WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
PMVC IPTU

abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  



drupal counter

:: ‘Seleção Brasileira’

Gol de Hulk no início dá vitória ao Brasil sobre Costa Rica

Terra

selecaobrasilcostaricaamistoso05092015efe
O Brasil deu a impressão de que venceria facilmente a Costa Rica, com um gol marcado por Hulk logo no início, mas não foi além disso. Apesar de algumas chances criadas ao longo do amistoso nos Estados Unidos – com um gol legal anulado para cada lado –, a equipe verde-amarela venceu por 1 a 0, neste sábado (5).

O triunfo na Red Bull Arena, em Harrison, foi o primeiro de dois jogos preparatórios dos comandados de Dunga para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

O próximo está marcado para terça-feira, contra os Estados Unidos, em Foxborough, na região metropolitana de Boston.

Brasil pega Costa Rica em jogo que marca um ano da 2ª era Dunga

Globo Esportes

20150901175636_55e61104cf1d7_1

Cinco de setembro de 2014. O Brasil havia acabado de ser goleado por Alemanha (7 a 1) e Holanda (3 a 0) na reta final da Copa do Mundo. As cobranças eram por renovação. E o técnico escolhido para assumir tal responsabilidade era um velho conhecido: o tetracampeão Dunga. Agora, um ano depois do primeiro compromisso diante da Colômbia (1 a 0, em Miami), o treinador volta aos Estados Unidos para enfrentar a Costa Rica, neste sábado, às 17h (de Brasília), na Arena de Nova Jersey, em um outro patamar, mas com a mesma cobrança. A de recuperar a autoestima e o bom futebol do time canarinho, recém-saído de um novo fracasso. Desta vez na Copa América do Chile.

Em sua segunda passagem pela Seleção, Dunga disputou 14 partidas até aqui. Foram 12 vitórias, um empate e apenas uma derrota. Aproveitamento de 88,09%. O tropeço aconteceu para Colômbia (1 a 0), em Santiago, justamente na partida que ocasionou a suspensão de quatro partidas imposta pela Conmebol a Neymar. O camisa 10, inclusive, é o artilheiro sob a batuta do treinador, com nove gols. Mas deverá ficar no banco diante da Costa Rica. O confronto será transmitido ao vivo pela TV Globo, Sportv e GloboEsporte.com. O site acompanha em Tempo Real.

Em sua primeira passagem, Dunga comandou a Seleção em 60 partidas. Foram 42 vitórias, 12 empates e seis derrotas – aproveitamento de 76,6%. O artilheiro na época foi o atacante Luís Fabiano, com 22 gols. Na opinião do treinador, não existem bons e maus momentos, mas sim pontos a se aprender com situação vivida no cargo de treinador da equipe nacional.

– Era o meu primeiro trabalho. Tinha de ganhar, de vencer. Não mudou muito. Tem que continuar vencendo, continuar ganhando. As coisas evoluem muito rápido. Passaram quatro anos, essa segunda passagem tem mais pressão por tudo o que passou recentemente mesmo com o Brasil chegando entre os quatro primeiros da Copa do Mundo. Existe uma pressão e ansiedade de todos. Até da nossa parte. Sabíamos que teríamos que começar bem, com vitórias, ganhando e, aos poucos, dando oportunidade aos outros. A pressão é tão grande que perdemos apenas um jogo e já se tem grandes polêmicas. Parece que não ganhamos nada até agora.

O ano no comando da Seleção em 2015 também é diferente daquele de 2007. Se há oito anos, Dunga chegava aos jogos de setembro como título da Copa América, agora a pressão ainda maior pela eliminação da equipe nas quartas de final do torneio. A necessidade de arrumar o time para as eliminatórias ficou ainda mais latente após a derrota nos pênaltis para o Paraguai. O treinador sai em defesa de seus comandados para a sequência do trabalho.

– Basta um resultado negativo que nada é satisfatório. Temos que trabalhar com isso, estar preparados para enfrentar tal situação. O jogador aqui precisa chegar pronto porque não existe esse tempo de espera. Ele não vai ter cinco ou seis jogos, quase meio ano. Ele precisa estar preparado para jogar cinco, dez, 15 ou 90 minutos. Estamos nos preparando da melhor maneira sabendo que vamos enfrentar dificuldades nas eliminatórias.

Seleção inicia ciclo pós-Copa América com 14 campeões na temporada

Globo Esportes

20150831200042_55e4dc9a85000_1

Muito torcedor olha a seleção brasileira e pensa que o grupo convocado por Dunga tem pouca rodagem ou não é recheado de protagonistas no futebol brasileiro e mundial. Porém, dos 24 jogadores listados pelo treinador para os amistosos contra a Costa Rica, no sábado, às 17h (de Brasília), em Nova Jersey, e diante dos Estados Unidos, em Boston, na terça-feira, 14 levantaram taças por seus clubes em 2015. Neymar e Rafael Alcântara, ambos do Barcelona, foram os que mais comemoram conquistas por sua equipe.

Defendendo o Barcelona, só em 2015, eles venceram a Liga dos Campeões, o Campeonato Espanhol, a Copa do Rei e a Supercopa da Europa. Neymar, por exemplo, participou de 51 partidas e fez 39 gols. Rafael Alcântara tem números bem mais modestos. Reserva do meio de campo da equipe culé, o filho do tetracampeão Mazinho esteve em campo em 36 oportunidades e fez dois gols. O suficiente para ser peça importante do técnico Luis Enrique.

Quem também cansou de comemorar foram os zagueiros David Luiz e Marquinhos e o atacante Lucas. Em 2015, o Paris Saint-Germain levantou quatro canecos: Campeonato Francês, Copa da Liga da França, Copa da França e Supercopa da França. Na Inglaterra, Willian e Gabriel Paulista defendendo Chelsea e Arsenal, respectivamente, também tiveram motivos para comemorar.

Neste sábado, às 17h (de Brasília), o Brasil terá o penúltimo compromisso antes da estreia nas eliminatórias, no dia 8 de outubro, contra o Chile, em Santiago. A equipe de Dunga vai enfrentar a Costa Rica, em Nova Jersey.

Seleção vai estrear nas eliminatórias para a Copa de 2018 dia 8 de outubro

Globo Esportes

brasil_colombia_ambiente_marloncosta-3

A seleção brasileira vai iniciar o caminho em busca de uma vaga na Copa do Mundo de 2018 no dia 8 de outubro, uma quinta-feira, quando visita o Chile em Santiago. O segundo desafio pelas eliminatórias sul-americanas também já tem data: 13 de outubro, uma terça-feira, contra a Venezuela em Fortaleza. A tabela foi definida no final de julho, em sorteio em São Petesburgo, mas só agora a CBF divulgou o dia dos confrontos pelas duas primeiras rodadas.

Assim, falta definir as datas da terceira e da quarta rodada (contra Argentina, fora, e Peru, em casa, respectivamente). Para o ano que vem, a CBF já divulgou o calendário com o dia dos jogos das eliminatórias.

Como as datas Desta vez, a seleção brasileira não passará pela Granja Comary para realizar a sua preparação. Os jogadores seguirão diretamente para se apresentar em Santiago e, de lá, viajam com a delegação para Fortaleza.

O Nordeste, aliás, deverá receber com frequência a seleção brasileira, pelo menos no início das Eliminatórias. A avaliação técnica é que no início, complicado e ainda numa fase irregular do time, eliminado nas quartas de final da Copa América e ainda sob o fantasma do 7 a 1 na Copa do Mundo de 2014, será importante atuar em praças onde o público costuma prestar apoio incondicional.

468x60_simonassi127

Clubes brasileiros articulam um boicote à seleção olímpica

Futebol Interior

728x485

Os principais clubes do País se articulam para boicotar a seleção brasileira olímpica. Liderados pelo Grêmio, a intenção é pedir à CBF a desconvocação coletiva de 12 atletas chamados na semana passada pelo técnico Dunga para o amistoso contra a França, no dia 8 de setembro, em Le Mans. Como o Campeonato Brasileiro não será interrompido, esses jogadores desfalcariam seus clubes em três rodadas.

“A ideia é fazer um movimento em conjunto para não desequilibrar o campeonato. A dispensa seria coletiva para não ter privilégio a nenhum clube. O movimento não é pessoal do Grêmio e, assim, ficaria mais fácil para a CBF tomar a sua decisão”, afirmou à reportagem o presidente Romildo Bolzan Junior.

Corinthians e Flamengo estariam dispostos a aderir ao movimento. Também tiveram atletas convocados pela seleção olímpica Bahia (Série B), São Paulo, Palmeiras, Fluminense, Atlético Paranaense, Atlético Mineiro e Cruzeiro. Os demais atletas atuam na Europa.

Com a dispensa coletiva da seleção olímpica, a estratégia dos clubes é tentar evitar que algum atleta sofra retaliações da CBF e não volte a ser convocado por Dunga. Apesar de o treinador ter sido o responsável pela divulgação da lista, quem comandará a equipe durante a excursão à França será Rogério Micale. Nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio, o treinador será Dunga.

Atlético Mineiro, Corinthians e Grêmio também serão desfalcados pela seleção principal que disputará os amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos, nos dias 5 e 8 de setembro, respectivamente. Do clube gaúcho foi convocado o goleiro Marcelo Grohe, do paulista foi chamado o volante Elias e o time mineiro ficará sem o lateral-esquerdo Douglas Santos. Esses atletas também perderão três rodadas do Brasileirão.

Convocações de Dunga desfalcam 13 clubes das Séries A e B por 3 rodadas

Globo Esportes

20150811104858_0

Treze clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro vão jogar desfalcados por três rodadas das competições organizadas pela CBF. Tudo por conta da convocação do técnico Dunga para as seleções principal e olímpica, que vão disputar amistosos entre os dias 31 de agosto e 8 de setembro. O Atlético-MG foi o clube que mais cedeu atletas para as duas equipes. Foram três nomes listados para os compromissos: o lateral-esquerdo Douglas Santos, o meio-campista Eduardo Henrique e o atacante Carlos.

São Paulo, Corinthians e Grêmio aparecem em seguida, com dois atletas convocados cada um. Enquanto os dois últimos clubes tiveram jogadores chamados para cada uma das duas seleções, o Tricolor do Morumbi cedeu dois nomes para a equipe olímpica (Rodrigo Caio e Lucão). A equipe do Parque São Jorge e o time gaúcho talvez sejam os que mais vão sentir os desfalques. Tanto o goleiro Marcelo Grohe e o atacante Luan como o volante Elias e o goleador Luciano são titulares dos técnicos Roger Machado e Tite, respectivamente.

Certo mesmo é que paulistas e cariocas perderão seus jogadores em clássicos regionais. Flamengo e Fluminense, por exemplo, se enfrentam no dia 6 de setembro. Enquanto o Tricolor das Laranjeiras não terá o zagueiro Marlon, o Rubro-Negro não poderá contar com o lateral-esquerdo Jorge. O desfalque do promissor jogador foi motivo de reclamação dos flamenguistas.

Na terra da garoa serão dois clássicos: Corinthians e Palmeiras, no dia 6 de setembro, e Santos e São Paulo, no dia 9 de setembro. O Palmeiras não poderá contar com Kelvin. O atacante, porém, não é titular absoluto do técnico Marcelo Oliveira. Por outro lado, o Santos perderá uma de suas principais peças, o meio-campista Lucas Lima, chamado pela primeira vez para a seleção principal.

Na Série B, dois clubes também ficarão sem jogadores. O Botafogo não poderá contar com o goleiro Jefferson, titular de Dunga na Copa América. O Bahia não terá o arqueiro Jean, que provavelmente será reserva de Ederson, do Benfica, no compromisso da equipe olímpica.

Os clubes brasileiros ainda correm o risco de ficar sem jogadores estrangeiros. Como as seleções sul-americanas ainda não divulgaram suas convocações, não existe previsão de quantos jogadores poderão desfalcar os clubes. A diretoria do Flamengo contabilizou mais dois desfalques nas rodadas 22, 23 e 24. A tendência é que o lateral-esquerdo Pablo Armero, da Colômbia, e o atacante Paolo Guerrero, do Peru, sejam chamados nos próximos dias.

Com nomes do ‘trio de ferro’ paulista, Dunga convoca Seleção olímpica

Gazeta Esportiva

dunga

O técnico Dunga convocou na manhã desta sexta-feira, através do site oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), 22 jogadores que integrarão a Seleção olímpica para o amistoso contra a França, marcado para o dia 8 de setembro.

Doze atletas chamados jogam no futebol nacional, sendo que apenas um não joga na Série A do Brasileiro, o goleiro Jean, do Bahia. Os destaques ficam por conta dos jogadores que atuam no trio de ferro de São Paulo: os atacantes Luciano, do Corinthians, Kelvin, do Palmeiras, o zagueiro Lucão e o volante Rodrigo Caio, representando o Tricolor.

Outros nomes conhecidos do futebol brasileiro na lista do treinador da Seleção são Luan, do Grêmio, Marlon, do Fluminense, Alisson, do Cruzeiro e Jorge, do Flamengo.

“Nós nos reunimos, traçamos o perfil juntamente com o scout da CBF e com treinadores da sub-15 e sub-17, justamente para resgatar um pouco do futebol brasileiro, aliando também a questão do campo, da prática. A teoria também vem nos auxiliar, junto com as tecnologias”, explicou Dunga em vídeo da CBF TV.

Abaixo, confira a lista completa dos convocados por Dunga para o amistoso contra a França:

Goleiros: Éderson (Benfica) e Jean (Bahia)
Laterais: Fabinho (Monaco), Maicon (Livorno), Wendell (Bayer Leverkusen) e Jorge (|Flamengo)
Zagueiros: Lucão (São Paulo), Marlon (Fluminense), Rodrigo Ely (Milan), Wallace (Monaco)
Volantes: Rodrigo Caio (São Paulo), Lucas Silva (Real Madrid), Otávio (Atlético-PR) e Eduardo Henrique (Atlético-MG)
Meias: Felipe Anderson (Lazio), Rafael Alcântara (Barcelona) e Andreas Pereira (Manchester United)
Atacantes: Alisson (Cruzeiro), Luan (Grêmio), Kelvin (Palmeiras), Carlos (Atlético-MG), Luciano (Corinthians)

Alisson, Lucas Lima e Kaká são novidades na lista de Dunga para amistosos

Terra

20150606215448_0

O goleiro Alisson e o meia-atacante Lucas Lima, de Internacional e Santos, respectivamente, foram convocados pela primeira vez para defender a seleção brasileira, em amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos, em lista que também conta com a presença de Kaká, do Orlando City.

Os três jogadores foram as principais novidades na relação anunciada hoje, para os jogos que serão realizados no início de setembro. Primeiro, no dia 5, o confronto será contra os costarriquenhos, depois, no dia 8, será a vez de encarar os americanos.

Neymar, que se recupera de caxumba, está na lista, mas o próprio Dunga adiantou que convocou 24 atletas, pensando na possibilidade de ter que cortar o atacante do Barcelona, que, deverá voltar daqui cerca de dez dias aos gramados.

Confira a lista dos convocados:

GOLEIROS:Jefferson (Botafogo), Marcelo Grohe (Grêmio), Alisson (Internacional – ZAGUEIROS: David Luiz (PSG), Marquinhos (PSG) , Miranda (Inter de Milão), Gabriel Paulista (Arsenal) – LATERAIS: Daniel Alves (Barcelona), Filipe Luiz (Atlético de Madrid), Danilo (Real Madrid), Douglas Santos (Atlético Mineiro) – MEIAS: Luis Gustavo (Wolfsburg), Fernandinho (Manchester City), Elias (Corinthians), Ramires (Chelsea), Oscar (Chelsea), Firmino (Liverpool), Willian (Chelsea), Kaká (Orlando City) e Lucas Lima (Santos) – ATACANTES: Neymar (Barcelona), Lucas (PSG), Hulk (Zenit), Douglas Costa (Manchester de Munique).

outdoor_pq

Brasil sobe para quinto, e Bélgica supera a Alemanha no ranking da Fifa

Globo Esportes

ranking-fifa

Em razão de uma grande queda da Holanda, o Brasil ganhou um posto no ranking da Fifa divulgado nesta quinta-feira, subindo de sexto para quinto. Mesmo com o vice da Copa América, a Argentina segue na liderança, enquanto a grande novidade vem logo em seguida: a Bélgica tomou o lugar da Alemanha e subiu para a segunda colocação, deixando a atual campeã mundial na terceira posição.

As mudanças no ranking foram sensíveis, e o que houve de mais significativo foi a queda de Holanda e Uruguai. Em má fase nas eliminatórias para a Euro, a Laranja perdeu sete posições e agora está na 12º lugar. O Uruguai, antes 13º, virou o 18º, após não conseguir defender o seu título na Copa América. O Chile, que já tinha galgado oito posições com a conquista em casa, entrou agora no top 10.

Mudança mesmo provocou a Copa Ouro. O campeão México foi da 40ª para a 26ª colocação. Já a Jamaica foi a seleção que mais subiu no ranking: foram 21 posições conquistadas, o que a levou para o 55º lugar da lista. Fora da América do Norte, destaque ainda para a Albânia, que pulou para 22º.

outdoor_pq

Seleção Feminina é medalha de ouro no Pan de Toronto

CBF

20150725224058_0

Um enorme parabéns. Dourado! É isso que a Seleção Brasileira Feminina merece, após conquistar o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, com 100% de aproveitamento.O time do técnico Vadão derrotou a Colômbia por 4 a 0 na decisão e alcançou o lugar mais alto do pódio. Formiga, Maurine, Andressa Alves e Fabiana marcaram os gols da decisão, neste sábado, em Hamilton.

Não foi à toa que a Seleção Brasileira conquistou essa medalha de ouro. Além da excelente campanha, com vitória em todos os jogos, o Brasil foi o senhor do jogo nessa final. No caso, as senhoras da partida! Desde o primeiro minuto, a equipe tomou a iniciativa. Quatro gols anotados, nenhum sofrido e pode comemorar.

Para falar a verdade, não deu nem tempo de respirar. A torcida, que lotou o estádio em Hamilton, ainda se acomodava na arquibancada quando Formiga abriu o placar. Lance de bola parada e a capitã subiu mais do que todo mundo para facilitar o caminho do Brasil até o ouro.

No segundo tempo, a superioridade ficou ainda mais evidente. Pouco ameaçada, a Seleção Feminina estava mais próxima de ampliar a vantagem do que de sofrer o empate. Foi o que aconteceu. E com emoção. Antes da bola balançar a rede, Erika chegou perto de marcar, Cristiane, de cabeça, teve sua chance, Andressa Alves acertou o travessão em cobrança de falta e Andressinha obrigou a goleira colombiana a fazer um milagre.

Coube a Maurine, no seu primeiro toque na bola, o segundo gol brasileiro. A camisa 7 havia acabado de entrar em campo no lugar de Andressinha e foi direto para a cobrança de um escanteio. Com uma categoria impressionante, a meia fez um golaço. O-lím-pi-co! A curva foi tão surpreendente que levantou o grito de “oooooohhhh” da torcida canadense antes de se ouvir a comemoração de gol.

Daí em diante, seria só administrar. Com maturidade e consciência, a Seleção Feminina seguiu controlando a partida, mas com fome de gol. Chegou a acertar o travessão colombiano mais duas vezes, sendo uma em belo chute de fora da área de Andressa Alves. Ela queria deixar sua marca e conseguiu. A camisa 9 completou cruzamento vindo da direita e ampliou para 3 a 0.

Alguém pensa que acabou? A vontade era tão grande que ainda deu tempo para mais um. De fora da área, no chamado petardo, Fabiana fechou o placar nos acréscimos: 4 a 0 para as Meninas de Ouro do Futebol!

BRASIL: Barbara, Fabiana, Érika, Rafaelle e Tamires; Formiga, Thaisa, Andressinha e Raquel; Andressa Alves e Cristiane. Técnico: Vadão.

Brasil passa sufoco contra Panamá, mas conquista bronze na prorrogação

Gazeta Esportiva

t_158728_a-selecao-brasileira-conquistou-a-medalha-de-bronze-ao-vencer-o-panama-por-3-a-1-foto-omar-torres

Após a trágica eliminação para o Uruguai, o Brasil conseguiu, ao menos, conquistar a medalha de bronze dos Jogos Pan-Americanos – inédita no futebol masculino. Na tarde deste sábado, a Seleção foi pressionada pelo Panamá, mas conquistou uma vitória por 3 a 1, com dois gols marcados na prorrogação, no estádio de Hamilton, no Canadá. Assim, o time canarinho voltou a subir ao pódio depois de 12 anos, já que a última vez havia sido em 2003, com a prata em Santo Domingo.

O Brasil entrou em campo ainda se recuperando da eliminação histórica para o Uruguai, ocorrida na última quarta-feira, quando ficou com um jogador a mais desde a etapa inicial e sofreu virada em dois minutos no fim da partida, sendo derrotado por 2 a 1. Assim, a seleção comandada por Rogério Micale teve dificuldades diante dos panamenhos – eliminados pelo México nas semis – e foi inferior no duelo, apesar da vitória.

Na primeira etapa, os adversários perderam pênalti, mas abriram o placar nos acréscimos, com Núñez. Na volta do intervalo, o Brasil, ao contrário dos rivais, converteu penalidade e empatou com Luciano. Porém, o marcador não saiu da igualdade no restante do segundo tempo, o que fez com que o duelo se estendesse para a prorrogação. Embora fosse pressionada no tempo extra, a Seleção Brasileira conseguiu selar o triunfo com gols de Leandro Piazon e, novamente, Luciano.

Em busca do ouro, Vadão elogia a Seleção e mira Olimpíadas

CBF

20150718224721_10

À frente da Seleção Brasileira Feminina desde abril de 2014, Vadão vai em busca de seu terceiro título no comando da equipe. Neste sábado, ele terá essa chance. Brasil e Colômbia se enfrentam às 18h35 (19h35 de Brasília, em Hamilton, pela decisão do torneio de futebol feminino dos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Vale ouro.

O adversário desta final, inclusive, já é um velho conhecido de Vadão. Foi justamente contra as colombianas que as mulheres do Brasil garantiram o título da Copa América de 2014. O empate em 0 a 0 deu o troféu à Seleção. Se a Colômbia vencesse, levantava a taça.

– Eles têm uma equipe madura, forte, que trabalha junto há bastante tempo. Não será um jogo fácil, mas estamos preparados – comentou o técnico logo após saber quem seria o adversário da final.

Quando olha para a trajetória neste Pan, Vadão é só elogios ao time. Afinal de contas, o Brasil está com 100% de aproveitamento até aqui, melhor ataque da competição, artilheira e jogando um futebol bonito. Se vier o ouro, vai só coroar um trabalho que já pode ser analisado como muito positivo.

– Perdemos o Mundial em um jogo eliminatório em que só um time poderia sair vencedor, mas sabíamos que o time vinha bem. Fizemos uma boa campanha lá, assim como estamos fazendo agora. A equipe está muito bem e por isso o balanço destes últimos tempos é positivo.

Vadão comanda um projeto inovador, que é a seleção permanente. Ela surgiu após um período de observações do treinador e sua comissão técnica, no qual ficou clara a necessidade de uma preparação mais intensa para enfrentar as grandes potências mundiais na modalidade. Naturalmente, após o Pan, os olhos vão se voltar justamente para a preparação para as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

– Estamos elaborando um calendário muito interessante e que nos dará experiência e força para as Olimpíadas. A CBF tem nos dado toda a estrutura para trabalhar e acredito que vamos chegar num estágio muito bom no ano que vem – finalizou Vadão, que se considera totalmente envolvido com o futebol feminino desde que assumiu a Seleção.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia