia e seis da Oceania, além de 26 amistosos.

Veja o top 10 do ranking da Fifa:

1. Argentina – 1419 pontos
2. Alemanha – 1401
3. Bélgica – 1387
4. Portugal – 1235
5. Colômbia – 1228
6. Espanha – 1223
7. Brasil – 1204
8. País de Gales – 1195
9. Chile – 1177
10. Inglaterra – 1161

outdoor_pq

Valdívia, Gabriel Jesus e Gabigol são novidades em lista da seleção sub-23

Globo Esportes

21070258535_41d85cd4e2_o

O técnico Dunga convocou nesta segunda-feira 22 jogadores para os dois próximos amistosos da seleção brasileira sub-23. Valdívia, do Inter, Gabriel Jesus, do Palmeiras, e Gabriel, do Santos, são as principais novidades da equipe que enfrentará República Dominicana, no dia 9 de outubro (às 21h), e Haiti, no dia 12 (às 19h). Ambos os jogos serão em Manaus.

Dentre os laterais, Zeca, do Santos, também recebeu uma chance. Douglas Santos, do Atlético-MG, que havia sido chamado para os amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos, reforça o time comandado mais uma vez por Rogério Micale – Dunga estará com a principal para a disputa das eliminatórias.

Como o Campeonato Brasileiro não terá jogos entre os dias 5 e 13, a tendência é que os atletas possam se recuperar a tempo de atuarem na 30ª rodada, salvo exceções. Atlético-MG, Inter, Palmeiras, Fluminense, São Paulo e Cruzeiro jogarão na quarta-feira dia 14 (confira a tabela).

São nove os que atuam no exterior: Ederson, Maicon, Wendell, Dória, Rodrigo Ely, Lucas Silva, Fred, Felipe Anderson e Kenedy.

A seleção olímpica vem de derrota em amistoso para a França, por 2 a 1, em Le Mans.

Confira abaixo os 22 convocados:

Goleiros: Ederson (Benfica) e Uilson (Atlético-MG).

Laterais: Maicon (Livorno), Zeca (Santos), Wendell (Bayer Leverkusen) e Douglas Santos (Atlético-MG).

Zagueiros: Marlon (Fluminense), Lucão (São Paulo), Dória (Granada) e Rodrigo Ely (Milan).

Meio-campistas: Lucas Silva (Olympique de Marselha), Rodrigo Caio (São Paulo), Fred (Shakhtar Donetsk), Walace (Grêmio), Felipe Anderson (Lazio) e Valdívia (Internacional).

Atacantes: Kenedy (Chelsea), Vitinho (Internacional), Gabriel Jesus (Palmeiras), Luan (Grêmio), Gabriel (Santos) e Vinícius Araújo (Cruzeiro).

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n

Dunga convoca Seleção com Renato Augusto para iniciar Eliminatórias

Gazeta Esportiva

20150813130812_0

Dando início ao “momento mais importante” da Seleção Brasileira, segundo o próprio treinador, Dunga anunciou a lista de convocados para os confrontos contra Chile e Venezuela, pelas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018. Sem poder contar com Neymar, que cumprirá suspensão nestas duas partidas, o técnico abriu seu leque de opções e chamou Renato Augusto, meia do Corinthians, como grande novidade na convocação.

O atleta, que superou um início no Timão com lesões e se consolidou como peça importante do meio-campo de Tite, volta à Seleção após mais de quatro anos. As únicas experiências de Renato Augusto com a camisa amarela foram sob o comando de Mano Menezes, que sucedeu o próprio Dunga após o Mundial na África do Sul. Além do meia, o zagueiro Gil, do Corinthians, e o lateral direito Rafinha, do Bayern de Munique, foram outras surpresas.

Confira os convocados:
Goleiros: Jefferson (Botafogo), Marcelo Grohe (Grêmio), Alisson (Internacional)
Laterais: Fabinho (Monaco), Rafinha (Bayer de Munique). Filipe Luis (Atlético de Madrid) e Marcelo (Real Madrid)
Zagueiros: David Luiz (Paris Saint Germain), Miranda (Inter de Milão). Marquinhos (Paris Saint Germain) e Gil (Corinthians)
Meias: Luiz Gustavo (Wolfsburg). Fernandinho (Manchester City), Elias e Renato Augusto (Corinthians). Lucas Lima (Santos) Oscar e Willian (Chelsea) e Philippe Coutinho (Liverpool)
Atacantes: Firmino (Liverpool). Hulk (Zenit) Lucas (Paris Saint Germain) e Douglas Costa (Bayer de Munique).

O Brasil enfrentará o Chile no dia 8 de outubro, em Santiago, e a Venezuela no dia 13 de outubro, no Castelão, em Fortaleza. 

Após últimos testes, Dunga tem poucas dúvidas para eliminatórias

Globo Esportes

20150908215636_55ef83c4cc2c7

Eram os dois últimos amistosos antes da estreia nas eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2018. Dunga precisava achar peças de reposição após a eliminação precoce na Copa América. E quem foi chamado pela primeira vez ou teve a oportunidade de retornar à seleção brasileira deu conta do recado. Lucas Lima, Rafael Alcântara, Hulk e Lucas Moura. Nomes que têm totais condições de apareceram na lista do dia 17 de setembro para os jogos contra Chile, em Santiago, no dia 8 de outubro, e Venezuela, no dia 13, em Fortaleza.

Desde que retornou à seleção brasileira, após a Copa de 2014, Dunga chamou 49 jogadores e utilizou 39. Apenas dois deles participaram de todos os jogos: o zagueiro Miranda e o atacante Willian. Dos 16 jogos que comandou até aqui, o treinador obteve 14 vitórias, um empate e uma derrota. Em amistosos, o comandante tem 100% de aproveitamento.

Em relação ao grupo que vai disputar as eliminatórias, o treinador vai precisar definir apenas o terceiro goleiro. Jefferson e Marcelo Grohe são nomes certos no grupo do dia 17. Nas laterais, Danilo e Daniel Alves, que ficou fora dos jogos nos Estados Unidos por lesão, devem ser nomes para o lado direito. Na esquerda, Filipe Luís, que também não participou dos dois últimos amistosos por estar contundido, retorna à equipe. Marcelo, provavelmente, completa o setor.

A defesa tem apenas um ponto de interrogação. Miranda, o segundo capitão de Dunga, David Luiz e Marquinhos dificilmente não farão parte do grupo. A dúvida é se Thiago Silva vai retornar à equipe. A tendência é que o treinador opte por um novato. Caso isso ocorra, Gabriel Paulista leva vantagem sobre os outros concorrentes. Gil, do Corinthians, corre por fora.

Os meio-campistas estão bem definidos na cabeça do comandante. Luiz Gustavo, Fernandinho e Elias são os homens de marcação. Ramires havia sido convocado, mas acabou cortado. O substituto Rafael Alcântara deu conta do recado e foi bem. Pode ser mantido para ganhar ainda mais experiência para as Olimpíadas. Os homens de armação também estão praticamente escolhidos: Oscar, Willian, Douglas Costa e Lucas Lima. Sem falar no jogador mais experiente que Dunga deve escolher. Kaká foi muito elogiado e pode retornar nas eliminatórias por sua conduta e importância para atuar num jogo difícil como o de Santiago.

No setor ofensivo, Hulk ganhou de vez a vaga e dificilmente não ficará na lista. Roberto Firmino e Lucas Mora, que também entrou bem nos amistosos, devem ser outros nomes da lista. Agora é esperar pelo dia 17 e confirmar as expectativas sobre a primeira lista do treinador para os jogos das eliminatórias.

468x60_simonassi127

Neymar faz dois em 45 minutos, e Seleção atropela os EUA em Boston

Globo Esportes

20150908232022_55ef97661313a

Neymar precisou apenas de 45 minutos para mostrar o seu cartão de visitas aos torcedores de Boston. Nesta terça-feira, o camisa 10 entrou no intervalo e marcou dois gols na vitória da seleção por 4 a 1 sobre os Estados Unidos. Os outros foram de Rafael Alcântara e Hulk – Danny Williams descontou no apagar das luzes. O resultado deu tranquilidade para a equipe nacional se preparar para a estreia nas eliminatórias, no dia 8 de outubro, contra o Chile, em Santiago.

Com os gols marcados nesta terça-feira, Neymar chegou aos 46 com a camisa da Seleção em 67 partidas. O craque está a dez de Romário, o quarto maior goleador da história do time nacional. Pelé lidera a lista, com 95. Já Hulk retornou a seleção brasileira após mais de um ano longe. E o atacante do Zenit, atuando como autêntico centroavante, deu conta do recado. Ele marcou duas vezes nos amistosos diante da Costa Rica e dos Estados Unidos.

Convocado para a vaga de Ramires, cortado por lesão, Rafael Alcântara foi outro que deu conta do recado. Durante os treinos era fácil perceber o encantamento da comissão técnica com o jogador do Barcelona. Utilizado por Dunga nos dois amistosos, o meia marcou um dos gols no triunfo diante dos Estados Unidos. O meia Lucas Lima, do Santos, foi outro que se destacou no amistoso desta terça-feira. Distribuindo bem as jogadas no meio de campo, o atleta sai em alta dos Estados Unidos e tem tudo para ser mantido para os jogos das eliminatórias.

outdoor_pq

Seleção Olímpica sai na frente, mas França vence

CBF

20150908182152_0

Em fase de testes para os Jogos Olímpicos de 2016, a Seleção Brasileira Sub-23 enfrentou a equipe sub-21 da França nesta terça-feira (8), em Le Mans. Sob o comando de Rogério Micale, os brasileiros saíram na frente, mas acabaram perdendo por 2 a 1.

No primeiro tempo da partida, o Brasil buscou os gols principalmente pelo lado esquerdo com Wendell, um dos melhores jogadores em campo. Foi do lateral, inclusive, o cruzamento que resultou no gol da Seleção. Tentando evitar que a bola chegasse a Kenedy ou a Alisson, o zagueiro Kimpembe se esticou para fazer o corte, mas acabou marcando contra. Minutos depois, no contra-ataque, a França conseguiu o empate. Haller finalizou no canto esquerdo, a bola tocou na trave e nas costas do goleiro Ederson, e acabou voltando nos pés de Amavi, que não desperdiçou: 1 a 1.

Rogério Micale fez nove alterações no segundo tempo, mas a França foi superior. A equipe adversária cresceu, enquanto a brasileira não conseguiu criar boas jogadas para ampliar o placar. Aos 25, em cobrança de falta a favor do time da casa, Rodrigo Caio falhou e Haller aproveitou a chance para virar o placar. A melhor chance do Brasil na etapa final foi com Luan, que chutou forte da entrada da área e fez a bola bater na parte de dentro da trave francesa. A França administrou a vantagem até o final e garantiu a vitória.

Brasil:Ederson; Maicon (Wallace Oliveira), Wallace (Rodrigo Eli), Dória (Marlon) e Wendell (Jorge); Rodrigo Caio (Eduardo Henrique), Lucas Silva (Otávio/Danilo), Felipe Anderson (Andreas Pereira), Alisson e Kenedy (Kelvin); Luan (Carlos).

Nos domínios de Tom Brady, Brasil pega EUA de olho nas eliminatórias

Globo Esportes

neymar_brady2

Basta pisar em Boston para ver alguma referência ao New England Patriots. Seja por uma camiseta, um boné ou uma foto de um dos jogadores do time espalhadas pela cidade. Nesta terça-feira, às 21h40 (de Brasília), o torcedor que for ao Estádio de Boston não vai ver a equipe liderada por Tom Brady, o quarterback mais famoso dos Estados Unidos no momento, mas vai ter a oportunidade de acompanhar os donos da casa diante de uma das seleções mais importantes do planeta, a do Brasil.

E será um Brasil renovado, bem diferente daquele que venceu a Copa do Mundo de 1994 nos Estados Unidos ou pentacampeonato em 2002. É um time liderado por Neymar, que pode mais uma vez ficar no banco de reservas. Pode-se dizer que o atacante está para a Seleção e para o torcedor canarinho como Tom Brady está para os fãs do futebol americano. É a referência de um time que carece de resultados positivos após a goleada por 7 a 1 para a Alemanha na Copa do Mundo e a eliminação precoce na Copa América. Um é a referência técnica, o outro, a de comportamento.

New England Patriots e o Brasil. Duas equipes vencedoras. Enquanto o primeiro é quatro vezes campeão do Superbowl, o time canarinho é pentacampeão do mundo. Se Neymar é o capitão e astro da amarelinha, Tom Brady é o maestro de sua equipe. E será em sua “casa”, na Arena de Boston (com capacidade para mais de 68 mil torcedores), que a Seleção comandada por Dunga terá a última oportunidade de testar peças para o início das eliminatórias, em outubro. A estreia na classificação para a Copa de 2018 será contra o Chile, no dia 8, em Santiago. No dia 13, o rival será a Venezuela, em Fortaleza.

Dunga não definiu a equipe que vai entrar em campo. Neymar, que está suspenso pela Conmebol dos dois primeiros jogos das eliminatórias, pode ficar novamente fora. O atacante cumpriu duas partidas da Copa América e se viu obrigado pela Fifa a ficar fora dos jogos diante de Chile e Venezuela. A CBF recorreu ao TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) e aguarda o julgamento do recurso para diminuir em uma partida a pena, permitindo que o craque enfrente os venezuelanos.

unimarc-modelo-4



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia